Serra x Campinense: ingressos para a partida já começaram a ser vendidos

 

A diretoria do Serra Talhada anunciou que os ingressos para a partida do próximo domingo contra o Campinense já começaram a ser vendidos. O jogo deste fim de semana terá início, às 16h, no Estádio Pereirão e será válido pela 8ª rodada do Grupo 3 da Série D do Campeonato Brasileiro.

A direção do Cangaceiro decidiu continuar com preços promocionais, a fim de lotar o Pereirão. Até esta quinta-feira os ingressos para arquibancada custarão R$ 5. Quem deixar para comprar a partir da sexta vai pagar R$ 10. Já em relação às cadeiras cativas, o valor cobrado pelo bilhete será R$ 25.

Os ingressos podem ser adquiridos no Estádio Pereirão ou em uma unidade móvel que vai passar anunciando nos bairros do município.

 

Do Globo Esporte.

Com gols em todos os jogos, Série A-2 do PE teve início nesta quinta; confira

 

 

A temporada 2015 começou nesta quinta-feira para os times de Pernambuco que sonham com a elite do futebol do estado. Em rodada cheia, seis jogos movimentaram a competição com muita bola na rede (18 gols marcados) e goleada de visitantes.

Abrindo a rodada no Estádio Vianão, o Afogados fez bem o dever de casa ao bater o Flamengo de Arcoverde por 3 a 0. Os responsáveis pelo triunfo da Coruja foram Tiago Bagagem, Caxito e Caíque. No Nildo Pereira, o Pereirão, o Serrano teve uma estreia para se esquecer. Jogando em casa contra o Belo Jardim, a equipe sertaneja foi goleada por 4 a 0, com os gols de Kelvis, Saullo (duas vezes) e Genildo.

Quem também se deu bem jogando fora de casa foi o Vitória, que venceu sem muitas dificuldades a equipe do Olinda, no Olindão, por 3 a 0. Os gols da partida foram marcados por Alan Rocha e Emerson Felipe (duas vezes). Com o gol solitário de Everton, o Ipojuca bateu o Timbaúba por 1 a 0, fora de casa, no Estádio Ferreira Lima.

Mandando os jogos em Carpina nesta temporada, o Íbis começou o Estadual com o pé direito. O pior time do mundo fez valer o mando de campo e venceu o Barreiros por 2 a 1, no Paulo Petribu. Ceará e Samurai fizeram para o Pássaro Preto, e Lulinha descontou para o Barreiros. No clássico sertanejo, o Petrolina foi melhor e bateu o Araripina por 3 a 1, no Chapadão do Araripe.

Resultados da 1ª rodada:

Araripina 1×3 Petrolina

Serrano 0x4 Belo Jardim

Íbis 2×1 Barreiros

Olinda 0x3 Vitória

Timbaúba 0x1 Ipojuca

Afogados 3×0 Flamengo

 

Do Globo Esporte.

Campeonato Pernambucano da Série A-2 inicia nesta quinta-feira (27) com seis jogos

Futebol JD

 

 

A disputa por um vaga na elite do futebol pernambucano terá início nesta quinta-feira. Doze equipes vão participar do Campeonato Pernambucano Sub-23 – que equivale a Série-A2 da competição. Seis jogos vão movimentar a primeira rodada, um será realizado às 15h e cinco serão realizados às 20h.

A competição estadual é dividida em dois grupos com seis times em cada. A Chave A é composta por Afogados, Araripina, Petrolina, Flamengo de Arcoverde, Belo Jardim e Serrano. Já o Grupo B é formado por Vitória, Timbaúba, Ipojuca, Íbis, Olinda e Barreiros.

Confira os confrontos da primeira rodada:

15h – Afogados da Ingazeira x Flamengo de Arcoverde (Estádio Vianão)

20h – Araripina x Petrolina (Estádio Chapadão do Araripe)

20h – Serrano x Belo Jardim (Estádio Nildo Pereira)

20h – Íbis x Barreiros (Estádio Paulo Petribu)

20h – Olinda x Vitória (Estádio Olindão)

20h – Timbaúba x Ipojuca A. Clube (Estádio Ferreira Lima)

 

Do Globo Esporte.

Árbitro cearense vai apitar a partida entre Serra Talhada e Campinense

 

Neste próximo domingo (30) a bola volta rolar pelo Grupo 3 da Série D do Brasileiro e, entre as partidas da chave, está o confronto entre Serra Talhada e Campinense, válido pela 8ª rodada do nacional. Para este jogo, a Confederação Brasileira de Futebol escalou o árbitro Leo Simão Holanda, do estado do Ceará, que faz parte do quadro dois da CBF.

Ele será auxiliado por Ricardo Chianca e Fabrício Leite, ambos de Pernambuco. Nesta competição, a CBF utiliza apenas o árbitro de outro estado, com os assistentes, o quarto árbitro e os assessores locais. O Cangaceiro é quarto colocado do grupo, com cinco pontos, enquanto a Raposa é a líder, com onze. O duelo entre pernambucanos e paraibanos será neste domingo, às 16h, no Estádio Pereirão.

 

arbitragem serra x campinense série d (Foto: Divulgação / CBF)

 

Do Globo Esporte.

Sport goleia o Bahia e avança às oitavas da Sul-Americana

Foto: André Nery/JC Imagem

 

O hábito por números que o futebol adquiriu após ganhar apoio de várias ciências – matemática e estatística brilhando – tira muito a visceralidade do espetáculo. Mas a noite desta quarta-feira (26) remotou às origens do jogo quando os futebolistas chegavam em casa cobertos de lama, cicatrizes e partes do corpo sangrando. Teve tudo isso na goleada do Sport por 4×1 em cima do Bahia, na Ilha do Retiro. Resultado que classificou os rubro-negros para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Hernane Brocador apanhou – resultou na expulsão de Thales – saiu mancando e fez dois gols. Rithely, Matheus Ferraz e Ferrugem sangraram. A vaga escorria pelos dedos quando saíram três gols em 13 minutos. De quebra, o jejum de oito jogos sem vitórias chegou ao fim. Azar mesmo só para quem não foi ao jogo. O épico teve o modesto público de 8.201.

A próxima fase terá um argentino pela frente. No primeiro confronto o Huracán goleou o Tigre, fora de casa, por 5×2.

O JOGO

Ainda que dentro de seu engessamento o Sport conseguiu ser mais perigoso no primeiro tempo. E leve-se na conta o talento de Diego Souza e a disposição de Maikon Leite, a dupla que infernizou o lado esquerdo baiano. Aos dez minutos, Maikon cruzou e Robson falhou. André ficou livre mas não contava com a inspiração de Douglas Pires, que fez milagre. Dois minutos antes ele já havia feito boa defesa em chute cruzado de Ferrugem.

O Bahia sabia que precisava fazer o Sport jogar no chutão e por isso mandou seu trio ofensivo lá para frente pressionar a saída de jogo. E sim, criou dificuldades, principalmente para sair com Renê e Marlone, praticamente anulados. Mas quando a bola recebia o carimbo de Diego Souza o campo clareava. Quando ia nos pés de Maikon Leite a zaga adversária sofria

Faltava apenas – se é que se pode usar essa palavra ao se referir ao único objetivo do jogo – acertar o gol. E ele esteve bem perto de chegar na reta final da etapa. Aos 37 Maikon Leite cruzou para André perder o domínio. Três minutos depois André saiu da área para servir Diego Souza. Cara a cara com o goleiro ele acertou o pé direito de Douglas. Maikon Leite repetiu a dose duas vezes nos acréscimos e a defesa levou a melhor.

Mas não podemos deixar de ressaltar que o Bahia também jogou. Numa dessas pressionadas na saída de bola, Biancucchi carimbou Durval. Souza fez boa jogada individual para chutar raspando a trave esquerda e Matheus Ferraz intercedeu bem duas vezes em cruzamentos rasteiros.

Na volta para o segundo tempo o time da casa veio de Élber no lugar de Marlone. Como o camisa 8 sempre brecava o jogo procurando o apoio de alguém do meio de campo o técnico Eduardo Baptista optou pela verticalidade do camisa 7. Mas o gol viria com sabor de fábula. Os rubro-negros usaram a maior arma de seus adversários para saltar na frente: a bola aérea. Aos seis minutos Diego Souza bateu falta na grande área e Rithely fez pouco caso dos 13 centímetros que o separam do zagueiro Robson (1,72m x 1,85m). Foi no segundo andar e cabeceou no canto esquerdo para fazer 1×0.

O gol não mudou a forma de jogar do Bahia. Manteve os três homens na saída de jogo do Sport para não se deixar pressionar. O time da Ilha é que mudou. Recuou seus volantes e deu o meio de campo para o Bahia trabalhar com tranquilidade. Sem correria, o Tricolor de Aço foi trocando passes até encontrar o espaço para o bote fatal.

E ele veio aos 28. Marlon lançou Tiago Real, que ajeitou para Maxi Biancucchi. O primo de Messi já havia aprontado em Salvador e repetiu a dose ao dominar, passar por Durval e chutar no canto esquerdo. Não teríamos mais pênaltis e o Sport ainda precisaria de dois gols.

ACABOU O CAÔ, O BROCADOR CHEGOU

Quem já estava em campo a essa altura era o Brocador e apenas dois minutos do empate baiano ele teve a chance no rebote do goleiro depois de uma bomba de Maikon Leite. Foi para fora.

Na segunda o centroavante não perdoou. Quase um replay do gol de Rithely, Diego Souza bateu falta na área e Durval cabeceou para a primeira Brocada na Ilha do Retiro. Ainda tinha tempo. E a defesa do Bahia que farrapara no primeiro tempo quando Douglas Pires salvou voltou a vacilar novamente. Gabriel não afastou a cobrança de lateral e Élber avançou até chutar na saída do goleiro e fazer o mágico 3×1 que garantia a classificação. Como o árbitro deu cinco minutos de acréscimo teve tempo para o gol de usura. Aos 49 Hernane recebeu sozinho na entrada da área. Caminhou, esperou a definição do goleiro e tocou por baixo. Fecha a conta: 4×1.

Ficha do jogo:

Sport: Magrão; Ferrugem (Wendel), Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely e Diego Souza; Maikon Leite, André (Hernane Brocador) e Marlone (Élber). Técnico: Eduardo Baptista.

Bahia: Douglas Pires; Thales, Robson, Jailton e Marlon; Pittoni, Souza e Gustavo Bianco (Tiago Real); Maxi Biancucchi, Kieza e Alexandro. Técnico: Sérgio Soares.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Roberto Tobar (Chile). Assistentes: Francisco Mondria e Claudio Rios (ambos do Chile). Gols: Rithely, aos seis; Maxi Biancucchi, aos 28; Élber, aos 40 Hernane Brocador, aos 36 e 49 do segundo. Cartões amarelos: André, Renê, Wendel, Róbson e Marlon. Expulsão: Thales. Cartões amarelos: André, Renê, Wendel, Róbson e Marlon. Expulsão: Thales. Renda: R$ 78.770. Público: 8.201.

 

Do Blog do Torcedor.

Copa Sul-Americana: Sport encara o Bahia para readquirir confiança

Foto:

 

 

Mais do que uma vaga na fase internacional, a terceira da Copa Sul-Americana, o Sport tem a missão de encontrar a vitória, ausente da Ilha do Retiro – e da Arena Pernambuco quando o time lá esteve – há oito partidas. Nessa lista entram Copa do Brasil e a própria Sula. O adversário é o Bahia, que venceu o primeiro confronto por 1×0 há uma semana, em Salvador, e se classifica com qualquer empate ou derrota por um gol de diferença caso balance as redes (2×1, 3×2, etc). Ao Sport resta fazer dois de diferença ou devolver o placar da Arena Fonte Nova e decidir nas cobranças de pênalti. O jogo está marcado para 22h.

A conotação de possibilidade de volta por cima que o jogo ganhou não mudou totalmente o discurso, mas as atitudes. Se na semana passada o técnico Eduardo Baptista usou um meio de campo totalmente novo, e parte do ataque, agora ele vai com o que tem de melhor. O goleiro Magrão, que está voltando de contusão, faz seu segundo jogo. Na lateral direita Ferrugem aparece no lugar de Samuel Xavier, suspenso por tomar o cartão vermelho.

CONFIANÇA

Ferrugem substituti Samuel Xavier, suspenso. Foto: Guga Matos/JC Imagem.

Como foi dito lá em cima que o discurso não mudou radicalmente, o técnico Eduardo Baptista não fala em prioridade. Ele já havia afirmado que era o Campeonato Brasileiro, mas usa a palavra confiança para rotular a partida. Temos a chance de voltar a vencer e de nos classificarmos para as oitavas de final da Sul-Americana. Se assim acontecer, vai aumentar a nossa confiança e nos dará tranquilidade para seguirmos forte no restante da temporada. Por isso, é um confronto tão importante”.

BATERIA ANTIAÉREA

Cinquenta e dois por cento. Esse é o percentual de gols resultantes de bola aérea tomados pelo Sport no Brasileirão. Na prática, 12 de 23. Não foi por acaso que o último treino teve um cuidado especial nesse tipo de jogada. “Temos que estar atentos contra o Bahia, pois eles têm bons cruzadores e bons cabeceadores. Como fechamos o nosso meio, os adversários estão apostando muito nas bolas aéreas contra nós. Conversamos para corrigir o posicionamento e evitar novos gols sofridos”, disse Eduardo.

O ADVERSÁRIO

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O Bahia pode ganhar o reforço do atacante Kieza, recuperado de uma entorse no tornozelo direito e do volante Yuri. Por outro lado ele não terá o lateral-direito Cicinho, com um estiramento na coxa esquerda. Ele seria uma opção, já que Sérgio deve repetir Hayner no setor.

Ficha do jogo:

Sport: Magrão; Ferrugem, Matheus Ferraz e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely e Diego Souza; Maikon Leite, André e Marlone. Técnico: Eduardo Baptista.

Bahia: Douglas Pires; Hayner, Robson, Jailton e Marlon; Wilson Pittoni, Souza, Gustavo Bianco e Rômulo; Maxi Biancucchi e Alexandro (Kieza). Técnico: Sérgio Soares.

Local: Ilha do Retiro. Horário: 22h. Árbitro: Roberto Tobar (Chile). Assistentes: Francisco Mondria e Claudio Rios (ambos do Chile).

Pernambucano Sub-23 estreia nesta quinta-feira (27)

Futebol JD

 

 

 

Faltam três dias para o início do Campeonato Pernambucano Sub-23. A primeira rodada acontece nesta quinta-feira (27), com 12 equipes na briga pelo acesso para a primeira divisão do Campeonato Pernambucano 2016.

A competição tem dois grupos com seis clubes cada. O Grupo A é formado por Afogados, Araripina, Petrolina, Flamengo de Arcoverde, Belo Jardim e Serrano. Já o Grupo B tem em sua composição o Vitória, Timbaúba, Ipojuca, Íbis, Olinda e Barreiros.

Confira abaixo a primeira rodada do campeonato:

Araripina x Petrolina (Chapadão do Araripe)

Afogados da Ingazeira x Flamengo de Arcoverde (Vianão)

Serrano x Belo Jardim (Nildo Pereira)

Íbis x Barreiros (Paulo Petribu)

Olinda x Vitória (Olindão)

Timbaúba x Ipojuca A. Clube (Ferreira Lima)

 

Da FPF-PE.

Após empate com o Coruripe, Serra se reapresenta com 2 atletas no DM

 

O elenco do Serra Talhada se reapresentou na manhã desta segunda-feira no Estádio Pereirão, após o empate em 2 a 2 com o Coruripe no último sábado, em jogo válido pela 7ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Os jogadores que não foram relacionados e os que jogaram menos de trinta minutos contra os alagoanos, fizeram um treino físico sob o comando do preparador Igor Tenório. Já os que participaram de grande parte do jogo, fizeram um trabalho regenerativo.

As baixas nos treinamentos desta segunda-feira foram as do meia Diogo e do atacante Dicco, ambos machucados. Vetado pelo Departamento Médico desde a semana passada, Diogo nem chegou a viajar com o grupo para Alagoas, enquanto Dicco saiu durante o jogo contra o Hulk, se queixando de um desconforto muscular.

Do Globo Esporte.

Confira a escala de arbitragem da 1ª rodada da Série A-2 do PE 2015

 

 

A Série A-2 do Campeonato Pernambucano 2015 (atualmente chamada de Sub-23) começa nesta quinta-feira, com seis partidas abrindo a 1ª rodada da competição.

E, para esses confrontos, a Federação Pernambucana de Futebol já escalou a arbitragem que será responsável por conduzir os duelos do Estadual. Nesta temporada o certame contará com 12 equipes, divididas em dois grupos e terá no calendário 19 datas.

Confira a escala completa:

Afogados x Flamengo                                        Araripina x Petrolina

Árbitro: Wanderley do Nascimento Pereira           Árbitro: Wagner Cabral

Assistente 1: Chales Rosas                                  Assistente 1: Fabrício Leite

Assistente 2: Gilson Braz                                      Assistente 2: Fernando Jr.

Serrano x Belo Jardim                                        Íbis x Barreiros

Árbitro: Gleydson Leite                                          Árbitro: Tiago N. dos Santos

Assistente 1: Marlon Rafael Oliveira                     Assistente 1: Wlademir Lins

Assistente 2: José D. Araújo                                 Assistente 2: Rafael Souza

Olinda x Vitória                                                   Timbaúba x Ipojuca

Árbitro: Luiz Cláudio Sobral                                  Árbitro: José Woshington da Silva

Assistente 1: Bruno César C. Vieira                     Assistente 1: Elan Vieira

Assistente 2: Cleberson Nascimento                    Assistente 2: Ricardo Chianca

Do Globo Esporte.

Com gol de pênalti polêmico, Salgueiro empata com América-RN em 1 a 1

 

Depois de dois empates seguidos, o Salgueiro entrou no gramado do Cornélio de Barros nesta segunda-feira, determinado a conseguir sua segunda vitória em casa na Série C, contra o América-RN. A equipe pressionou bastante o time potiguar e Rogério conseguiu marcar um gol de pênalti, aos 31 minutos do primeiro tempo, bastante contestado pelos jogadores do Mecão. Na volta do intervalo, a equipe pernambucana não teve fôlego para manter o mesmo ritmo. Já o América-RN, pressionou até garantir o empate com Bruno Farias, aos 37 minutos da segunda etapa. Placar final de 1 a 1. Com o resultado, o Salgueiro alcançou os 18 pontos e caiu para a 7ª colocação da tabela, enquanto o América-RN somou 21 pontos, para se manter na 4ª posição.

No próximo sábado, o Salgueiro vai ao Ceará enfrentar o Fortaleza, às 16 horas, no Castelão. Já o América-RN recebe o líder Vila Nova na Arena das Dunas, no próximo domingo, às 18 horas.

O JOGO

Com a expectativa de melhorar o desempenho nos jogos em casa, o Salgueiro chegou com tudo para o confronto contra o América-RN. Logo no primeiro tempo, a equipe deu trabalho aos visitantes, sobretudo ao goleiro Pantera, que precisou fazer milagre aos 16 minutos, quando Lessa cabeceou a bola direto para o gol. Enquanto o Carcará investia nas jogadas rápidas de contra-ataque, o Mecão tinha dificuldades em se organizar no meio de campo e criar jogadas mais ofensivas. A pressão pernambucana esbarrou na velha dificuldade nas finalizações. Até que aos 31 minutos o árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus marcou um pênalti para o Salgueiro, da disputa entre Judson e Paulinho Mossoró. A penalidade questionada pelo América-RN, foi revertida em gol, por Rogério. Os potiguares ainda tiveram uma boa chance aos 41 minutos, quando Zé Antônio quase marcou de cabeça, mas a primeira fase do jogo acabou mesmo com vantagem dos donos da casa.

Confira a classificação e a tabela da Série C

Na segunda etapa do jogo, o América-RN foi quem chegou determinado a reverter a história da partida e do placar. O resultado foi uma sucessão de ataques, que não encontravam o caminho do gol. Mas a insistência da equipe combinada com a entrada de Bruno Farias no lugar de Reis surtiu efeito aos 37 minutos. Foi o jogador recém chegado ao gramado que deu uma bela arrancada no meio de campo e chutou pela esquerda enganando o goleiro Luciano. Com o empate, o jogo que estava morno, ficou emocionante. Aos 44 minutos, Luciano saiu do gol e o América-RN quase virou o placar, mas a partida acabou mesmo no empate de 1 a 1.

 

Do Globo Esporte.