Dilma diz que aguenta ameaças e que democracia é respeito ao voto popular

 

 

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (7), durante a entrega de casas populares em Roraima, que ela é uma pessoa que “aguenta ameaças” e que uma democracia “respeita a eleição direta pelo voto popular”.

Além de dificuldades na economia, Dilma enfrenta a pior crise política desde o início do primeiro mandato, com setores da oposição defendendo o afastamento da presidente e membros do PSDB pedindo novas eleições. No Congresso, o governo sofre sucessivas derrotas e encontra dificuldades para reunificar a base aliada, que se pulverizou e não é mais garantia para aprovação de matérias na Câmara e no Senado. A popularidade da presidente também vive o pior momento. Segundo o instituto Datafolha, o governo Dilma tem o maior índice de reprovação (71%) desde a redemocratização do país.

“Sou uma pessoa que aguenta ameaças. Sobrevivi a grandes ameaças à minha própria vida. Uma democracia respeita a eleição direta pelo voto popular. Eu respeito a democracia do meu país. Eu honrarei o voto que me deram”, declarou a presidente na cerimônia de entrega de um conjunto habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida em Boa Vista.

Dilma afirmou que os votos recebidos na eleição do ano passado dão a ela “legitimidade” para governar. A presidente disse respeitar a democracia porque sabe o que é uma ditadura – Dilma foi presa política e vítima de tortura durante o regime militar.

“Eu respeito a democracia do meu país. Eu sei o que é viver numa ditadura. Por isso, eu respeito a democracia e o voto. E podem ter certeza: além de respeitar, eu honrarei o voto que me deram. A primeira característica de quem honra o voto que lhe deram é saber que ele é a fonte da legitimidade e ninguém vai tirar essa legitimidade que o voto me deu”, afirmou.

A uma plateia formada em sua maioria por beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida, Dilma disse também que vai se esforçar para garantir a estabilidade política. Sem entrar em detalhes, afirmou que trabalhará “incansavelmente” por isso.

“Me comprometo a contribuir e a me esforçar pela estabilidade. O país tem uma democracia e, por isso, devemos respeito entre os poderes, entre o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. E eu me disponho a trabalhar incansavelmente para assegurar a estabilidade política do nosso país”, declarou.

Economia
A presidente dedicou parte de seu discurso para falar sobre o atual cenário econômico do país. Ao reconhecer que o Brasil passa por “dificuldades”, ela destacou que o país é “muito mais robusto” do que em anos anteriores e citou que as reservas cambiais ultrapassam os US$ 300 bilhões.

“É fato que o Brasil passa por dificuldades, mas é fato também que nós somos hoje um país muito mais robusto e muito mais forte. Pensem na família de vocês. Antes, o Brasil, quando havia qualquer problema, interno ou externo, tendia a ter dificuldade para pagar suas contas externas. Ou seja, não tinha dólar para pagar as contas. Hoje o nosso país tem mais de US$ 300 bilhões de reserva. Ou seja, nós não quebramos”, disse.

Dilma também citou a ascensão social dos últimos anos. Afirmou que o Brasil é um país majoritariamente de classe média, mas disse também que ainda há “muita coisa a se fazer.”

Ao ser anunciada pelo mestre de cerimônias, a presidente Dilma foi ovacionada pela plateia, que entoou o grito “Olê, olê, olá, Dilma, Dilma!”. Formada em sua maioria por beneficiários do Minha Casa, Minha Vida, a plateia também aplaudiu a presidente em diversos trechos de seu discurso.

Minha Casa, Minha Vida 3
A parte inicial do discurso da presidente foi dedicada ao programa Minha Casa, Minha Vida. Uma das principais bandeiras do governo, o plano foi criado ainda na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a promessa de construir 1 milhão de moradias.

Atualmente, o programa está em sua segunda etapa e, segundo o governo, entregou 2,7 milhões de residências.

No próximo dia 10 de setembro, disse a presidente, será lançada a terceira fase do programa, com a promessa de entrega de mais 3 milhões de imóveis, informação que ela já antecipado no Twitter na última quarta-feira (5).

“Quero dar a vocês uma boa notícia: vamos lançar o Minha Casa, Minha Vida 3. Quando? Alguém perguntou? Eu vou responder. Vamos lançar isso no dia 10 de setembro. E eu quero dizer para vocês que nós fazemos questão de transformar o Minha Casa, Minha Vida em um programa ainda melhor”, disse Dilma. (G1)

 

Jornal Desafio Online não para de receber visitas de amigos e parceiros. Confira!

Vereador Marcos Oliveira e Iranildo Marques.

 

Na manhã desta sexta-feira (07) amigos e personalidades de Serra Talhada mais uma vez visitaram a Redação do Jornal Desafio Online. Na ocasião os amigos parabenizaram o novo projeto também na versão digital, confira abaixo os nossos amigos e parceiros do JORNAL DESAFIO ONLINE.

Empresário Altair de Oliveira (Altair Supermercado) e Iranildo Marques.

Capitão PM Cícero Pereira Nunes, Iranildo Marques e Tenente Coronel PM Tibério César dos Santos.

Capitão PM Costa Brito e Iranildo Marques.

Autoridades lançam o projeto: Todos Juntos pela Paz em Serra Talhada

Dr. Esterffeson Nogueira – Presidente da OAB – Serra Talhada-PE, Everaldo Lima – Presidente da CDL – de Serra Talhada-PE, Edmar Júnior – Secretário de Educação de Serra Talhada-PE, Dr. Renato Godoy (Representando o prefeito Luciano Duque),  Tibério César – Comandante do 14º BPM, Marcos Gadelha – Juiz de Direito de Serra Talhada, Sinézio Rodrigues Vereador, Olegário Filho – Delegado de Serra Talhada-PE e Sargento J.coelho.

 

Na manhã desta sexta-feira (07) na Câmara de Vereadores de Serra Talhada foi realizado um movimento intitulado:  Todos Juntos pela Paz .  O evento contou com as participações da PMPE, PC, TJPE, MPPE, Secretaria Estadual e Municipal, PMST, Imprensa e a Sociedade Civil. Na ocasião foi debatido a violência que vem assustando nosso município, segundo o Comandante do 14º BPM Tibério César, a cidade tem uma fama que incentiva muito a prática da violência. Ainda segundo o Comandante em breve  será implantado um projeto nas escolas da rede pública da Capital do Xaxado.

Em setembro as escolas públicas da cidade irão realizar  mais uma caminhada pela paz. A ideia do projeto é quebrar os traços de violência da nossa cidade e construir uma cidade mais segura e mais educada.

 Além de várias entidades e personalidades, o movimento contou com a presença de vários jovens que lotaram o auditório da Câmara de Vereadores.

Comandante do 14º BPM Tibério César

Waldemar Oliveira rebate declaração de Duque na imprensa de que Sebastião ‘abandonou’ mandato

 

 

Recentemente o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, fez declaração na imprensa local de que o seu principal adversário no município, o secretário de Transportes do Estado, Sebastião Oliveira ‘abandonou’ o mandato de deputado federal.

A declaração de Duque foi uma resposta Sebastião que tem criticado fortemente o modelo de gestão do prefeito, com ênfase na falta de fardamento para os alunos da rede municipal de ensino, sob a desculpa de crise financeira, no entanto, conforme criticou ‘Sebá”, tem condições de fazer gastos com festa que podem chegar a mais de R$ 700 mil.

Nesta sexta-feira (7), o advogado Waldemar Oliveira, irmão de Sebastião e pré-candidato do PR (Partido da República) à prefeitura de Serra Talhada saiu em defesa do secretário de Transportes. Conforme escreveu Dema para o Caderno 1, é de fato “um absurdo que o prefeito, em quase 3 anos de governo não tenha comprado ainda o fardamento dos alunos da rede publica”, para Waldemar isso é basilar e ressalta ainda que é mais grave quando se esquece o básico, “como a infraestrutura educacional como um todo, que se reflete na baixa qualidade de ensino das escolas da nossa terra”, diz ele.

A crítica maior de Waldemar ao prefeito de Serra Talhada se dá a sua declaração do suposto ‘abandono’ de Sebastião como deputado federal. “O prefeito precisa se assessorar melhor antes de falar besteiras. O que ocorreu foi que ele (Sebastião) se licenciou e assumiu uma pasta importante, como a Secretaria de Transportes do Estado, e que já rendendo frutos para Serra Talhada”, informou Waldemar, lembrando que até o final do ano estará sendo dada a Ordem de Serviço da pavimentação da estrada de Bernardo Vieira, “uma obra de cerca de R$ 40 milhões, que vai ligar a BR 232 com a Paraíba, passando por Bernardo Vieira, gerando desenvolvimento, emprego e impostos para o município, enfim, desenvolvimento para nossa terra, que o atual prefeito não conseguiu trazer até hoje”. declarou.

Waldemar concluiu sua nota dizendo que “o prefeito deveria deixar de tentar colocar a culpa da inoperância administrativa da sua gestão nos outros e tentar começar a cumprir suas promessas de Campanha”, aconselha e finaliza dizendo que “o povo saberá reconhecer todo este descaso de gestão no próximo ano”.

 

Do Caderno 1.

Em Serra Talhada, homem é detido após danificar veículo da própria mãe com um facão

 

Policiais Militares da equipe ROCAM, foram acionados pela Central do 14º BPM para intervir na ocorrência na Rua Manoel Pereira Lins, bairro Ipsep em Serra Talhada , ao chegar no local foi verificado que o imputado R. N. de Araújo Barreto havia quebrado a motocicleta de sua genitora com um facão, assim como deixou a mesma em péssimo estado.

O imputado falou para sua mãe que iria tocar fogo em tudo. Diante dos fatos o imputado foi conduzido ate a DPC local para que fossem tomadas as devidas providencias.

Agência do Trabalho de Serra Talhada divulga 53 vagas de emprego, nesta sexta-feira (07) confira!

Emprego JD of

 

A Agência do Trabalho de Serra Talhada em parceira com o Jornal Desafio Online atualizou seu cadastro de vagas de emprego nesta sexta-feira (07), e está oferecendo  oportunidades. Os interessados podem concorrer 1 vaga de Auxiliar de Tráfego, 1 vaga Costureira, 1 vaga Técnico de Enfermagem e 50 vagas de Ajudante de Carga e Descarga. Todos os salários iniciais são a combinar com o empregador que também solicita de seis meses a um ano de experiência.

Para se inscrever deve mandar o currículo, o número do PIS ou NIT através do E-mail [email protected], ou comparecer a sede da própria Agência portando todos os documentos pessoais inclusive os números do PIS e NIT, na Avenida Enock Ignácio de Oliveira, ao lado da Câmara de Vereadores, no centro da Capital do Xaxado, Fone: (87) 3831-9244 / 3831-9245 .

Policia apreende arma de fogo na zona rural de Serra Talhada

 

 

Policiais Militares da Equipe Polígono de Varzinha ao realizar rondas nas proximidades da Cerâmica Maranata  na zona rural de Serra Talhada, ouviram um disparo de arma de fogo, pararam a viatura ouviram vozes, ao se aproximar perceberam que algumas pessoas haviam corrido, ao adentrarem encontraram uma espingarda soca-soca e uma bolsa plástica que continha uma pequena quantidade de pólvora, espoleta e chumbo.

Diante da situação os materiais foram conduzidos ate a DPC local para que fossem tomadas as devidas providencias.

Nova lei injeta R$ 21 bilhões em Estados e municípios

 

Uma lei sancionada pela presidente Dilma nesta quinta-feira (06) vai injetar R$ 21 bilhões nos cofres de Estados e municípios. O novo fôlego fiscal foi um aceno para os governadores em busca de apoio no momento mais grave da crise política. Proposta pelo senador José Serra (PSDB), a nova lei permite que Estados, municípios e Distrito Federal transferiam para o seu caixa 70% dos depósitos judiciais.

Esses depósitos são feitos na Justiça por empresas ou pessoas físicas que tenham algum litígio com os governos federal, estaduais e municipais. No final da disputa na Justiça, o dinheiro deve ser devolvido ao vencedor.

A nova lei, portanto, antecipa essa receita para os Estados sem saber a decisão da Justiça. Para tentar garantir que o litigante vencedor receba sua parte, 30% dos depósitos serão guardados em um fundo para casos em que governos perderem a causa.

Na prática, Estados e municípios já se apoderam, em média, de 40% dos depósitos judiciais. A União fica com 100% dos depósitos judiciais para engordar seu caixa. De olho nesses recursos, vários Estados e municípios estavam fazendo suas próprias leis para regulamentar essas transferências.  (Da Folha de S.Paulo)

Carta-renúncia está pronta, dizem aliados

 

Apesar de ter declarado que “suporta a pressão”, a presidente Dilma já teria preparado uma carta-renúncia. Fontes do Palácio do Planalto garantem que a redação da carta não foi um ato solitário, como é comum nesses casos: Dilma teria contado com a ajuda de dois dos seus ministros mais próximos, Aloizio Mercadante (Casa Civil) e José Eduardo Cardozo (Justiça), apesar de ambos serem contrários à ideia.

Confirmada a renúncia de Dilma, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assumiria imediatamente o comando do Executivo.

Além da renúncia, há outras hipóteses para a saída de Dilma: ação na Justiça Eleitoral e representação da oposição por crime financeiro.

A ação eleitoral por financiamento ilegal de campanha pode culminar no cancelamento do registro da chapa. Assim, cairiam Dilma e Temer.

Se prosperar a representação da oposição na Procuradoria-Geral da República por crimes financeiros, Dilma também poderia ser cassada.

 

Cláudio Humberto – Blog Diario do Poder

 

Para conter assédio, Sport renova com Rithely até 2018

Rithely não sairá do Sport de uma maneira fácil

 

 

O Sport não planeja vender nenhum dos jogadores do elenco atual nos próximos meses. Para driblar o assédio de clubes do exterior, a diretoria acertou a renovação de contrato do volante Rithely até 2018, além de um aumento salarial. O vínculo anterior encerraria em 2017.

O valor da multa rescisória, antes em torno de R$ 20 milhões, também aumentou mas os números não foram revelados pela diretoria do clube. Rithely é um dos destaques na boa campanha que o time vem fazendo na Série A. Ele recebeu uma oferta do futebol chinês mas entendeu que o momento bom no Sport pode lhe render ofertas melhores como ir para a Europa.

Na época em que foi procurado pelos chineses, na metade de julho, o próprio disse que sonhava em jogar no Velho Continente. ““Se fosse da Europa lógico que prefiro ir para lá, mas até agora só teve do futebol chinês. Falei com o meu empresário e optei por não ir, mas se chegar uma proposta da Europa e se for boa para o Sport também, vamos sentar e nos reunir”, disse.

 

Do Blog do Torcedor