Desperdício de água em Serra Talhada já dura duas semanas no bairro Bom Jesus

 

 

 

 

 

Os moradores do bairro Bom Jesus, em Serra Talhada, reclamam do desperdício de água na rua 09 nas proximidades da nova escola do referido bairro, que acontece desde a semana passada. Um cano estourou, e até o momento a Compesa ainda não apareceu no local.

 

Segundo a moradora Socorro Magalhães, a Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento) já foi notificada sobre o caso. ” Vários moradores foram na Compesa, e  a mesma se prontificou de encaminhar técnicos até o local para consertar o problema, e até hoje o cano continua estourado, ou seja, continua o desperdício d’água na localidade”. Disse Socorro ao Jornal Desafio Online.

 

Os moradores estão aguardando um posicionamento da Compesa, já que a mesma se prontificou de resolver o referido problema.

Confira abaixo no vídeo, o desperdício d’água.

 

Imagens e vídeo enviando pelos moradores ao JD Online.

 

 

Serra Talhada recebe Projeto CREA na Estrada

Resultado de imagem para CREA na Estrada

 

 

 

 

 

O município de Serra Talhada, distante 415 quilômetros do Recife, receberá, na próxima sexta-feira (30.06) e sábado (1º. 07), a 5ª edição do Projeto CREA na Estrada, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE). A iniciativa, que conta com o apoio da Mútua (Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA), levará para o Interior do Estado a palestra, “A Geoinformação Aplicada ao Planejamento Urbano”, abordando produção cartográfica e fiscalização de processos, e o curso avançado que abordará as “Noções Básicas para Elaboração de Projetos de Irrigação: práticas de Fertirrigação e Manejo da Água na Fruticultura Irrigada”. O objetivo do projeto é a exemplo do que ocorre na Capital, oferecer aos profissionais do Interior as mesmas oportunidades de atualização e discussão de temas de interesse dos profissionais.

O curso, que será ministrado pelo MSc. engenheiro agrônomo, Urbano da Costa Lins, terá início na sexta-feira, (30.06), das 14h às 17h, na Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada (FAFOPST), na Avenida Afonso Magalhães, Centro, Serra Talhada e, no sábado (1º.07), no mesmo local, das 8h às 12h, das 13h às 18h e das 19h às 23h. Para tratar do assunto, serão abordados temas como: hidráulica aplicada à agricultura, dimensionamento hidráulico; elaboração de projetos hidroagrícolas; manejo e monitoramento da água no solo; agricultura de precisão; monitoramento e controle de dados edafo-climáticos na agricultura moderna e etc.

Já a palestra que será feita pelo Ten. João Alberto Batista de Carvalho, acontecerá a partir das 19h, da sexta-feira (30.06), no Centro Tecnológico do Pajeú (ITEP/Pajeú), na Avenida Custódio Conrado, 125, Centro, Serra Talhada.

Os interessados poderão obter mais informações na Inspetoria do CREA-PE de Serra Talhada, das 8h às 13h30 pelos telefones (87) 3831.2130 // 3831. 2843 ou pelo e-mail: [email protected] ou se dirigir à sede da Inspetoria, na Rua Cornélio Soares, 756 – Nossa Senhora da Penha.

 

Da Assessoria 

Serra-talhadenses se encontram no Recife, matam saudade e homenageiam a Fazenda São Miguel

 

 

 

 

No salão de reunião da AABB-Recife, no dia 09 deste mês, aconteceu o 148º encontro mensal dos “Amigos de Serra Talhada”, na AABB do Recife, e o tema principal da reunião foi uma homenagem a Fazenda São Miguel

O evento foi presidido pelo serra-talhadense Genilson Nunes que iniciou o encontro dando as boas vindas e diversos ‘amigos’ e serra-talhadenses que participavam pela primeira vez do encontro, como diversas famílias da Fazenda São Miguel, entre as quais figurava familiares do famoso cantor e compositor Assis Nogueira (Assisão), um orgulho, não apenas de Serra Talhada, mas de todo música nordestina.

Os “Amigos de Serra Talhada” se reúnem sempre na segunda sexta-feira de cada mês na AABB do Recife a partir das 11 horas, e a entrada é franca tanto para os serra-talhadenses que querem reencontrar com amigos e com a história do município como também para os amigos de Serra Talhada. A reunião do próximo mês de julho já está agendada para o dia 14.

Na reunião do dia 09 o encontro foi brindado com um show do cantor Assisão com a participação da cantora Walda e da banda ‘Baião de Saber’.

Com informações e fotos do Correio do Pajeú

 

Compesa anuncia realização de concurso público

 

 

 

 

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) lançará o edital de um concurso público no mês de agosto deste ano. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da empresa.

A organizadora do certame será a Fundação Getúlio Vargas (FGV), conforme veiculado no Diário Oficial do Estado do dia 26 de maio de 2017.

Até o momento, somente a banca foi anunciada e ainda não há informações sobre os cargos oferecidos, salários e etapas da seleção.  Entretanto, já se sabe que o certame contará com oportunidades para cargos de níveis médio, técnico e superior. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da Compesa, mais informações sobre o concurso serão divulgadas em coletiva de imprensa com data ainda a ser definida.

Último concurso

O último concurso realizado pela Compesa também foi realizado pela FGV e contou com 65 vagas, distribuídas entre os cargos de técnico (41) e nível superior (24), com salários entre R$ 1.844,51 e R$ 7.480,00. Desse total, ainda foram reservadas 10 vagas aos portadores de necessidades especiais.

O certame contou com oportunidades para os cargos de analista de saneamento (áreas de engenharias ambiental, florestal, de produção, mecânica e de telecomunicações, geologia ou química) e analista de gestão (áreas de administrador de banco de dados, advogado, biólogo, contador, economista e médico do trabalho). Já para nível médio/técnico houve oportunidades para Assistente de Saneamento e Gestão nas especialidades de tecnologia da informação e técnicos em segurança do trabalho, eletrônica, eletrotécnica, química e saneamento.

Do JConline/Ne10

Delator, Marcelo Odebrecht é condenado a 10 anos de prisão

Resultado de imagem para Marcelo Odebrecht é condenado a 10 anos de prisão

 

 

 

 

 

Mesmo na condição de delator, o executivo Marcelo Odebrecht foi condenado a 10 anos de detenção, nessa segunda-feira, 26, em ação penal, no âmbito da Operação Lava Jato, na qual é acusado de pagar US$ 10,2 milhões em propinas aos marqueteiros de campanha João Santana e Mônica Moura, em 2013, com o aval do ex-ministro Antônio Palocci. O regime inicial fechado de dois anos e meio fixado ao empresário já é cumprido desde junho de 2015, data de sua prisão cautelar.

Na mesma ação penal, o ex-ministro Antonio Palocci foi condenado a 12 anos e dois meses de prisão. O petista foi sentenciado por supostamente supervisionar uma conta de R$ 10,2 milhões de propinas da Odebrecht, no âmbito de contratos entre construtora e a Petrobras, entre 2008 e 2013, que servia para pagamentos dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura. Os valores serão bloqueados das contas de Palocci para ressarcir a estatal.

O petista teria interferido para que a estatal contratasse o Estaleiro Enseada Paraguaçu – de propriedade da Odebrecht, da Petrobras, pelo valor de R$ 28 milhões. A propina oriunda deste termo – 0,9% do valor total – teria sido distribuída entre diretores da Petrobras, da Sete Brasil, e dois terços teriam ido parar na conta do Partido dos Trabalhadores, representado pelo então tesoureiro João Vaccari Neto. Delatores da Odebrecht ainda detalharam que a planilha “Programa Especial Italiano”, apreendida na empreiteira, se tratava de uma conta de propinas a Palocci.

Nesta ação penal, o executivo Rogério Araújo, da Odebrecht, e o ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic foram absolvidos. Moro condenou, outras onze pessoas, além do ex-ministro petista e de Marcelo Odebrecht.

Ao condenar Marcelo, o juiz federal Sérgio Moro afirmou que a efetividade da delação do empresário “não se discute” e que ele prestou informações e forneceu provas relevantíssimas para Justiça criminal de um grande esquema criminoso”, apesar de salientar que “parte significativa de suas declarações demande ainda corroboração”.

Apesar de ressaltar o papel da delação de Marcelo, Moro, no entanto, considerou que “não cabe, porém, o perdão judicial” ao considerar a “gravidade dos crimes praticados” pelo executivo.

Dessa forma, o regime fechado foi fixado em dois anos e meio. O período é contado desde a data da efetivação de “sua prisão cautelar, 19/06/2015”. Depois, passará para o regime fechado diferenciado, com “recolhimento domiciliar integral e tornozeleira eletrônica”.

Em seguida, após a contagem de 5 anos, Marcelo deve cumprir dois anos e meio em regime semiaberto diferenciado, com “recolhimento domiciliar noturno, finais de semana e feriados, com prestação de serviços à comunidade por vinte e duas horas mensais durante o cumprimento da pena”. Os últimos dois anos e meio serão em regime aberto, fixou Moro.

Moro destacou que “se houver aprofundamento posterior da colaboração, com a entrega de outros elementos relevantes, a redução das penas pode ser ampliada na fase de execução”.

Defesas

Em nota, o advogado Alessandro Silverio, que defende Antonio Palocci, afirmou: “Nós articularemos o devido termo de apelação, tendo em vista que não concordamos com os termos da sentença. Posteriormente, ao apresentarmos as razões de apelo, sustentaremos, como sustentado foi em sede de alegações finais, que os fatos narrados na denúncia, em relação ao ex-ministro, são fatos atípicos. Ou seja: continuaremos sustentando a inocência do ex-ministro quanto aos fatos que justificaram, na ótica do digno magistrado de piso, sua condenação”.

O PT divulgou a seguinte nota oficial:

“O Partido dos Trabalhadores tomou conhecimento da sentença proferida hoje pela Justiça Federal de Curitiba contra o ex-secretário de Finanças João Vaccari Neto e o ex-ministro Antonio Palocci. Os advogados do partido estão analisando a sentença proferida. Reiteramos que mais uma vez estamos diante de uma condenação que tem como base apenas as palavras de delatores, que se utilizam de subterfúgios para incriminar quem quer seja, desde que tenham suas penas reduzidas.

Senadora Gleisi Hoffmann

Presidenta Nacional do PT”

 

 

Do IstoÉ

Exame para certificar conclusão de ensino médio será realizado em outubro

Resultado de imagem para Exame para certificar conclusão de ensino médio será realizado em outubro

 

 

 

 

 

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) será realizado no dia 8 de outubro em todo o país. Neste ano, a prova também será usada pelos alunos para obter o certificado de conclusão do ensino médio.

Até o ano passado, os estudantes com mais de 18 anos poderiam usar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para receber o diploma do ensino médio. Agora, a certificação será feita exclusivamente pelo Encceja, que atualmente é aplicado no Brasil e no exterior para a certificação de conclusão do ensino fundamental.

A inscrição para o Encceja será gratuita e deverá ser feita entre os dias 8 e 18 de agosto. A prova, que será elaborada e aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), terá 30 questões de múltipla escolha, com quatro alternativas de resposta. O aluno deverá atingir pelo menos 50% de acertos em cada prova, e pelo menos 5 pontos na redação. O custo estimado do Encceja é de R$ 40 por aluno.

Segundo o Inep, o Encceja é o instrumento mais adequado para avaliar as pessoas que não tiveram oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada. “O Enem, na sua estrutura, não é um exame para a certificação do ensino médio. Ele se caracteriza muito mais para o acesso ao ensino superior. O Encceja é preparado para fazer esse tipo de avaliação, das pessoas que não tiveram acesso na idade certa”, disse hoje (26) a presidente do Inep, Maria Inês Fini. Menos de 10% das pessoas que fazem o Enem com o objetivo de certificação conseguem o diploma do ensino médio, informou.

O Encceja pode ser feito por pessoas com pelo menos 15 anos, no caso da certificação do ensino fundamental, e 18 anos para a certificação do ensino médio. O Inep espera que 222 mil alunos do ensino fundamental participem da prova e 815 mil, do ensino médio. O exame também será aplicado para presos e para brasileiros que moram no exterior.

Avaliação de escolas

A partir deste ano, o Enem não será mais utilizado como avaliação das escolas. Agora, as escolas serão avaliadas pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A presidente do Inep, Maria Inês Fini, explicou que o Saeb faz uma avaliação mais ajustada das instituições de ensino médio.

“O desempenho dos alunos é um dado importantíssimo para compor a avaliação das escolas, mas não é o único. Dados contextuais são importantes para caracterizar melhor essa avaliação. Além disso, as provas que compõem esse sistema são bastante detalhadas naquilo que se diz oficialmente que deveria ter sido ensinado. Por isso, muito mais justiça na avaliação se pratica no Saeb”, afirmou.

A estimativa do Inep é que 114,8 mil escolas sejam avaliadas por meio do Saeb neste ano. Agora, todas as escolas públicas e privadas que ofereçam ensino médio serão avaliadas. Até o ano passado, a avaliação da etapa era feita por amostragem.

A adesão das escolas será feita entre 27 de junho e 14 de julho, em sistema on-line, disponibilizado no portal do Inep. A taxa de inscrição varia entre R$ 400 e R$ 4 mil, de acordo com o número de alunos. A aplicação dos testes e questionários em todas as escolas ocorrerá entre 23 de outubro e 3 de novembro. Os resultados devem ser divulgados em agosto do ano que vem.

Enem
O Inep também informou que, até o momento, 6,73 milhões de inscrições foram confirmadas para o Enem de 2017, que será realizado nos dias 5 e 12 de novembro. O número ainda pode aumentar, porque novas inscrições podem ser confirmadas por decisão judicial.

No ano passado, o Enem teve 8,6 milhões de pessoas inscritas. Para o Inep, a diferença pode ser explicada pelo número de estudantes que deixarão de fazer o exame este ano para obter a certificação do ensino médio.

 

 

Da  Agência Brasil

Marília Mendonça doa R$ 100 mil e se declara ao Nordeste: ‘Não sou dona da razão’

Resultado de imagem para Marília Mendonça doa R$ 100 mil e se declara ao Nordeste: 'Não sou dona da razão'

 

 

 

 

 

A cantora Marília Mendonça doou R$ 100 mil para a instituição São Vicente de Paulo, que oferece educação religiosa e cuidados a idosos abandonados em Campina Grande, na Paraíba. A doação foi anunciada por ela durante o seu show de estreia no São João do município, no sábado (24), no palco montado do Parque do Povo. A irmã Maria do Rosário, representante da organização, recebeu das mãos da cantora um documento. Nas redes sociais, Marília afirmou que a doação era uma homenagem ao Nordeste e uma prova de que o amor pela região não deveria ficar apenas nas palavras.

“Pedi a Deus, orei e Ele me entregou em mãos a minha missão! Realizei o meu sonho em cantar nesse palco, fomos recorde de 34 anos, estavam mais de 100 mil pessoas no Parque do Povo, foi um dos shows mais emocionantes da minha vida… e sobre a doação, gosto de ajudar e isso vem de família, tenho uma instituição junto com a minha mãe e ajudo sempre que posso sem ter que mostrar nada ou algo assim… Mas, dessa vez, não foi uma simples doação, foi uma prova de que meu amor por esse lugar não vai ficar só nas palavras e não vai parar por aqui não…”, escreveu a cantora.
A organização do evento não divulgou a estimativa de público oficial, mas todas as entradas do local precisaram ser fechadas decido ao grande contingente de pessoas. “Palavras não bastam. Quando tudo parece distante, Ele vem e me mostra que não! Sou uma criança nos braços do meu Pai e só Ele sabe o quanto meu coração é frágil! Por isso, ontem, passei o dia todo em espírito de oração, precisava de forças e do meu melhor sorriso, do meu coração puro! Eu chorei muito, pois estava buscando um jeito de provar que o que eu sinto por essa região tão linda é verdade”, comemorou.

Durante a apresentação, a sertaneja cantou os sucessos tradicionais, como Alô porteiro, Eu sei de cor e Infiel, mas também apostou nos clássicos do forró com as canções Olha pro céu, Riacho de navio e Pagode russo antes de recitar um poema sobre o amor que sente pela região. “Eu não nasci no Nordeste. Mas meu coração nasceu. Eu me apaixonei pelo Nordeste antes mesmo de pisar o pé aqui. Não sou uma expert em suas culturas, mas tento aprender. Não sou dona da razão, mas aqui encontrei uma razão pra continuar pelo Brasil, pra viver. Ganhei um monte de abraço forte, aprendi sobre humildade, sobre garra e a lutar pelo que eu quero. O que eu quero está aqui. Não troco, não dou, não vendo o amor que tenho por vocês e que vocês têm por mim. Meu coração mora nessa terra e eu jamais vou abrir mão, se for preciso faço guerra… não é pelo seu dinheiro, nem seus bens, nem suas riquezas, é pelo seu coração”, disse.
A  homenagem ocorreu em meio à polêmica da campanha Devolva Meu São João, criada por sanfoneiros que pediam mais espaço para o forró tradicional nas grades de programação de grandes festas juninas em detrimento da presença de ritmos como o sertanejo e o forró eletrônico. O movimento foi apoiado por Elba Ramalho, que defendeu haver espaço para todos, contanto que artistas locais sejam valorizados. Durante o show no São João da Capitá, no Recife, Marília Mendonça não citou o nome da paraibana, mas rebateu a campanha: “Vai ter sertanejo no São João, sim!”.
Do Diário de Pernambuco

Janot denuncia Michel Temer ao Supremo sob acusação de corrupção passiva

Resultado de imagem para Janot denuncia Temer ao Supremo sob acusação de corrupção passiva

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou criminalmente o presidente Michel Temer por corrupção passiva no caso JBS. A denúncia foi protocolada nesta segunda-feira, 26, no Supremo Tribunal Federal. Janot atribui crime a Temer a partir do inquérito da Operação Patmos – investigação desencadeada com base nas delações dos executivos do grupo J&F, que controla a JBS.
A ação proposta por Janot não pode ser aberta diretamente pelo Supremo. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte máxima, terá de enviar a acusação formal do procurador à Câmara, Casa que pode autorizar a abertura do processo contra o presidente – é necessária a aprovação de dois terços dos 513 deputados.
O caso JBS mergulhou o presidente em sua pior crise política. Na noite de 7 de março, Temer recebeu no Palácio do Jaburu o executivo Joesley Batista, que gravou a conversa com o peemedebista. Nela, Joesley admite uma sucessão de crimes, como o pagamento de mesada de R$ 50 mil ao procurador da República Ângelo Goulart em troca de informações privilegiadas da Operação Greenfield, investigação sobre rombo bilionário nos maiores fundos de pensão do País.
A investigação revela os movimentos do ‘homem da mala’, Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do presidente. Na noite de 28 de abril, Loures foi flagrado em São Paulo correndo com uma mala de propinas da JBS – 10 mil notas de R$ 50, somando R$ 500 mil.
Os investigadores suspeitam que a propina seria destinada a Temer, o que é negado pela defesa do presidente.
Do Diário de Pernambuco

Quadrilha junina de Sergipe tem ônibus assaltado após festival em Pernambuco

 

Integrantes após a ação dos crimonosos na madrugada desta segunda-feira (26). (Foto: Unidos em Asa Branca)

 

 

 

 

Por volta das 5 horas dessa segunda-feira (26), o ônibus da Quadrilha Unidos em Asa Branca, de Sergipe, foi alvo da ação de dois assaltantes no município alagoano de Novo Lino, na divisa com Pernambuco. Eles retornavam para Aracaju (SE), depois de participar da final do Concurso de Quadrilhas Juninas da Rede Globo Nordeste, realizado em Goiana-PE.

A direção da quadrilha informou ao G1 Sergipe que o ônibus estava parado na pista com 48 integrantes, na tentativa de trocar um dos pneus que tinha furado. Foi quando dois homens saíram do canavial, um com uma faca e outro com uma espingarda, entraram no veiculo e renderam o motorista e outros dois casais, que estavam nos bancos da frente.

Ao perceberem a ação crminosa, um dos integrantes do grupo gritou que no veículo havia um policial, deixando os criminosos apreensivos, fugindo imediatamente. A dupla ainda conseguiu levar alguns celulares e cerca de R$ 150 das vítimas.

O grupo viajava em três ônibus, mas apenas o terceiro foi alvo da ação. Até às 8h30, os integrantes da quadrilha tentavam consertar o penu e não tínham registrado a ocorrência em uma delegacia. (G1)

 

Bailarinas do cantor Leonardo aparecem em vídeo criticando Serra Talhada

Uma polêmica envolvendo as bailarinas do cantor Leonardo acabou vindo à tona na tarde desta segunda-feira (26). Tudo começou quando elas resolveram publicar um vídeo nas redes sociais falando mal de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, onde, inclusive, o o cantor Leonardo show na próxima quarta-feira (28).
Em um dos vídeos, uma loira aparece falando que no local onde elas se encontram não há nada para fazer. “‘Tamo’ aqui no nordeste caçando um lugar pra comer e não tem nada. Acabamos de arrumar uma carona, porque nesse lugar não tem absolutamente nada pra fazer”, relatou ela.
Já em outro, uma morena surge relatando que as suas demais colegas estão um pouco estressadas em razão da dificuldade que elas estão encontrando para se deslocar de um local para outro. “Sabe porque eu gosto do Nordeste, porque eles se solidarizam com a gente. Olha o outro carro aqui (risos). Tá todo mundo com ‘dó’ da gente falando que tá longe o lugar… eu ‘tô’ a menos desestressada daqui, mas as meninas estão um pouquinho mais, mas com razão”, afirmou.
Em um último, outras duas dançarinas aparecem reclamando da comida do local. “Olha só, tá de dieta… mugunzá salgado. Mas de dieta a gente dança conforme a música, porque aqui é tudo bailarina”, criticou uma delas, colocando ainda como legenda a frase “Dieta das booooiiilarina”.
Diante do tal acontecimento e da tamanha repercussão, vários internautas e moradores da região de Serra Talhada vêm se manifestando contra a atitude provocada pelas mesmas, chegando inclusive até a repudiá-las com palavras de baixo calão devido ao gesto provocado por elas. Ainda segundo informações, a população do município pernambucano está prometendo boicotar o show do cantor. Vamos aguardar o desenrolar desta história.
 Confira abaixo os vídeos: