Bancários registram 190 ataques contra bancos em Pernambuco

Agência do Santander do Cabo ficou destruída com explosão (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

 

 

 

 

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco divulgou um levantamento que revela que 190 ações violentas foram cometidas contra agências bancárias e caixas eletrônicos no estado entre 1º de janeiro e 27 de outubro deste ano. O mapeamento tem como base dados reunidos pela entidade através dos bancos, do Sindicato dos Vigilantes e da Secretaria de Defesa Social (SDS-PE).

De acordo com o levantamento dos bancários de Pernambuco, desde o início de 2016, foram registrados 12 assaltos, cinco sequestros, 27 explosões e 13 arrombamentos de agências das instituições financeiras. Nos terminais de autoatendimento instalados fora das agências, foram 128 ataques, além de cinco explosões de carros-fortes.

O secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Bancários, João Rufino, informou que alguns dados, como o número de ações contra caixas eletrônicos externos, foram disponibilizados pela SDS-PE. No entanto, a metodologia da Secretaria para reunir e divulgar essas informações é distinta, pois se baseia nos boletins de ocorrência registrados.

Segundo a assessoria da SDS-PE, o número de ocorrências de roubo a agências bancárias, somando as consumadas e as tentativas, caiu pela metade em relação ao ano passado. De janeiro a setembro de 2016, foram registrados 19 roubos e, no mesmo período de 2015, foram 38 registros.

Das ocorrências de roubo e furto a terminais de autoatendimento, o dado foi detalhado. Com uso de explosivo, foram 40 registros entre janeiro e setembro de 2016, um pouco maior que o observado no mesmo período do ano anterior, com 34 ocorrências. No total, em 2015, foram registradas 184 “ocorrências tentadas e consumadas”, que englobam roubo e furto a banco, roubo e furto a caixa eletrônico e roubo e furto a caixa forte. A Secretaria não divulgou o número parcial de 2016.

A SDS ainda informou que a Polícia Civil desarticulou, entre janeiro e setembro deste ano, 12 quadrilhas de crimes contra instituições financeiras e prendeu 80 pessoas envolvidas em ações com maçarico,  explosivos, por roubo a banco,  assalto a carro forte e ‘pescaria’, quando os criminosos avariam a boca do caixa eletrônico e usam um equipamento tipo anzol para pegar envelopes de dinheiro. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>