Ações gratuitas marcam Dia Mundial de Luta Contra Aids

Teste rápidos para diagnosticar o HIV serão realizados (Foto: Girlene Medeiros / G1 AM)

 

 

 

A cada seis horas, uma nova pessoa é infectada pelo vírus do HIV em Pernambuco. Diante dessa estatística, o Programa Estadual de Combate à Aids ressalta a importância do diagnóstico precoce, bem como o acompanhamento para o controle da infecção para evitar o adoecimento. Nesta quinta-feira (1º), Dia Mundial de Luta Contra a Aids, várias ações gratuitas serão realizadas no Recife para alertar para o problema.

As atividades serão realizadas pela Secretaria Estadual de Saúde. Das 8h ao meio-dia, profissionais estarão na Estação Central de Metrô do Recife, no bairro de São José, no Centro da capital, distribuindo material informativo e preservativos masculinos e femininos.

À tarde, a partir das 17h, no Pátio do Carmo, no bairro de Santo Antônio, serão atendidas 100 pessoas para realização de testes rápidos de HIV e sífilis. Também haverá distribuição de camisinhas masculinas e femininas, gel lubrificante e folder.

Nas duas ações, os técnicos do programa vão tirar dúvidas sobre a doença. A iniciativa conta com a parceria da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (CEAD), que mobilizará seus associados e contribuirá com interprete de libras. Outra parceria será do Centro de Prevenção às Dependências, que encaminhará algumas pessoas por eles assistidas.

O coordenador do Programa de DST/Aids da da Secretaria de Saúde, François Figueiroa, destaca que, com o uso correto e sistemático do preservativo, é possível prevenir contra diversas doenças, entre elas a Aids, gonorreia e sífilis. De acordo com ele, atualmente, a maior parte dos casos de Aids tem acometido a população entre os 20 e 39 anos.

Figueirora afirma que a infecção pelo HIV pode transcorrer silenciosamente, sem sintomas. Esse período silencioso pode durar, em média dez anos ou mais. Por isso, salienta, é necessário sempre fazer sexo seguro, realizar teste rápido e, se preciso, fazer o tratamento em tempo oportuno.

O Programa ainda ressalta que instituições públicas e privadas, empresas e ONGs estarão desenvolvendo atividades de prevenção com insumos disponibilizados pela SES e se somarão à aposição do laço vermelho da solidariedade durante o 1º de dezembro. Todos os municípios que possuem Programas Municipais de IST/Aids também se somam a esta mobilização.

Dados
Entre 1983 e 2016, Pernambuco registrou 23.923 casos de Aids (quando o paciente já desenvolve os sintomas da doença), sendo 15.484 em homens e 8.439 em mulheres. Entre 2014 e 2016, foram 3.106 casos (1.990 em homens e 1.116 em mulheres).

Em 2014, o Ministério da Saúde também instituiu a notificação das pessoas apenas infectadas com HIV, que são aquelas que possuem o vírus, mas ainda não desenvolveram a doença (Aids). Desde julho daquele ano até 2016, foram registradas 4.051 novas infecções, sendo 2.604 casos em homens e 1.447 em mulheres. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>