Polícia apreende armas de fogo na zona rural de Serra Talhada

O 14º BPM deu início na manhã dessa sexta-feira (20), por volta das 06h00, sob o comando do Capitão PM Fabiano – Comandante da 1ª companhia do 14º BPM, uma operação conjunta na área do 14ºBPM envolvendo Agentes de Inteligência do Núcleo do Sertão-2 (NIS-2/14ºBPM), Malhas da Lei/14ºBPM, ROCAM/14ºBPM, BEPI, GATI/14ºBPM, ROCAM/14ºBPM e Guarnições Táticas da Operação Polígono/14ºBPM.

De acordo com a Polícia Militar, a ção foi desencadeada para dar cumprimento a vários Mandados de Busca e Apreensão, na área urbana e rural do município de Serra Talhada, expedidos pelo excelentíssimo Sr. Juiz de Direito da Comarca de Serra Talhada, Dr. Marcus Cesar Sarmento Gadelha.

Durante a Operação, um dos mandados, em desfavor do imputado o Sr. F. A. S., 58 anos, casado, agricultor, residente na Fazenda Pau Branco, Zona Rural de Serra Talhada-PE, foi localizada em um quarto embaixo da cama uma espingarda ROSSI, CAL 28, o imputado assumiu a posse da arma, sendo apresentado à Delegacia de Policia local para que fossem tomadas as devidas providências. Em cumprimento a outro mandado em desfavor do imputado o Sr. E. P. F. E., 21 anos, solteiro, estudante; residente no Sitio Canafista, Zona Rural, foi localizado uma espingarda ROSSI, CAL 36 e uma espingarda BOITE, cal 20 e alguns cartuchos das referidas armas. Também encontrava se na residência a pessoa de J.P.S.A., 25 anos, solteiro, agricultor, ambos os imputados e o material apreendido foram conduzidos e apresentados a Delegacia de Policia civil local para que fossem tomadas as devidas providências.

Via Nayn Neto

Preparador físico assume o Serra Talhada de forma interina após a saída de China

Igor Tenório

 

 

 

A saída de Sérgio China do Serra Talhada para o Campinense, na noite desta quinta-feira, pegou todo mundo de surpresa, inclusive o presidente do clube, José Raimundo. Contando com o treinador para a sequência do Campeonato Pernambucano e para a Série D do Brasileiro, o mandatário sertanejo afirmou não ter, ainda, nomes para substituir China e que o preparador físico irá comandar o time pelo menos até o próximo jogo.

– Não [temos nomes de técnicos neste momento], pois fomos pegos de surpresa. Então eu vou sentar para pensar nisso e o Igor Tenório assume o time até domingo – explicou José Raimundo de forma sucinta.

O técnico Sérgio China deixou o time na vice-lanterna na classificação geral do Estadual, com dois pontos em quatro jogos – dois empates e duas derrotas -, com 16,7% de aproveitamento. O Cangaceiro joga neste domingo, contra o Belo Jardim, às 15h, no estádio Antônio Inácio de Souza, o Vera Cruz.

 

Do Globo Esporte

Mesmo com a chegada das Forças Armadas, carro é incendiado em Natal

fogo

 

 

 

Um veículo particular foi incendiado na madrugada deste sábado (21) na Zona Oeste de Natal, mesmo após o início da atuação das Forças Armadas na região Metropolitana da capital potiguar. Segundo a Polícia Militar, quatro homens teriam ateado fogo no carro. Ninguém foi preso.

Policiais do 9º Batalhão da PM disseram que o grupo estava armado. O crime aconteceu por volta das 4h na rua Arco-Íris, no bairro de Felipe Camarão.

Ainda durante a madrugada, enquanto o veículo queimava, populares perceberam a ação e conseguiram apagar as chamas.

Ataques
Até o momento, vinte e seis ônibus e micro-ônibus, cinco viaturas do governo do estado e das prefeituras, um caminhão, dois carros particulares, quatro delegacias e outros três prédios públicos foram alvos de criminosos. Não há informação de pessoas feridas. Os atentados, a maioria incendiários, foram registrados em dez municípios.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, está sendo investigado se os ataques têm relação com a crise no sistema penitenciário do estado. “Pessoas já foram presas”, afirmou, mas sem revelar a quantidade de detidos.

A maioria dos ataques aconteceu no mesmo momento em que a PM fazia a remoção de 220 presos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. No local, 26 detentos morreram durante uma rebelião no final de semana. Destes, segundo o governo, 15 foram decapitados. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. (G1)

Morre onça bebê resgatada no Sertão de Pernambuco

A filhote de onça foi resgatada por agricultores no município de Exu, no Sertão de Pernambuco, no último 12 / Foto: Divulgação

 

 

 

 

O filhote de uma onça parda (suçuarana – Puma concolor) morreu, nessa quinta-feira (19), com menos de um mês de vida após ter sido resgatado no município de Exu, próximo da divisa entre o Sertão de Pernambuco e o Ceará, no último dia 12. O  animal foi entregue à equipe da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) depois de ter sido cuidado por agricultores sertanejos por uma semana.

O mamífero faleceu, segundo a entidade, depois de não resistir a um conjunto de complicações na saúde, chegando a receber uma transfusão de sangue no Hospital Veterinário Harmonia, em Casa Forte, Zona Norte do Recife. O animal estava com gastroenterite, infecção no fígado e líquido no rim.

Na manhã da última quinta-feira (19), o bicho passou o dia em tratamento recebendo transfusão, porém morreu à noite de parada cardíaca. A onça fêmea recebia todos os cuidados necessários, de acordo com a CPRH, além de constante acompanhamento desde a última terça-feira (17), quando chegou do Sertão.

 

Do NE10

Teto de posto de saúde é sustentado por escoras de madeira em Sertânia, no Sertão de PE

Madeira foi colocada para sustentar teo de posto de saúde (Foto: Divulgação/Assessoria)

 

 

 

Escoras de madeira foram colocadas para sustentar o teto da Unidade Básica de Saúde da Família em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a assessoria da Prefeitura, a madeira foi colocada há uma semana. Segundo a administração municipal, a medida é emergencial.

A secretária de Saúde do município, Mariana Araújo, disse que o teto da unidade poderia desabar a qualquer momento. “A estrutura encontrava-se comprometida, com o teto ameaçado”, afirmou. A prefeitura informou que o posto atende cerca de 40 pessoas por dia e continua em funcionamento.

Na Unidade, há uma placa que indica que houve uma reforma no prédio em maio de 2015. No local, ainda há rachaduras nas paredes e equipamentos defasados.

A assessoria da prefeitura informou que apura a situação para enviar um relatório ao Tribunal de Contas e ao Ministério da Saúde. “Para consertar, precisamos da avaliação, já que é um convênio, assim como acontece em outras obras, muitas inacabadas da outra gestão”, explicou o secretário de Infraestrutura Marco Aurélio. (G1)

Sindicato aponta que 30% das cidades de Pernambuco foram alvo de crimes em bancos

whatsapp_image_2016-12-14_at_10.47.58_1 (1)

 

 

 

 

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco divulgou, nessa sexta-feira (20), um balanço das ações criminosas praticadas contra instituições financeiras em 2016. O documento revela que ocorreram, entre janeiro e dezembro, 346 casos de violência em 56 dos 184 municípios pernambucanos. Isso equivale a 30,43% do total de cidades.

O levantamento aponta para 250 arrombamentos e explosões, sendo 176 em locais como mercados e postos de gasolina. O documento revela, ainda, que o Agreste foi a área mais atingida pelas ações. Ao todo, 29 cidades que registraram ações violentas ficam na região. Isso significa 51% do universo afetado.

Em seguida, aparecem a Região Metropolitana do Recife e o Sertão, com nove cidades relacionadas a crimes em 2016, ou 9% do universo atingido. Na Zona da Mata, também foram nove municípios prejudicados.

Por causa do medo das investidas, a entidade notificou 51 casos de doenças psíquicas e oito trabalhadores acabaram sendo afastados por problemas relacionados a essa onda de criminalidade no estado.

O levantamento foi apresentado nesta sexta-feira (20). O sindicato detalhou os dados e mostrou que ocorreram em Pernambuco 46 explosões em agências bancárias. Contra os Correios, foram 28 arrombamentos. Houve 16 sequestros, sendo cinco de funcionários de bancos e 11 de servidores dos Correios. O sindicato também notificou 10 assaltos e explosões a carros-fortes.

Nas ações, de acordo com a entidade, os bandidos levaram 404 equipamentos. Ao todo, eram 174 armas, 204 projéteis e cartuchos, além de 26 coletes balísticos.

Medidas sugeridas

Durante a coletiva, os bancários pernambucanos também apresentaram algumas considerações sobre o que deve ser feito pelas autoridades para combater a onda de crimes e evitar novas ocorrências. Para a entidade, uma série de medidas deveria ser adotada pelas instituições e pelos governos.

Entre as ações, o sindicato defende o aumento do efetivo de policiais nas cidades do interior, compartilhamento de dados entre as polícias, secretarias da área de segurança e justiça, além do poder Judiciário. Também pede uniformiformização de levantamento de dados e informações, que ficariam à disposição das polícias federal e estaduais.

Resposta da Polícia Civil

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que tem adotado uma série de medidas para combater roubos e furtos a bancos, como a ampliação do número de profissionais para cobrir todo o estado. Em novembro de 2016, as três equipes responsáveis por essas investigações subiram para sete. A entidade também alegou ter mantido reuniões com os bancos para que as instituições possam adotar estruturas de segurança adequadas para inibir a ação das quadrilhas.

No período entre janeiro e dezembro de 2016, a Polícia contabilizou 101 ações com o uso de explosivos, referentes a arrombamentos a caixas, cobres e baterias. Desse total, 68 foram consumadas e outras 33 foram tentativas de assalto.

A Polícia também afirmou ter desarticulado, no mesmo período, 15 quadrilhas e prendido 110 criminosos envolvidos em ações com maçaricos, explosivos e assaltos a carro forte. Ainda em 2016, 322 suspeitos foram indiciados e 102 inquéritos foram encaminhados à Justiça. (G1)

Brasil fecha 1,32 milhão de empregos formais em 2016

Resultado de imagem para Brasil fecha 1,32 milhão de empregos formais em 2016

 

 

 

A economia brasileira voltou a fechar um grande número de postos de trabalho com carteira assinada em 2016, ano ainda marcado pela forte recessão que atinge o país. No ano passado, as demissões superaram as contratações em 1,32 milhão de vagas formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta sexta-feira (20).

Apesar de o número ainda ser alto, houve uma pequena melhora em relação ao ano de 2015, quando 1,54 milhão de brasileiros perderam o emprego.

Mesmo assim, 2016 foi o segundo pior ano de toda a série histórica, que tem início em 2002, considerando ajustes. O pior resultado foi em 2015. Na série sem ajustes, é o segundo pior desempenho desde 1992, quando teve início a contabilização dos empregos formais pelo governo.

Com o corte de vagas em 2016, o Brasil fechou o ano com um estoque de 38,371 milhões de empregos formais existentes. Esse é o estoque mais baixo desde o final de 2011, quando 38.296 milhões de pessoas ocupavam empregos com carteira assinada no país.

Ao final de 2015, o Brasil tinha 39.693 milhões de pessoas trabalhando com carteira assinada.

estoque-emprego-2016

Somente em dezembro de 2016 as demissões superaram as contratações em 462.366 vagas com carteira assinada. O fechamento de postos foi menor que o registrado no mesmo mês de 2015, quando 596.208 pessoas perderam o emprego. Dezembro é tradicionalmente um mês que registra demissões.

Ano de 2016 por setores

De acordo com os números do governo, todos os setores da economia fecharam vagas no ano passado. O setor de serviços foi o que mais cortou empregos: 390.109. Em segundo lugar ficou a construção civil, com 358.679.

Em terceiro lugar aparece a indústria de transformação, com 322.526 demissões em 2016, seguida pelo comércio, com 204.373 mil. A indústria extrativa mineral registrou 14 mil demissões no ano passado e, a agricultura, 13.089.

Os chamados “serviços de utilidade pública” cortaram 12.687 empregos formais no período, enquanto a indústria extrativa mineral demitiu 11.888 trabalhadores. Já a administração pública fechou 8.643 vagas formais em 2016.

Regiões do país

O emprego formal caiu em todas as regiões do país no ano passado. O Sudeste fechou 788.558 empregos com carteira assinada e, a região Nordeste, 239.239.

Na região Sul, foram cortados 146.472 empregos com carteira assinada no período e, na região Norte, outros 80.415. Na região Centro-Oeste, foram fechadas 67.310 vagas formais.

Segundo o Ministério do Trabalho, os estados que possuem maior estoque de empregos formais foram os que mais registraram demissões no ano passado: São Paulo (159.280), Minas Gerais (51.823), Rio de Janeiro (39.846), Paraná (30.457) e Santa Catarina (26.329). (G1)

Homens armados tomam carro de assalto na PE-390 próximo a Serra Talhada

 

 

 

Na tarde desta sexta-feira (20), por volta das 15h00, na PE-390, na altura do distrito de Serrinha, homens armados tomaram de assalto um veiculo Prisma, de cor preta, placa OYT-0073/ Serra Talhada-PE.

Segundo a vítima, a ação aconteceu quando o mesmo estava em deslocamento da cidade de Itacuruba-PE, com destino à Serra Talhada. No trajeto, a vitima percebeu que um veículo de cor prata o acompanhava de perto, tendo o mesmo ultrapassado e parado mais na frente, dando a entender que estava quebrado. Ao diminuir a velocidade, próximo ao carro prata parado, dois homens, não identificados, um com uma espingarda de groso calibre na mão e o outro armado com uma arma curto, saíram do matagal, foçaram a parado do seu veículo e anunciaram o assalto. Os bandidos assumiram a direção do Prisma, fizeram a vítima de refém e seguiram até a estrada de acesso ao distrito de São Miguel, Zona Rural de Serra Talhada, onde após roubar os pertences da vítima, liberaram a mesma, que conseguiu pegar uma carona e seguiu até à sede do 14ºBPM, onde informou a ocorrência. Os policiais realizaram diligência,porém não obtiveram êxito.

 

De Nayn Neto

Carro-forte explodido por bandidos no Sertão levava mais de R$ 1 milhão, diz PM

Carro-forte levava R$ 1.070.000,00. (Foto: Divulgação / Polícia Militar)

 

 

 

O valor levado por bandidos durante um assalto a um carro-forte, nessa quinta-feira (19) em Terra Nova, no Sertão de Pernambuco, é superior a R$ 1 milhão, informou a Polícia Militar. O assalto ocorreu na BR-232, próximo ao povoado de Guarani, Zona Rural do município. Após a ação dos bandidos, o carro ficou completamente destruído. Até o momento nenhum dos suspeitos foi preso. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações da PM, os bandidos usaram um veículo de passeio, com adesivo de uma empresa de TV por assinatura para realizar o assalto. Na mala foi encontrado uma placa de aço, com um tripé e com abertura apenas para o encaixe das armas. Os assaltantes dispararam tiros de fuzil 7.62 mm e 5.56 mm para forçar a parada do carro-forte.

Com os tiros os seguranças abandonaram o veículo e correram para a caatinga. Os assaltantes usaram dinamites para  ter acesso aos três cofres do carro-forte. De acordo com o responsável pela empresa de transporte de valores o veículo levava a quantia de R$  1.070.000,00.

Buscas foram feitas na região, mas os suspeitos não foram localizados. O carro utilizado no assalto foi encontrado abandonado horas depois, com várias capsúlas deflagradas de fuzil 7.62 mm e 5.56. O Instituto de Criminalística (IC) e a Polícia Civil foram acionadas e estiveram no local para fazer a perícia na área.

A Polícia Militar precisou acompanhar o recolhimento de explosivos deixados no carro-forte. O material foi desarmado por policiais especializados e o material foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Salgueiro, onde a ocorrência foi registrada e um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso.

Assaltos
Em 25 de outubro do ano passado um grupo explodiu e assaltou um carro-forte de uma empresa de valores, também no povoado de Guarani, em Terra Nova. O valor em dinheiro levado pelos suspeitos não foi divulgado. (G1)

Nova testemunha pode mudar investigação sobre morte de Eduardo Campos

Resultado de imagem para Nova testemunha pode mudar investigação sobre morte de Eduardo Campos

 

 

 

O advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos (PSB), divulgou nesta quinta-feira que uma nova testemunha poderá mudar por completo os rumos das investigações sobre o acidente aéreo que resultou na morte do, então, candidato à Presidência da República. Através de sua página oficial no Facebook, Antônio Campos informou que arrolou, no último dia 11, mais uma testemunha para ser ouvida no caso.

A testemunha foi arrolada num Procedimento Administrativo em atenção ao procurador da República em Santos Thiago Lacerda Nobre, do Ministério Público Federal de Santos, com pedido de urgência. Antônio Campos também solicitou a inserção do fato novo ao juíz da 5ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Santos, que preside o inquérito policial federal sob responsabilidade do delegado Rubens Maleiner, que investiga o caso.