Paris confirma 100 mortos e 100 reféns em ataque terrorista, dois brasileiros estão feridos

Equipe de resgate carrega um ferido perto da casa de espetáculos Bataclan, em Paris (Foto: Christian Hartmann/Reuters)

 

 

Explosões ocorreram próximo ao Stade de France, em Paris, na noite de sexta (13), durante um jogo entre as seleções da França e Alemanha. Além disso, três tiroteios simultâneos deixaram 42 mortos e dezenas de feridos em outros pontos da cidade, segundo a polícia parisiense. Há ainda 100 reféns em uma casa noturna. A rede de TV francesa BFM, citada pela CNN, diz que os mortos são 60.

O presidente francês, François Hollande, afirmou em declaração em rede nacional que está declarado estado de emergência em toda a França e que as fronteiras serão fechadas.

Em Paris, os hospitais entraram em “Plano Branco”, um estado de emergência e crise, segundo o “Le Monde”. Cinco linhas de metrô tiveram seus serviços interrompidos.

A polícia confirmou ainda que há 100 reféns na casa de espetáculos Bataclan, no boulevard Voltaire, no 11º arrondissement. Estão sendo mantidas no local pessoas que assistiam a um show da banda Eagles of the Death Metal.

Segundo um dos jornalistas do “Libération”, que cita um policial no local, um homem no interior do Bataclan teria explosivos.

O jornal também citou o relato de um jornalista da “Europe1”, que estava no interior do Bataclan nesta noite: “Vários indivíduos armados entraram no meio do show”, afirmou. “Dois ou três indivíduos não mascarados entraram com armas automáticas do tipo kalachnikov e começaram a atirar no público”. O jornalista disse, ainda, que a ação durou de 10 a 15 minutos e que os atiradores eram jovens.

Ao jornal “Le Figaro”, uma testemunha contou que viu dois homens armados entrarem no Bataclan. “Eles estavam armados, vestidos normalmente: eles atiraram no exterior e no interior da sala”, afirmou a testemunha.

O jornalista francês Erwan Desplanques afirmou, em sua conta to Twitter, que um amigo que conseguiu escapar do Bataclan disse que havia cinco ou seis atiradores no local e que eles mencionaram a Síria.

A polícia emitiu um alerta, pedindo que os parisienses não deixem suas casas, “a não ser em caso de absoluta necessidade”. Lugares públicos devem reforçar a segurança nas entradas e acolher aqueles que estiverem em necessidade. A polícia também ordenou que se interrompam as manifestações e eventos em áreas externas.


– Explosões próximo ao Stade de France, em Paris, durante jogo entre as seleções da França e Paris

– Três tiroteios aconteceram em outros pontos da cidade

– A policia parisiense afirmaram que há 42 mortos, dezenas de feridos em outros pontos da cidade e 100 reféns na casa noturna Bataclan

– Segundo a jornalista Carolina Cimenti, houve tumulto para que as pessoas deixassem o estádio e espera por orientações

– Segundo o jornal “Le Figaro”, uma testemunha contou que viu dois homens entrarem armados no Bataclan

– Obama se pronuncia a favor da França dizendo que  EUA estão prontos para ajudar a França a “responder” ao ocorrido

– O presidente da França, François Hollande, declarou em rede nacional que está estado de emergência em toda o país e que as fronteiras serão fechadas

– Segundo a assessoria do Itamaraty, a cônsul do Brasil em Paris, Maria Edileuza Reis, não informou sobre nenhum brasileiro ferido nos atentados


Segundo a BBC, um homem usando uma arma automática abriu fogo no restaurante Petit Cambodge no 10º arrondissement, deixando ao menos sete feridos. De acordo com o “Liberation” e a rede de TV CNN, há “diversos mortos”. A Reuters afirma que duas pessoas morreram ali.

O presidente da França, François Hollande, fala sobre os ataques simultâneos em Paris (Foto: Reprodução/Reuters)

Um repórter do “Liberation” que está no local diz ter visto ao menos quatro corpos no chão. Já o repórter da BBC contou dez pessoas deitadas, sem conseguir identificar se estariam mortas ou feridas. Diversas ambulâncias já chegaram.

Um segundo tiroteio teve como cenário o bar “Le Carillon”, segundo o Liberation. Na sequência, outro tiroteio foi registrado no 11º arrondissement.

A BBC, o Liberation e o “Le Monde” afirmam também que houve três explosões do lado de fora do Stade de France, mas a polícia ainda não informou se há feridos no local. O presidente francês, François Hollande, foi retirado do estádio por segurança e está na sede do Ministério do Interior, onde acompanha o caso e participa de uma reunião de emergência.

Após o final do jogo, o público começou a ser liberado lentamente.

O presidente americano Barack Obama fez um pronunciamento em que disse que a situação é “ultrajante” e que os EUA farão o que for possível para ajudar a França. “Faremos o que for necessário pra trabalhar com os franceses e as nações ao redor do mundo para buscar justiça”, disse. “Não quero especular no momento quem é o responsável até que sejamos informados pelas autoridades francesas que a situação está sob controle”. Obama disse ainda que o que aconteceu foi “um ataque contra toda a humanidade”.

“Aqueles que acham que podem aterrorizar o povo da França e os valores que eles representam estão errados”, afirmou Obama, dizendo que os EUA estão prontos para ajudar a França a “responder” ao ocorrido. (G1)

 

Público no campo do Stade de France após a série de ataques (Foto: Michel Euler/AP)

Estará surgindo a terceira via em Serra Talhada?

essa

 

 

 

Por Iranildo Marques – Jornal Desafio

 

O badalado G11, Grupo formado por 11partidos em Serra Talhada com o intuito de fazer oposição ao prefeito Luciano Duque nas próximas eleições, teve uma grande turbulência quando o Secretário dos Transportes-Sebastião Oliveira-PR, resolveu estampar nas ruas da cidade, através de outdoors, uma campanha convidando o povo a filiar-se no Partido da República. Até aí tudo bem, se o outdoor não tivesse sido divulgado com a foto do secretário ao lado do seu pré-candidato que postulava uma vaga entre os partidos do chamado G11 e também uma declaração do Secretário de que, quem quisesse ser candidato a prefeito, se filiasse ao PR. A declaração de Sebastião Oliveira, deixou clara de que os partidos do G11 estariam ali como co-adjuvantes, apenas para somar votos.

Diante dos fatos e da repercussão na mídia (principalmente nos grupos de whatsapp) divulgando fotos do outdoor, o racha como um rastilho de pólvora, tomou conta do cenário político da cidade. Sem medir palavras, nem se dando conta da gravidade dos fatos, o secretário chegou a dizer que: “quem começou o incêndio que cuide de apagá-lo” e que o PR não iria ser pautado por nenhum partido.
Imediatamente as declarações mexeram com os brios dos representantes do G11 que trataram de se articular, e sabe-se que, o ex-prefeito Carlos Evandro, o Dr. Nena, o empresário João Duque Filho e o radialista Marquinhos Dantas estariam unidos na formação de uma nova frente de oposição, que poderemos chamá-la de TERCEIRA VIA, já que o prefeito é SITUAÇÃO, o Secretário Sebastião Oliveira seria o seu eventual opositor como uma

SEGUNDA VIA

O episódio, segundo nos foi informado, já foi contornado, o Secretário Sebastião marcou inclusive uma reunião com o Grupo para discutirem e retomarem o caminho do entendimento.
O fato é que o out-door serviu de mote para um racha que muitos já anunciavam, uma vez que se trata de unir políticos com o mesmo interesse, ou seja, serem candidatos a prefeito da maior cidade do Pajeú e a Segunda maior cidade do Sertão.

De uma coisa todos têm a certeza, se não houver união, se as oposições não marcharem juntas, a situação só irá favorecer ao prefeito que tem hoje um exército com mais de 20 soldados (vereadores e suplentes) que supostamente teriam mais de mil votos. Se irão repassá-los ao prefeito, isso é uma outra história, mas, são políticos que já militaram e receberam a votação citada.

A briga será de “cachorro grande” e quem “caçar” melhor sairá vencedor. O atual prefeito soube mexer as peças no xadrez político serra-talhadense, cooptou aliados do seu maior adversário e espera a hora da onça beber água.

Faltam aproximadamente nove meses para o início da campanha eleitoral, mas, a cidade respira política todos os dias, acordos, conchavos… serão feitos e desfeitos todos os meses. Comentamos um fato jornalístico nesse exato momento e daqui a poucos minutos poderemos estar desmentindo o publicado. Os blogs, noticiam um fato pela manhã, e à tarde já publicam o contrário e assim caminhará a nossa política até que as peças não possam ser mais modificadas por questões das leis e a notícia dada pela manhã, permaneça realmente na parte da tarde e não deixe o nosso mundo da notícia no obscuro mundo da incerteza, da indecisão.

O fato é que hoje publicamos uma matéria baseada em suposições que poderão acontecer ou não, tudo vai depender do acordo entre aqueles que lutam pelos seus interesses.

A foto acima relata o surgimento de uma possível TERCEIRA VIA, caso o PR não concorde em apoiar um nome fora do seu quadro de filiados.

Ex-prefeito manda recado ao prefeito Luciano Duque. ” Segure nas alpercatas que Carlão está voltando”

 

 

 

Em entrevista ao Jornal Desafio, o ex-prefeito Dr. Carlos Evandro afirmou que seu nome e não o da sua esposa Socorro Brito seria colocado em votação para se o pré-candidato a prefeito de Serra Talhada pela.

Um outdoor do PR (Partido da República) jogou por terra a suposta união dos 11 partidos e causou reviravolta na oposição ao Prefeito Luciano Duque que ria a toa e torce pela desunião da chamada posição serra-talhadense.

Satisfeito com a última votação da Câmara de Vereadores que aprovou as suas contas referentes ao ano de 2006, onde o TCE- Tribunal de Contas do Estado recomendava a reprovação, o ex-prefeito Carlos Evandro (PSB), visitou a sede do Jornal Desafio e em entrevista afirmou que está vivo na política serra-talhadense e que colocaria o seu nome (e não o da sua esposa) à disposição do Grupo das oposições, intitulado G11, uma junção de 11 partidos que tentarão em 2016, derrotar o atual prefeito Luciano Duque (PT).

Empolgado ele mandou um recado ao atual prefeito Luciano Duque, que foi seu aliado nas últimas eleições e eleito graças ao seu apoio com uma administração aprovada em mais de 80% pela população. “Segure nas alpercatas que Carlão está voltando”, disse o ex-prefeito.

Entretanto, no último domingo (09), um outdoor do PR (Partido da República) jogou por terra os avanços dessa união. A peça de marketing, mostrava a foto de Sebastião Oliveira com o Dr. Fonseca, convidando para filiação ao partido.

A publicidade caiu como uma bomba gerando ciúmes entre os que postulavam a pré-candidatura, uma vez que o acordo não era imposição de nomes e sim uma pesquisa para indicar qual seria o candidato ideal para enfrentar o PT (Partido dos Trabalhadores) em Serra Talhada.

O que era difícil unir, pode ter ficado mais complicado ainda. A publicidade foi vista de forma negativa por todos os partidos que faziam parte do chamado G11. PR, PSB, PSDB, PMDB, PSDC, PPS, PROS, DEM, REDE, PRP e PP.

Segundo Sebastião Oliveira o out-door foi apenas uma campanha institucional do partido, coerência de fortalecimento do PR, de quem sempre foi oposição, desde a origem, não neo oposicionista. “Estou aberto ao diálogo, aceito outras candidaturas, respeito pesquisas, mas não vou ser pautado, o meu interesse é que o candidato seja do PR.” Disse o Secretário dos Transporte

O ex-prefeito Carlos Evandro, opinou: “Talvez não tenha sido essa a intenção de Sebastião Oliveira em provocar essa celeuma por conta desse out-door, faltou um melhor assessoramento por parte da sua equipe de marketing que poderia ter evitado esse mal-estar, já que o G11 teria um acordo firmado que o candidato seria escolhido através de pesquisas que seriam usadas como referências da escolha de quem melhor pontuasse. Se o out-door fosse veiculado com as imagens  de Sebastião Oliveira e o Dr. Allan Pereira, presidente do PR, aí sim, seria realmente um convite de filiação ao partido e não teria essa conotação de pré-lançamento da candidatura de Dr. Fonseca; não que eu tenha nada contra o mesmo, é meu parente, colega médico e cidadão com todos os predicados para disputar uma eleição municipal. Portanto, nós temos que ter maturidade e a capacidade de dialogar para evitar que episódios desse tipo, venham a gerar dissensões dentro do Grupo G11, o que só vem a favorecer a situação e não é isso o que nós queremos pra Serra Talhada” Disse Evandro.

 Com relação à continuidade do G-11, Carlão afirma que o propósito é buscar a união, todos calçando a sandália da humildade, e no momento certo, sabermos fazer a escolha de quem irá nos representar democraticamente para o embate eleitoral na campanha para prefeito em 2016. Disse Carlão.

 O irmão do prefeito, o empresário João Duque Filho (PMDB) também comentou a celeuma do Partido da República.

“Sem desmerecer a coordenação local do PR e entendendo que a peça publicitária em nada altera a condução do processo político, vejo o out-door de forma natural. Não compreendo o comportamento do Secretário de Estado Sebastião Oliveira em suas declarações recentes afirmando que quem quisesse ser cabeça de chapa viesse se filiar ao PR. Esse não foi o propósito da criação do G11, entendo dessa forma o descontentamento de vários membros pré-candidatos do Grupo. Porém, a essência da criação do mesmo permanece e por um bem maior à nossa Serra Talhada, devemos de alguma forma buscar a unidade.” Disse o empresário, João Duque Filho (PMDB) e opositor que irá combater a reeleição do próprio irmão.

Outro político que ficou insatisfeito com a publicidade, foi Francisco Anselmo, o Dr. Nena (PSDB) que chegou a declarar em um blog da cidade que estaria saindo do G11, entretanto, ao fecharmos a edição, tivemos a notícia de que a paz supostamente voltou a reinar no Grupo Opositor e uma reunião já estaria marcada para apararem as arestas da “turbulência do out-door”. Veja na página 05, mais polêmica sobre o tema, inclusive com a possível formação de um novo grupo opositor.

Brasil x Argentina: previsão aponta tempo firme para Buenos Aires

 

Nem Messi, nem Neymar. A ausência do argentino e o retorno do brasileiro estão longe de serem os protagonistas de Argentina e Brasil nesta sexta-feira, às 22h (de Brasília), no Monumental de Nuñez, pelas eliminatórias da Copa. O principal personagem do clássico é o tempo. É isso mesmo. Após adiar a partida, a maior preocupação dos organizadores do confronto, das seleções e dos torcedores é se a chuva vai permitir a realização da partida.

Mas se depender do relatório divulgado pelo Serviço Metereológico Nacional da Argentina, o tempo promete estar firme no horário do jogo nesta sexta-feira. A previsão é de nuvens esparsas e algumas trovoadas, com pequena possibilidade de temporal. No início da madrugada existia a possibilidade de chuvas pela manhã em Buenos Aires. Mas até as 11h30 (de Brasília), a cidade não havia visto uma gota sequer.

– Não tem como não ficar frustrado, ficamos tristes, queríamos jogar logo. Mas sabemos que foi feito o melhor. Vimos algumas fotos e realmente não dava – afirmou Lucas Lima, que seria titular na quinta-feira e não deve perder a condição nesta sexta-feira.

De acordo com o site “Clima Tempo”, nesta sexta-feira, para o horário do jogo, a previsão é de temperatura beirando a casa dos 23º. A umidade relativa do ar é de 63%, indicando uma possibilidade de chuva no período. Na véspera do confronto, o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, admitiu que a mudança da partida vai atrapalhar a logística da Seleção.

– O adiamento prejudica a logística, como prejudica a Argentina também. Nós temos que nos adaptar, vamos ver como serão os treinamentos, o voo e estou indo para o vestiário para comunicar aos jogadores e readaptar algumas coisas. Mas o jogo contra o Peru está mantido. Nós vamos apenas adaptar um pouco a nossa programação e vamos decidir agora com o Dunga e a comissão técnica no vestiário como fazer – concluiu.

A previsão é que a seleção brasileira deixe Buenos Aires no sábado, por volta das 16h (de Brasília). A delegação seguirá para Salvador, local do confronto contra o Peru, na próxima terça-feira, na Arena Fonte Nova.

 

Do Globo Esporte

Aécio Neves anuncia reação do PSDB contra crise

Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado

 

 

Criticado pela aliança com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e por ser pouco atuante na retomada da economia, o PSDB resolveu agir nesta semana. Rompeu com o peemedebista, negociou a aprovação de pautas econômicas com o governo e já começa a anunciar a divulgação de documento com propostas para o ano que vem.

O PSDB busca maior empatia com o eleitorado nas eleições municipais de 2016, além de sinalização para o mercado financeiro. “Vamos apresentar ao País um diagnóstico da gravidade da crise e do que nos espera para o ano que vem, mas principalmente propostas na área social, em razão da gravidade da crise pela qual passam hoje milhões de famílias brasileiras”, afirmou Aécio Neves (PSDB-MG), presidente do partido.

O documento será uma revisão da plataforma de campanha presidencial de Aécio em 2014, com propostas como pacto federativo e reforma tributária, além de enfoque social. A Executiva da legenda se reúne em duas semanas para fechar detalhes, e a apresentação da carta deve ser feita no início de dezembro em pronunciamento do próprio senador, que prometeu uma “fala forte”.

A estratégia integra uma tentativa de recuperar o protagonismo do debate econômico, perdido desde a derrota nas eleições presidenciais de 2014. Em um ano de crise econômica, tucanos chegaram a apoiar algumas das chamadas “pautas-bomba” no Congresso. Algumas delas em contradição com a defesa histórica feita pela sigla, como o fim do fator previdenciário – medida aprovada pelo governo Fernando Henrique Cardoso.

Há duas semanas, os tucanos assistiram ao PMDB lançar um documento com propostas para a economia que destoavam das defendidas pelo PT. É dentro dessa estratégia que se explica a sinalização com o governo na negociação direta pela aprovação de pautas do ajuste fiscal. A oposição anunciou acordo para aprovar a Desvinculação de Receitas da União (DRU) com alíquota de 25% na terça-feira. O pacto foi celebrado com um aperto de mãos entre os líderes José Guimarães (PT-CE) e Bruno Araújo (PSDB-PE)

Mais uma negociação acontece em torno da repatriação de recursos brasileiros no exterior, apoio que tem sido discutido diretamente entre Aécio Neves e os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Jaques Wagner (Casa Civil). O texto recebeu voto contrário dos 48 deputados tucanos na Câmara, mas deve contar com o apoio dos senadores, caso o governo consiga desfazer as mudanças do relator Manoel Júnior (PMDB-PB), que concederam anistia para crimes de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. O PSDB deseja que a proposta se restrinja à evasão de divisas.

De acordo com Aécio, o apoio às pautas econômicas são uma demonstração do compromisso do PSDB com as questões que vão além do governo Dilma e são cruciais para o País. “Não vamos fazer como o PT que, quando era oposição, encontrava vício de origem em tudo que vinha do Palácio, como a Lei de Responsabilidade Fiscal e o Plano Real.”

No front político, o primeiro passo para a mudança de atuação foi o rompimento com Cunha, anunciado oficialmente pelo líder Carlos Sampaio (PSDB-SP). Até então, os tucanos trocavam apoio a Cunha pela promessa de encaminhamento do processo de impeachment de Dilma.

 

Do Blog de Jamildo

Em 2014, havia 554 mil crianças de 5 a 13 anos trabalhando, aponta IBGE

 

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) mostrou que cresceu o trabalho infantil no Brasil em 2014. No ano, havia 554 mil crianças de 5 a 13 anos trabalhando. Esse número é 9,3% maior do que em 2013, quando registrou 506 mil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foi o primeiro crescimento registrado nesse grupo desde 2005 – quando 1,6 milhão de crianças desta faixa estavam trabalhando, quase três vezes o registrado em 2014.

Em 2014, havia 554 mil crianças de 5 a 13 anos trabalhando, diz IBGE (Foto: Reprodução / IBGE)

Segundo Maria Lucia Vieira, gerente da pesquisa, o aumento do trabalho infantil ocorreu porque essa população de 5 a 13 anos passou a “ajudar os membros do domicílio”. Ela ressaltou que foi observado ainda um crescimento do trabalhador por conta própria.

“Esse [trabalhador] conta própria é justamente que conta com a ajuda desses membros para ajudar nos negócios”, acrescentou a gerente, que afirmou que o crescimento do trabalho infantil está influenciado principalmente pelo aumento do trabalho entre crianças de 10 a 13 anos.

“Embora o [trabalhador de 5 a 13 anos] não-agrícola seja um contingente menor [dentro do total de 554 mil], o avanço foi maior [de 2013 para 2014]”, afirmou Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.

Em 2013, havia 325 mil pessoas de 5 a 13 anos trabalhando na atividade agrícola, e em 2014 passou a ser 344 mil, um aumento de 5,8%. Já na atividade não- agrícola, era 181 mil, e passou para 210 mil, um aumento de 16%.

Do total de crianças trabalhando em 2014, 484 mil tinham entre 10 e 13 anos, e 70 mil entre 5 e 9 anos. Segundo o instituto, 62,1% da população ocupada entre 5 e 13 anos, “assim como em 2013, concentrou-se na atividade agrícola”.

“É o filho ajudando o pai nas atividades que ele ajudava a fazer. Ajudando a semear a terra, ajudando a descascar o milho”, disse Maria Lucia Vieira, gerente da pesquisa.

Estabilidade do rendimento
De acordo com Wasmália Bizar, a estabilidade do rendimento e as condições do mercado de trabalho podem fazer com que paulatinamente as famílias busquem a inserção de mais membros para manter o seu nível de renda.

“Quando se olha para a renda, ela se estabiliza em termos reais, e os brasileiros estavam acostumados com rendas crescentes. Provavelmente as famílias fizeram planos, fizeram investimentos, comprometeram boa parte da sua renda com aquisição de melhores serviços, de bens, etc, e esse padrão de certo modo quando se altera as condições conjunturais, as famílias buscam manter de certo modo [esse padrão]”, analisou.

Crianças e adolescentes
O levantamento apontou ainda que, no ano, havia 3,3 milhões de brasileiros entre 5 e 17 anos trabalhando no país. Os homens representavam cerca de dois terços desse número.

Comparado com 2013, houve aumento de 4,5%, ou um contingente de 143,5 mil a mais nesta condição. O instituto informou ainda que 2,8 milhões estavam no grupo de 14 a 17 anos.

Do total de mais de 3 milhões, “16,6% representavam pessoas na situação de trabalho infantil”, destacou a pesquisa. Nas regiões Norte e Nordeste, no entanto, essa proporção era de 27,5% e 22,4%, respectivamente.

A pesquisa revelou ainda que o número de horas “habitualmente trabalhadas por semana em todos os trabalhos”, contudo, caiu de 26,9, em 2013, para 25,9, em 2014.

Segundo o IBGE, o nível de ocupação, entre crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, foi maior em todas as regiões em 2014 (Foto: Reprodução / IBGE)

Nível de ocupação
Segundo o IBGE, o nível de ocupação (que mede a parcela da população ocupada em relação à população) entre crianças e adolescentes de 5 a 17 anos foi maior em todas as regiões em 2014 em comparação com o ano anterior, passando de 7,5% para 8,1%, no país.

A região Norte foi a que apresentou o maior crescimento, de 1 ponto percentual. As demais regiões apresentaram aumento de 0,6 ponto percentual, enquanto na região Sudeste, a menor, 0,4 ponto percentual. As demais regiões mostraram acréscimo de 0,6 ponto percentual.

Rendimento
A renda média mensal domiciliar “per capita real” das pessoas de 5 a 17 anos trabalhando em 2014 foi estimada em R$ 647. Já entre os não ocupados nessa faixa de idade, esse rendimento era de R$ 669.

 

Do G1

Jovem morre após tentar assaltar policial militar em PE

 

 

Um jovem de 24 anos foi morto a tiros após tentar assaltar um policial militar no distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito morreu após uma suposta troca de tiros com o PM na noite desta quinta-feira (12).

Ele entrou em uma loja com um comparsa, anunciou o assalto e o policial reagiu, conforme disse ao G1 a Polícia Civil. Ainda segundo a polícia, o outro suspeito conseguiu fugir e o policial não se feriu. No local, foram apreendidas uma pistola calibre 38 e munições.

Até a publicação desta matéria, ninguém foi preso. (G1)

Secretaria de Saúde de PE reforça apuração de casos de microcefalia

 

 

Após o Ministério da Saúde decretar emergência em saúde pública, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) em Pernambuco resolveu intensificar as investigações quanto ao aumento no número de casos de microcefalia em Pernambuco. Além de continuar a coletar informações em prontuários dos hospitais, uma a equipe médica vai persistir e procurar, em casa, famílias que não foram ouvidas nas unidades de saúde.

A decisão foi tomada durante uma reunião com epidemiologistas, realizada na noite desta quinta-feira (12). “Ficou decidido que precisamos continuar a ida aos hospitais para coletar informações dos prontuários. Em alguns casos em que a gente não conseguir fazer a entrevista com a mãe no próprio hospital, vamos até as residências”, esclareceu a diretora em vigilância epidemiológica da SES, Patrícia Ismael.

Para que os casos sejam notificados, a secretaria está levando em consideração, inicialmente, o perímetro cefálico dos recém-nascidos. “A Secretaria optou por ser mais sensível. Para que esses casos sejam conhecidos, a gente relacionou a questão da microcefalia ao perímetro cefálico de menos de 33 centímetros”, comunicou Patrícia.

No entanto, é importante realizar também exames laboratoriais, tanto de sangue quanto de imagem, para definir melhor a doença. “Até o momento a gente não sabe a etimologia, por isso que é uma gama muito grande de exames para serem feitos”, completa a diretora.

Aumento dos casos
Pernambuco registrou, neste ano, 141 casos de bebês nascidos com microcefalia, uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. O número disparou em 2015 e o caso vem sendo investigado pela SES, em conjunto com o Ministério da Saúde e da Organização Pan-americana de Saúde, para entender o que causou o aumento. O número de ocorrências é mais de dez vezes maior que os 12 casos registrados em 2014.

O aumento significativo do número de casos fez o Ministério da Saúde decretar emergência em saúde pública na quarta-feira (11). O ministro da saúde, Marcelo Castro, afirmou que essa é uma situação inusitada. “Todas as hipóteses estão sendo avaliadas”, disse o ministro em coletiva de imprensa. Os casos suspeitos de microcefalia se caracterizam por recém-nascidos que apresentam o perímetro da cabeça igual ou menor de 33 centímetros.

Possíveis causas
A microcefalia pode ter causas genéticas, passadas dos pais para a criança, quanto também por uso de drogas, álcool ou outros produtos tóxicos durante a gestação, além de possíveis infecções que atinjam o bebê durante a gestação.

A neuropediatra Ângela Rocha, coordenadora do setor pediátrico de Doenças Infeciosas do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, explica que o aumento dos casos pode estar relacionado provavelmente a infecções nos quatro primeiros meses de gestação, quando o cérebro é formado.

“Alguma coisa aconteceu nesse ano e as causas infecciosas são sugestivas. Tem muitas situações que podem provocar microcefalia, como toxoplasmose, herpes, rubéola, zika, chikungunya, dengue. Fizemos o protocolo com a Secretaria de Saúde para fazer a investigação com segurança, estamos fazendo todos os exames, todas as sorologias para as patologias possíveis”, detalha a neuropediatra.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco lançou um protocolo, que traz quais exames devem ser realizados no caso de bebês com suspeita de microcefalia, quais são os encaminhamentos e outras orientações. Os documentos podem ser consultados por mães e leigos, além de médicos, pela internet. (G1)

Assaltantes armados fazem refém no Centro de Petrolina

Bandidos armados assaltam no Centro de Petrolina (Foto: Leciane Lima / TV Grande Rio)

 

Cerca de quatro assaltantes armados com facas realizaram um assalto na manhã desta sexta-feira (13) em um apartamento que fica em cima de uma loja na Rua Dom Vital, no Centro de Petrolina, Sertão pernambucano. Os bandidos acompanharam a vítima até sua casa e conseguiram levar uma quantia em torno de R$ 1 mil.

A informação inicial era de que estava ocorrendo um sequestro, mas foi descartado pela Polícia Militar. Viaturas foram enviadas ao local e muita gente aglomerou em torno da loja para observar a situação. A vítima foi encontrada amarrada e disse ainda que tinha sido agredida.

Os bandidos conseguiram fugir com o dinheiro. Acreditava-se que eles estariam escondidos dentro da loja, mas a PM fez vistoria pelo local e não os encontrou. O homem assaltado foi encaminhado para o Hospital Universitário. (G1)

Jovem é acusado de estuprar criança de 4 anos em Petrolina, no Sertão

 

Um jovem de 18 anos foi preso, na última quarta-feira (11) suspeito de estuprar uma criança de 4 anos, no bairro João de Deus, Zona Norte de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O suspeito foi detido por populares até a chegada do policiamento.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), uma equipe foi enviada ao local após receber uma denúncia sobre violência doméstica. As vítimas eram mãe e filha e estavam assustadas e machucadas.

A mãe relatou aos policiais que o suspeito agrediu a criança nas costas com um fio, quebrou os dentes da menina e teria abusado sexualmente da vítima. Mãe e filha foram encaminhadas para o Hospital Universitário (HU), onde receberam atendimento médico e em seguida, levadas até a Delegacia de Polícia Civil (DPC).

O homem foi preso em flagrante delito e conduzido para a Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. (G1)