Sport segura o Náutico e é finalista do Pernambucano 2017

Foto: Jedson Nobre/JC Imagem

 

 

 

 

Sem doses cavalares de dramaticidade, um morno Clássico dos Clássicos definiu o Sport como finalista do Campeonato Pernambucano 2017. Neste domingo (23), na Arena de Pernambuco, o Leão empatou em 1×1 com o Náutico e por ter vencido o primeiro jogo, na Ilha do Retiro (3×2), conseguiu carimbar o passaporte para a decisão, contra o Salgueiro, que eliminou o Santa Cruz no último sábado (22).

Na ordem lógica das cartilhas futebolísticas, o Náutico precisava entrar em campo a mil por hora, sufocando o adversário para reverter o prejuízo do primeiro jogo, vencido pelo Sport, na Ilha do Retiro. Não foi bem isso que aconteceu. Apesar de ter mais volume de jogo, o Timbu ensaiou uma pressão que não se traduzia em chances claras criadas. O melhor lance veio aos oito minutos, num chute de média distância de Erick, que desviou em Matheus Ferraz e parou na trave de Magrão.

A resposta do Leão veio numa oportunidade incrível desperdiçada por André, aos 22 minutos. Em bola levantada por Mena, o atacante não precisou nem pular, mas cabeceou para fora. E como futebol nem sempre segue a lógica, quando os visitantes estavam um pouco melhor em campo, o Náutico abriu o placar, aos 31 minutos. Em escanteio batido, Giovanni subiu no primeiro pau e fez 1×0. Enquanto ainda fazia a festa, a torcida alvirrubra lamentou quando, dois minutos depois, Matheus Ferraz também cabeceou sozinho e deixou tudo igual no placar.

Por toda a tensão e pelo caráter decisivo, esperava-se um segundo tempo pegando fogo dentro das quatro linhas. No entanto, não foi esse o cenário que se desenhou. O Náutico chegava apenas com chutes de longa distância sem muito perigo, criando muito pouco para uma equipe que precisava vencer. O Sport soube gastar o relógio e carimbou a classificação para final do Campeonato Pernambucano.

Ficha do jogo

Náutico 1
Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Darlan, Giovanni (Giva), Marco Antônio (Alisson) e Dudu (Maylson); Erick e Anselmo. Técnico: Milton Cruz

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier (Raul Prata), Matheus Ferraz, Durval e Mena; Fabrício, Ronaldo, Rithely (Rodrigo), Diego Souza e Rogério; André (Lenis). Técnico: Ney Franco

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE).
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS).
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos do RJ).
Gols: Giovanni (aos 31 do 1ºT) e Matheus Ferraz (aos 33 do 1ºT).
Cartões amarelos: Ewerton Páscoa e Maylson (Náutico). Samuel Xavier e Rithely (Sport).
Público: 19.541. Renda: R$ 283.440,00.

 

Da Folha de Pernambuco

Náutico e Sport se reencontram em clássico de esperança x vantagem

Resultado de imagem para Náutico x Sport

 

 

 

 

Náutico e Sport se reencontram neste domingo (23), às 16h, na Arena Pernambuco. O jogo vale vaga na final do Campeonato Pernambucano. Porém, mais do que isso, o Clássico dos Clássicos promete ir além da tradicional rivalidade. É o confronto da esperança versus a vantagem.

Dois minutos. Foi esse o tempo necessário para mudar a história do duelo passado entre Sport e Náutico, válido pela primeira partida da semifinal do Campeonato Pernambucano. O Timbu vencia por 2×1 até os 44 minutos, mas sofreu dois gols relâmpagos e acabou derrotado por 3×2, na Ilha do Retiro. Se em pouco mais de 12 segundos foi possível alterar o rumo de uma partida, imagine então o que pode acontecer em 90 minutos?

Das lições que foram deixadas no Clássico dos Clássicos anterior, a mais valiosa é de que nada estará decidido enquanto o árbitro não decretar o final do duelo. Neste domingo, Leão e Timbu se enfrentam na Arena de Pernambuco para saber quem continuará na briga pelo título do Estadual. Os rubro-negros precisam apenas de um empate. Os alvirrubros, de um triunfo por dois gols de diferença. Caso os mandantes vençam por um placar de vantagem mínima, o confronto seguirá para os pênaltis.

Como era de se esperar, o técnico Milton Cruz não confirmou os titulares que encaram o Sport. Mas a equipe alvirrubra não deve ter grandes surpresas. As únicas novidades devem ser na cabeça de área. Com um edema na panturrilha direita, o volante Rodrigo Souza não participou dos treinamentos da semana e está praticamente descartado. Darlan deve ser seu substituto. A outra mudança é por critérios técnicos, com João Ananias perdendo a vaga para Giovanni. Nos demais setores (defesa e ataque), o time não deve sofrer mais alterações.

“Será o quarto jogo que faremos contra eles. Já conhecemos e sabemos dos pontos fortes e fracos. O que aconteceu (no primeiro jogo) foi atípico. Em dois minutos eles viraram o jogo. Mas, das coisas ruins que aconteceram, o lado bom é que ainda dá tempo para virar. Precisamos de concentração total para sair com a classificação”, apontou o zagueiro Tiago Alves.

Na Praça da Bandeira o clima de decisão nunca esteve tão latente para o Pernambucano. Colocado como segundo plano no planejamento inicial, o Estadual acabou se tornando uma das prioridades do Sport. Prova disso é que o time poupou quatro atletas importantes no meio da semana, na dramática classificação contra o Joinville, pela Copa do Brasil. Descansados, o volante Rithely, o meia Diego Souza e os atacante Rogério e André estarão à disposição do treinador Ney Franco. Para conseguir contar com força máxima o comandante leonino aguarda apenas por Ronaldo Alves. Após 15 dias de molho por uma lesão na coxa direita, o zagueiro iniciou a transição para os trabalhos com bola e deve ter presença confirmada nio clássico decisivo deste domingo.

A tendência é que Ney Franco mantenha o esquema com três volantes, deixando Fabrício e Ronaldo à frente da zaga. Neste caso, Rithely passa a ter uma função de armador quando o time obtém a posse de bola, ajudando Diego Souza na criação. Essa empolgação passou para a torcida, que esgotou os 5.800 bilhetes disponíveis de antemão para os visitantes em menos de 24h, segundo a assessoria da Arena de Pernambuco. Além disso, os rubro-negros ganharam posteriormente mais três mil ingressos para o setor norte inferior.

FICHA DE JOGO
Náutico
Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Darlan, Giovanni, Marco Antônio e Dudu; Erick e Anselmo. Técnico: Milton Cruz

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves (Matheus Ferraz), Durval e Mena; Fabrício, Ronaldo, Rithely, Diego Souza e Rogério; André. Técnico: Ney Franco

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Horário: 16h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos do RJ)
Transmissão TV: Globo e Premier FC

 

Da Folha de Pernambuco

Salgueiro vence Santa Cruz e se garante na final do Campeonato Pernambucano

Resultado de imagem para Salgueiro 2x0 Santa Cruz

 

 

 

 

Em clima de decisão, Santa Cruz e Salgueiro se enfrentaram na noite desse sábado (22), no Estádio Cornélio de Barros, pelo jogo de volta das semifinais do Campeonato Pernambucano 2017. Fazendo valer o mando de campo, o Carcará não tomou conhecimento da vantagem dos adversários e garantiu a vitória por 2×0 e a classificação para a final do Estadual.

Motivado pela vantagem conquistada na partida de ida, o time coral foi confiante para o interior do Estado. A primeira finalização do Santa veio nos pés de Everton Santos, que recebeu na área e chutou por cima do gol de Mondragon. O Salgueiro também começou bem no ataque e quase abriu o placar aos três minutos do primeiro tempo. Em jogada individual, Valdeir mandou um foguete de fora da área, mas parou na defesa do goleiro Júlio Cesar. Aos cinco minutos, o meia repetiu o feito e chutou forte, a bola passou perto da trave.

Após boas jogadas ofensivas nos primeiros minutos de jogo, os times diminuiram a intensidade e apesar de arriscarem algumas finalizações, nenhuma foi convertida em gol. Aos 13 minutos, Tiago Costa mandou para Halef Pitbull, que recebeu na área e ficou sem opções para tocar. O Salgueiro, por sua vez, chegou mais duas vezes com perigo, no chute de Willian Lira e na cabeçada de Toty após cobrança de escanteio de Moreilândia, mas não conseguiu balançar a rede coral.

Aos 26 do primeiro tempo, Thomás cometeu falta dura em Daniel e foi advertido com cartão amarelo. Passando mais da metade do primeiro tempo, o tricolor do sertão esboçou reação e conseguiu três escanteios seguidos assustando a defesa do time pernambucano.

Aos 36 no melhor lance do Santa na partida, Pitbull tocou para Everton Santos, que chutou cruzado e mandou para fora. Aos 44, resposta do Carcará. Daniel levantou a bola, Willian Lira cabeceou e quase deixou o dele. Julio César defendeu. Com muitas jogadas isoladas e pouca velocidade em campo, os times foram para o intervalo empatados em 0x0.

Resultado de imagem para Salgueiro 2x0 Santa Cruz

 

 

Na volta para o segundo tempo, o técnico Vinícius Eutrópio trocou o meia Pereira pelo volante Elicarlos. Sem mudanças, o Salgueiro voltou pressionando o Santa. Aos 8 minutos, Valdeir cobrou falta perigosa, mas a bola bateu na barreira. Aos 16, mais um cartão amarelo para a equipe coral. Vitor derrubou Álvaro e levou amarelo. Aos 20 minutos, Jean Carlos entrou no lugar de Marcos Tamandaré. Logo na sequência, em escanteio de Moreilândia, Rodolfo Potiguar chutou forte e marcou o primeiro gol da partida anotando 1×0 para o Carcará.

Aos 22, Léo Costa entrou no lugar de Federico Gino, mas não deu tempo de reação. O Salgueiro seguiu com pressão para cima da Cobra Coral. Jean Carlos, que entrou no lugar de Marcos Tamandaré, aproveitou cobrança de falta de Moreilândia e balançou as redes ampliando o placar para a festa da torcida salgueirense.

Com o triunfo dentro de casa, o Salgueiro vai à segunda final na história e espera o adversário, que sairá na partida deste domingo (23), entre Sport e Náutico, às 16h, na Arena de Pernambuco. Além da classificação, o Carcará garantiu vaga na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil 2018.

FICHA DE JOGO

SALGUEIRO 2

Mondragon; Tamandaré (Jean Carlos), Ranieri, Luiz Eduardo e Daniel; Rodolfo Potiguar (Vitor Caicó), Moreilândia, Toty e Valdeir; Álvaro e Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

SANTA CRUZ 0

Júlio César; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; David, Gino (Léo Costa) e Pereira (Elicarlos); Éverton Santos (Júlio César), Halef Pitbull e Thomás. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro
Árbitro: José Woshington
Assistentes: Clóvis Amaral e Marlon Rafael
Gols: Rodolfo Potiguar (aos 21 do 2ºT), Jean Carlos (aos 25 do 2ºT).
Cartões amarelos: Thomás, David, Vítor, Bruno Silva, Tiago Costa (Santa Cruz)

 

Da Folha de Pernambuco

STF nega recurso do Fla, e Sport segue como o único campeão de 87

Resultado de imagem para STF nega recurso do Fla, e Sport segue como o único campeão de 87

 

 

 

 

 

O Supremo Tribunal Federal indeferiu, por 3 votos a 1, o recurso impetrado pelo Flamengo contestando a decisão da Justiça que apontou o Sport como único campeão brasileiro de 1987. A discussão nos tribunais se arrasta por anos, mas a decisão desta terça da Primeira Turma do STF tem pouca, ou nenhuma, chance de ser revertida. Embora o vice jurídico do Flamengo, Flávio Willeman, afirme que aguardará a publicação para analisar a possibilidade de recurso, a assessoria do STF informou que os recursos possíveis não modificariam o julgamento do mérito. Seriam instrumentos, por exemplo, para pedir esclarecimento de alguma parte da sentença.

O relator do processo foi o ministro Marco Aurélio, torcedor declarado do Flamengo, mas que também votou contra o pedido do clube. O voto decisivo foi da ministra Rosa Weber.

– Vamos aguardar a publicação da decisão para avaliar a possibilidade de recurso. Claro que cabe recurso, embargo de declaração… O Flamengo vai aguardar o conteúdo da decisão para avaliar. Talvez não caiba recurso que permita a modificação imediata, cabe recurso para aclarar a decisão. Mas o Flamengo quer aguardar a decisão ser publicada para avaliar o conteúdo final. Não muda nada a posição do Flamengo que ganhou o título em campo, nada vai mudar a emoção que cada torcedor sentiu ao ver o time ser campeão no campo. Todavia, vamos esperar a publicação da decisão para ver se cabe algum recurso para que o Flamengo seja declarado campeão também no Judiciário – afirmou Flávio Willeman, vice-presidente jurídico do clube da Gávea.

O ministro Luis Roberto Barroso, flamenguista a exemplo de Marco Aurélio, foi o único que votou favoravelmente à divisão do título brasileiro de 1987. Marco, Alexandre de Moraes e Rosa Weber rejeitaram o recurso.

O ministro Luiz Fux, também integrante da Primeira Turma do STF, não participou do julgamento porque Rodrigo Fux, seu filho, defendeu o Flamengo no caso.

Do Globo Esporte

Santa Cruz vence Salgueiro e larga na frente rumo à final do Pernambucano

Resultado de imagem para Santa Cruz vence Salgueiro e larga na frente rumo à final do Pernambucano

 

 

 

 

O Santa Cruz venceu o Salgueiro por 1×0, no Arruda, nesse sábado (15), no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Pernambucano. O gol foi marcado pelo zagueiro Anderson Salles, de pênalti, no segundo tempo. A decisão será no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, no próximo sábado (22). O Tricolor joga pelo empate, e qualquer vitória por um gol de diferença para o Carcará leva o jogo para os pênaltis, já que não há gol qualificado.

Dificuldade para encontrar os espaços

O primeiro tempo no Arruda esteve longe de ser dos melhores tecnicamente. No começo da partida, o Santa Cruz tentou pressionar o adversário. Empurrado pela torcida, o Tricolor rondava a intermediária do Salgueiro esperando momento de dar o bote, mas estava encurralada pelo bom posicionamento do Carcará. Sem conseguir levar perigo, foram os Corais que começaram a se preocupar com a própria meta. O time sertanejo passou a sair mais para o jogo e encontrar os espaços para tentar o gol. Aos 15 minutos, a primeira boa chegada do Salgueiro, que puxou contra-ataque rápido e só foi parada quando o lateral Tiago Costa cortou de carrinho para fora. No escanteio da sequência, houve bate-rebate na área e Ranieri chutou para fora.

O Tricolor, então, passou a tentar arrumar a defesa e quase não ia ao ataque, onde era sempre neutralizado. Sem muitos lances de perigo até então, o Salgueiro quase chegou ao gol usando a principal arma do seu adversário: a bola parada. Da intermediária, Potiguar cobrou bola com muita força, e obrigou Julio Cesar a fazer boa defesa.

Era hora do Santa Cruz responder, e o meia Thomás foi quem chamou a responsabilidade. Aos 35, camisa 10 iniciou uma jogada pela direita, pedalou e chutou cruzado. Mondragon fez boa defesa. Logo em seguida, um minuto depois, o mesmo Thomás recebeu a bola no meio e entregou para Pitbull. O atacante chutou forte e com perigo, mas a bola passou por cima do gol.

Ele novamente apareceu. Fez uma boa jogada pela direita e sofreu a falta. Anderson Salles veio para a bola e, como é comum, levou muito perigo à meta Carcará. Sentindo o bom momento, o Santa Cruz chegou à maior chance de gol da etapa inicial. Aos 46, Tiago Costa fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Pitbull, sozinho, que não pegou bem na bola e mandou por cima.

Santa Cruz enérgico no segundo tempo

Se o Tricolor não conseguiu pressionar como queria o Salgueiro no primeiro tempo, na etapa final os Corais conseguiram envolver o adversário. A intensidade que não estava sendo vista, agora, parecia funcionar para o Santa. Logo aos 3, Pitbull ganhou à frente do zagueiro, invadiu a área e caiu pedindo pênalti. A árbitra Deborah Cecília não entendeu que houve a penalidade.

O Santa Cruz continuou rondando a área do Salgueiro, com bolas na área que eram afastadas pela defesa. Em outro bom momento, aos 4, ele ganhou uma dividida na intermediária e chutou com perigo. Mas a grande jogada do lateral viria em seguida. Ele arrancou pela esquerda e invadiu a área, quando foi derrubado por Moreilândia. A árbitra Deborah Cecília marcou pênalti no lance. O especialista Anderson Salles cobrou com perfeição, e abriu o placar aos 12 minutos.

O Tricolor passou a querer administrar o resultado. O time do Salgueiro não conseguia chegar ao ataque. As melhores jogadas saiam com o atacante Jean, que entrou logo após o gol, mas o chute não estava saindo bom e Julio Cesar foi pouco exigido. O Santa teve a chance ainda de ampliar, no fim do jogo, quando Vitor invadiu a área e chutou com perigo, para fora.

Mais uma vez a bola parada

O Santa Cruz venceu o seu terceiro jogo em mata-mata na temporada, todos por 1×0. Curiosamente, os três gols foram marcados por Anderson Salles, de bola parada. A arma do Tricolor continua funcionando.

Seca de gols de Pitbull

Uma das maiores esperanças de gol do Santa Cruz desde que chegou é o atacanta Halef Pitbull. Contra o Salgueiro, ele passou mais um jogo em branco.

Maior público da temporada

O Arruda recebeu o maior público da tempora. Mais de 22 mil tricolores foram prestigiar o Santa Cruz.

FICHA DO JOGO: SANTA CRUZ 1 x 0 SALGUEIRO

SANTA CRUZ: Julio Cesar; Vítor, Bruno Silva, Anderson Salles e Tiago Costa; David, Gino e Pereira (Léo Costa); Everton Santos (André Luís), Halef Pitbull e Thomás (Elicarlos). Técnico: Vinícius Eutrópio

SALGUEIRO: Mondragon, Marcos Tamandaré, Luiz Eduardo, Ranieri e Daniel ; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Paulo Vitor (Jean), Toty e Valdeir; William Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

Campeonato Pernambucano (semifinal). Local: Arruda. Árbitra: Debora Cecília. Assistentes: Fabrício Leite Sales e Luiz Cláudio Sobral. Gol: Anderson Salles (SC), aos 12 minutos do 2T. Cartões amarelos: Everton Santos (SC), Daniel (SA), Moreilândia (SA) e Vitor (SC), Potiguar (SA) e Léo Costa (SC) Público: 22.056 Renda: R$ 196.750

 

Do Blog do Torcedor

Brasil goleia Uruguai fora de casa e se classifica para Copa do Mundo 2018

Resultado de imagem para Brasil goleia Uruguai fora de casa e se classifica para Copa do Mundo 2018

 

 

O Brasil venceu o Uruguai de virada por 4 a 1, nessa quinta-feira (23), pela 13ª rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, e garantiu vaga para buscar o hexacampeonato na Rússia.

Os donos da casa saíram na frente com gol de Edinson Cavani, aos 9 minutos do primeiro tempo. Paulinho empatou ainda na primeira etapa, aos 18, com belo chute de fora da área.

Depois do intervalo, Paulinho voltou a marcar e colocou a seleção brasileira na frente, aos 6 minutos, Neymar fez o terceiro com um golaço por cobertura, aos 29, e Paulinho fechou a conta de peito, aos 47, completando o hat-trick.

A seleção canarinha chegou aos 30 pontos e confirmou a classificação, segundo as contas da comissão técnica de Tite.

 

Do Blog da Folha

Jovem serra-talhadense é apresentado na base do Santa Cruz

Meia Renatinho (à esquerda), ex-Serra Talhada, atuará na base do Santa Cruz FC! (Foto: Rodrigo Baltar)

 

 

 

Em preparação para a decisão diante do Campinense, quarta-feira (22), a equipe do Santa Cruz segue a programação de treinamentos.

Nessa segunda-feira (20), o elenco tricolor trabalhou taticamente no Arruda.

Durante o treino, o técnico Vinícius Eutrópio manteve a escalação da goleada contra o Central.

Além disto, o zagueiro Bruno Silva retornou de lesão e vai ficar à disposição para enfrentar o Campinense.

O treino desta segunda recebeu, também, duas caras novas: o meia Renatinho, de 19 anos, e o volante Matheus Sacramento, de 18 anos. O primeiro é pernambucano de Serra Talhada e já tem experiência profissional pelo time que leva o nome da cidade.

Já Matheus é paulista e passou pelas categorias de base do Luverdense e do América/RJ, antes de chegar ao Santa Cruz, no final de 2016.

Eles complementaram o treino do elenco profissional, mas ainda não devem subir de forma definitiva para o grupo principal. De qualquer forma, são mais duas boas promessas para o clube!

O Santa Cruz ainda treina nesta terça-feira, no ato final da preparação para enfrentar o Campinense. A partida da quarta-feira será decisiva! Vale vaga nas quartas de final da Copa do Nordeste.

 

Do site do Santa Cruz

Serra Talhada é suspenso pelo STJD por dívida de R$ 100

Resultado de imagem para serra talhada futebol clube

 

 

 

O Serra Talhada está momentaneamente suspenso da disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. A decisão do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) afastou o time do Sertão do Pajeú por causa de uma dívida de R$ 100. Porém, como o montante será pago, nesta terça-feira (21) o Serra Talhada retorna à competição.

De acordo com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) Evandro Carvalho, a suspensão aconteceu por uma prática do STJD de julgar os clubes com dívidas e suspendê-los automaticamente, uma exigência do Profut. Entre outros objetivos, o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro detalha o parcelamento dívidas dos clubes de futebol com a União.

O Serra Talhada assegurou a vaga na Série D ao ficar na 2ª colocação do Hexagonal da Permanência do Campeonato Pernambucano de 2016. O time está no Grupo A8 da competição desta temporada, com Campinense, Fluminense de Feira e Itabaiana. A estreia está marcada para o dia 21 de maio, contra o time paraibano.
Fonte: Blog do Torcedor

CBF divulga tabela do Brasileiro Série D com Serra Talhada, Central e América

CBF divulga tabela do Brasileiro Série D com Serra Talhada, Central e América

 

 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta-feira a tabela básica do Campeonato Brasileiro da Série D de 2017. Pernambuco será representado por Central, Serra Talhada e América-PE. A competição começa no dia 21 de maio.

O Serra Talhada está no grupo A8, ao lado de Itabaiana-SE, Fluminense-BA e Campinense-PB, adversário de estreia do Lampião no Nildo Pereira de Menezes, o “Pereirão”. Já Patativa está no grupo A7, junto com Sousa-PB, Coruripe-AL e Juazeirense-BA. A estreia será contra o time paraibano.

O América-PE está no grupo A6, junto com Guarani-CE, Parnahyba-PI e Globo-RN. A equipe estreia contra o time cearense fora de casa. A competição concede vagas para o Brasileiro Série C.

Confira abaixo os jogos do Lampião na primeira fase da competição.

 Jogos do Serra 1Jogos do Serra 2

 

Clique aqui e confira a tabela completa do Campeonato Brasileiro da Série D 2017.

Com gol no final, Serra Talhada perde para o América e é rebaixado para a Série A2 do Pernambucano

 

 

 

O Serra Talhada enfrentou na noite desta quarta-feira (08) a equipe do América-PE no Estádio Nildo Pereira, o “Pereirão” jogo válido pela última rodada do Hexagonal da Permanência. O Cangaceiro acabou sendo derrotado pelo placar de 1×0. O Mequinha marcou aos 39 minutos do segundo tempo com Felipe.

Com esse resultado o Lampião acaba sendo rebaixado pela primeira vez na sua história para a Série A2 do Campeonato Pernambucano, isso porque o Vitória-PE venceu o Atlético-PE por 3×0 e chegou aos mesmos 16 pontos conquistados pelo Serra, só que o Tricolor das Tabocas levou vantagem no saldo de gols.

Confira abaixo os resultado e a classificação após a última rodada do hexagonal da permanência.

Resultados

classificação