Moro começa a ouvir testemunhas de acusação em processo contra Lula

Lula JG (Foto: Reprodução: TV Globo)

 

 

 

 

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, começa a ouvir, a partir desta segunda-feira (21), as primeiras testemunhas de acusação do processo que tramita na Justiça Federal do Paraná contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ação envolve o caso da compra e reforma do tríplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. A audiência começa a partir das 14h.

As testemunhas que serão ouvidas nesta segunda são: o empresário Augusto Mendonça; os ex-dirigentes da Camargo Correa Dalton Avancini e Eduardo Leite e o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS). O juiz aceitou o pedido da defesa de Lula, que é réu nesta ação, e o dispensou de participar das audiências.

As oitivas referentes a este processo seguem até o dia 25 de novembro. Entre as outras testemunhas que serão ouvidas estão os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, além do ex-deputado Pedro Correa, o doleiro Alberto Youssef e o lobista Fernando Baiano.

Processo
Lula responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No dia 20 de setembro, Moro aceitou, na íntegra, a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Lula e outras sete pessoas. A denúncia abrange três contratos da OAS com a Petrobras e diz que R$ 3,7 milhões em propinas foram pagas a Lula.

A defesa de Lula questionou. “Essa decisão não surpreende, diante do histórico de violações às garantias fundamentais já ocorridas e praticadas por esse juiz de Curitiba”, disse Cristiano Zanin Martins, advogado do ex-presidente, em Nova York, onde participou de evento da Confederação Sindical Internacional.

No despacho em que anunciou as datas das audiências, Moro se manifestou sobre os diversos pedidos e alegações de Lula na defesa prévia. Em resumo, ele negou a possibilidade de suspender ou cancelar o processo. O juiz se negou ainda a analisar as afirmações de Lula sobre o mérito da ação, dizendo que isso será esclarecido ao longo do processo.

“Quanto às alegações de que as acusações seriam frívolas, fictícias, político-partidária, fundamentalistas ou que haveria ‘lawfare’ contra o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre outras, trata-se igualmente de questões de mérito revestidas de excesso retórico. Não cabe, reitere-se, análise de mérito nessa fase”, disse Moro.

A denúncia contra Lula
Ao denunciar o ex-presidente, os procuradores da força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba, citaram três contratos da OAS com a Petrobras e disseram que R$ 3,7 milhões foram pagos a Lula como propina. Além disso, afirmaram que a propina se deu por meio da reserva e reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, e do custeio do armazenamento de seus bens.

De acordo com a Polícia Federal (PF), a OAS pagou por cinco anos (entre 2011 e 2016) R$ 21,5 mil mensais para que bens do ex-presidente ficassem guardados em depósito da empresa Granero. Os pagamentos totalizam R$ 1,3 milhão.

Ao aceitar a denúncia, Moro disse que o MPF não “imputou, ao contrário do que se esperaria da narrativa, o crime de associação criminosa” ao ex-presidente. Isso porque há investigação a respeito no Supremo Tribunal Federal (STF). “Os fatos, porém, não foram descritos gratuitamente [pelo MPF], sendo necessários para a caracterização das vantagens materiais supostamente concedidas pelo grupo OAS ao ex-presidente como propinas em crimes de corrupção — e não meros presentes”.

Moro também ressaltou, por ora, que não há conclusões sobre os crimes. “Juízo de admissibilidade da denúncia não significa juízo conclusivo quanto à presença da responsabilidade criminal”, disse o juiz Sérgio Moro no despacho. “O processo é, portanto, uma oportunidade para ambas as partes”, escreveu. (G1)

Prisão de Sérgio Cabral abala o Planalto por mirar no PMDB

Resultado de imagem para Prisão de Sérgio Cabral
A prisão do ex-governador do Rio Sérgio Cabral provocou no Planalto a sensação de que a Lava Jato agora mira no PMDB e pode chegar muito perto de auxiliares do presidente Michel Temer. O receio do governo é mais com o que está por vir – na esteira da delação do empresário Marcelo Odebrecht, preso desde junho de 2015 em Curitiba – do que com o que foi revelado até hoje pelos investigadores.
Embora Cabral não seja do grupo político de Temer, sempre foi um nome de peso no PMDB. Causa apreensão no Planalto, ainda, a proximidade do ex-governador com o secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, e também com Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio e pai do ministro do Esporte, Leonardo Picciani.
O porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, afirmou que Temer confia plenamente em Moreira, outro ex-governador do Rio. Antes mesmo de ser preso, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) repetiu que Moreira “não resiste” a uma investigação. Questionado sobre a prisão de Cabral, Moreira não quis comentar o assunto.
Truculência
A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgaram nota nesta quinta-feira, 17, criticando a “truculência” de agentes da Polícia Federal contra repórteres da TV Globo e da GloboNews que cobriam a prisão de Sérgio Cabral.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Falta de quórum faz sessão de julgamento de contas do ex-prefeito de Serra Talhada ser adiada

Resultado de imagem para Carlos Evandro

 

 

 

 

Por falta que quórum, a sessão ordinária dessa segunda-feira (14) na Câmara de Vereadores de Serra Talhada teve um desfecho inesperado. As contas do exercício financeiro do ex-prefeito Carlos Evandro (PSB), onde a Corte de Contas de Pernambuco recomenda à rejeição e a devolução de mais de R$ 370 mil não foram julgadas.

Dos 15 parlamentares, apenas 9 compareceram a sessão ordinária desta segunda-feira (14). Os faltosos foram: Vera Gama (PHS), Leirson Magalhães (PSB), Dedinha Inácio (PR), Dr. Gilson Pereira (PROS), Márcio Oliveira (PSD) e Edmundo Gaia (PSD).

 

De Júnior Campos

Disputa pela paternidade do GTA, esquenta clima entre os vereadores de Serra Talhada

 

 

 

O clima esquentou durante sessão ordinária realizada nesta segunda-feira (07), na Câmara de Vereadores de Serra Talhada.

Último a usar a tribuna, o líder do governo Manoel enfermeiro do PT, ao estender a pauta sobre a instalação do GTA – Grupamento Tática Aéreo em Serra Talhada defendeu a união de forças para garantir a instalação do reforço policial na cidade.

Manoel embalou o discurso, destacando a boa vontade do prefeito Luciano Duque, chegando a dizer que Luciano “deve ser o pai”, que Sebastião “quer ser o governador, mas é padin”.

E ainda completou em alto tom: “Ele vem dizer aqui que o prefeito Luciano Duque, e o senhor deputado Augusto César é oposição, e não vai trazer. Olha pra onde esse cidadão vai…essa picuinha”.

A fala de Manoel (PT) inquietou os vereadores de oposição, Vera Gama (PR) e Gilson Pereira do PROS, que saíram em defesa do deputado federal licenciado.

“Nós tivemos com Sebastião Oliveira, e quarta-feira tem uma reunião, o padrinho é todo mundo, tem que botar na cabeça também, viu”, rebateu Vera, que ainda denunciou que os vereadores da oposição não tem direito a saúde e educação.

Sem dá trégua, o líder do governo devolveu: “A senhora já esteve na oposição, isso é dor de cotovelo”. Neste momento, o embate pegou fogo.

Já Gilson Pereira (PROS) voltou a criticar o PT – Partido dos trabalhadores e foi rebatido pelo líder do governo.

“Manoel Enfermeiro, por favor. Vocês com tanto poder, a gente está esperando vocês trazer tudo pra cá, o PT é tudo”, cutucou.

A fala de Gilson acabou causando uma inquietação desenfreada em Manoel que respondeu:

“Deixa o PT pra lá, já passou a política… o senhor é apaixonado pelo PT, todo dia o senhor fala do PT […]. Eu não sei que diabo o senhor tem, fala de Temer, fala de todo mundo. Quem é bom pra o senhor me diga? Só Jesus Cristo se descer! O senhor queria que Dilma saísse, ela saiu e agora está falando de Temer […], o que é que senhor quer me explique pelo amor de Deus”, disparou Manoel arrancando gargalhadas do público.

Confira:

 

De Júnior Campos

CPRH resgata 60 pássaros silvestres e evita desmatamento no Sertão de PE

Aves foram resgatadas e materiais foram apreendidos pela CPRH (Foto: Divulgação/CPRH)

 

 

 

Sessenta pássaros silvestres que estavam presos foram resgatados pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco. De acordo com a assessoria, 42 aves foram soltas na natureza, enquanto as outras 18 estavam com muito tempo de cativeiro e foram encaminhadas para uma base de apoio em Buíque. O resgate ocorreu na quarta-feira (26) mas só foi divulgado nesta terça-feira (1º)

Ainda segundo a assessoria, com o apoio da Polícia Militar também foi evitado o desmatamento de uma área com três hectares de vegetação da caatinga em Sertânia. No local, foram apreendidos quatro motosserras, cinco machados e 11 foices. O proprietário da área não foi localizado e pode ser multado em até R$ 99 mil, conforme informou a CPRH.

“Libertamos a maioria dos pássaros, já que estavam em condições de sobreviverem na natureza, e recolhemos os alçapões. Eles agora serão usados em campanhas educativas”, explicou o engenheiro florestal Thiago Costa Lima, integrante da equipe da CPRH. (G1)

Motosserras, machados e foices foram apreendidos (Foto: Divulgação/CPRH)

Bancários registram 190 ataques contra bancos em Pernambuco

Agência do Santander do Cabo ficou destruída com explosão (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

 

 

 

 

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco divulgou um levantamento que revela que 190 ações violentas foram cometidas contra agências bancárias e caixas eletrônicos no estado entre 1º de janeiro e 27 de outubro deste ano. O mapeamento tem como base dados reunidos pela entidade através dos bancos, do Sindicato dos Vigilantes e da Secretaria de Defesa Social (SDS-PE).

De acordo com o levantamento dos bancários de Pernambuco, desde o início de 2016, foram registrados 12 assaltos, cinco sequestros, 27 explosões e 13 arrombamentos de agências das instituições financeiras. Nos terminais de autoatendimento instalados fora das agências, foram 128 ataques, além de cinco explosões de carros-fortes.

O secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Bancários, João Rufino, informou que alguns dados, como o número de ações contra caixas eletrônicos externos, foram disponibilizados pela SDS-PE. No entanto, a metodologia da Secretaria para reunir e divulgar essas informações é distinta, pois se baseia nos boletins de ocorrência registrados.

Segundo a assessoria da SDS-PE, o número de ocorrências de roubo a agências bancárias, somando as consumadas e as tentativas, caiu pela metade em relação ao ano passado. De janeiro a setembro de 2016, foram registrados 19 roubos e, no mesmo período de 2015, foram 38 registros.

Das ocorrências de roubo e furto a terminais de autoatendimento, o dado foi detalhado. Com uso de explosivo, foram 40 registros entre janeiro e setembro de 2016, um pouco maior que o observado no mesmo período do ano anterior, com 34 ocorrências. No total, em 2015, foram registradas 184 “ocorrências tentadas e consumadas”, que englobam roubo e furto a banco, roubo e furto a caixa eletrônico e roubo e furto a caixa forte. A Secretaria não divulgou o número parcial de 2016.

A SDS ainda informou que a Polícia Civil desarticulou, entre janeiro e setembro deste ano, 12 quadrilhas de crimes contra instituições financeiras e prendeu 80 pessoas envolvidas em ações com maçarico,  explosivos, por roubo a banco,  assalto a carro forte e ‘pescaria’, quando os criminosos avariam a boca do caixa eletrônico e usam um equipamento tipo anzol para pegar envelopes de dinheiro. (G1)

Geraldo Julio, do PSB, é reeleito prefeito do Recife

Resultado de imagem para Geraldo Júlio é reeleito

 

 

 

Geraldo Julio, PSB, foi reeleito nesse domingo (30) prefeito do Recife para os próximos quatro anos. O resultado saiu às 18h39, com 89% das urnas apuradas. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), com 100% das urnas apuradas, Geraldo Julio teve 528.335 votos, o que representa 61,3% dos votos válidos. O vice-prefeito segue sendo Luciano Siqueira (PCdoB).

João Paulo (PT) teve 333.516 votos, o que representa 38,70% dos votos válidos. Dos 971.963 votos, foram 33.589 (3,46%) brancos, 76.523 (7,87%) nulos e 147.282 (13,16%) abstenções, segundo o TRE-PE.

O prefeito reeleito apontou que não recebe a vitória como uma premiação. “Sinto como uma responsabilidade muito maior, pois as pessoas que nos deram essa vitória querem que trabalhemos ainda mais nos próximos quatro anos.Tenho a convicção de que essa vitória é o sonho que os recifenses queriam. Estou aqui para combater as desigualdades e gerar oportunidades para quem não tem. E para cuidar daqueles que mais precisam”, afirmou Geraldo Julio.

Em coletiva concedida na noite deste domingo, João Paulo agradeceu o apoio recebido ao longo da campanha. “Essa foi uma grande vitória política num momento de golpe que estamos vivendo. Nós resistimos a um golpe. Nunca vi o partido tão unido como agora. Ele está unificado com a militância e os aliados”, declarou.

Geraldo Julio nasceu em 19 de março de 1971, no Recife. Formado em administração, é casado e tem três filhos. Ingressou no Tribunal de Contas do Estado em 1992, por meio de concurso público. Em 2000 e 2001 foi diretor de planejamento da Secretaria de Administração da Prefeitura do Recife.

Entre 2002 e 2003, foi secretário da Fazenda da Prefeitura de Petrolina. Em 2005 e 2006 atuou no Ministério da Ciência e Tecnologia. Em 2007, assumiu a Secretaria de Planejamento e Gestão. Em 2011, assumiu a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e a presidência do Porto de Suape. O cargo de prefeito do Recife foi o primeiro eletivo disputado por ele.

Entre as principais propostas de Geraldo Julio, apresentadas durante a campanha de 2016, estão a construção do Hospital do Idoso, novas Upinhas, a criação de novos centros da Paz (Compaz), a ampliação das faixas exclusivas de ônibus e a climatização de 47% das salas de aula, além de fazer o calçamento de 480 ruas da cidade e mais 270 quilômetro de calçadas no Recife.

Geraldo Julio disputou o segundo turno com João Paulo (PT). Na votação do 1º turno, com 100% dos votos apurados, Geraldo teve 430.997 votos, o que corresponde a 49,34% dos votos válidos.  João Paulo recebeu 207.529 votos, o equivalente a 23,76%. Na ocasião, o terceiro colocado foi Daniel Coelho (PSDB), com 162.356 votos, ou 18,59%.

O segundo turno foi marcado por trocas de acusações entre os candidatos do PSB e PT. Enquanto João Paulo afirmou que o atual prefeito do Recife era ingrato e não reconhecia o trabalho feito pelas gestões petistas e as verbas vindas do governo federal, Geraldo Julio apontava que o candidato petista estava “colocando gosto ruim” nas obras socialistas.

Veja o resultado final da eleição:
Geraldo Julio (PSB): 61,3% (528.335 votos)
João Paulo (PT): 38,70% (333.516 votos)
Brancos 3,46% (33.589 votos)
Nulos 7,87% (76.523 votos)
Votos válidos 88,67% (861.851 votos)
Total de votos 971.963
Abstenções 13,16% (147.282)

 

Do G1

Raquel Lyra, do PSDB, é eleita prefeita de Caruaru no 2º turno das eleições

Resultado de imagem para Raquel Lyra, do PSDB, é eleita prefeita de Caruaru no 2º turno das eleições

 

 

 

Raquel Lyra, do PSDB, foi eleita prefeita de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, nesse domingo (30). A tucana será a primeira mulher a assumir a gestão do município. Raquel venceu Tony Gel, do PMDB, que foi prefeito de Caruaru entre 2000 e 2008.
(Veja a apuração completa do segundo turno em Caruaru)

Segundo a Justiça Eleitoral, Raquel recebeu 93.803 votos, o que corresponde a 53,15% dos votos válidos (excluindo brancos e nulos). Tony teve 82.679 votos, o que equivale a 46,85%. A gestão dela começa em janeiro de 2017. O vice-prefeito é Rodrigo Pinheiro, também do PSDB.

Foram registrados, segundo o Tribunal Superior Eleitoral, 2.891 votos brancos (1,55%), 7.491 votos nulos (3,99%) e 23.073 abstenções (10,99%). Caruaru tem um total de 209.897 eleitores aptos a votar.

Campanha
No primeiro turno, Raquel teve 44.776 votos, o que corresponde a 26,08% dos votos válidos (excluindo brancos e nulos). Tony recebeu 63.697 votos, o que equivale a 37,10%. O Delegado Lessa (PR) ficou em terceiro, com 23,94% dos votos. A votação referente ao primeiro turno nas Eleições 2016 ocorreu das 8h às 17h do domingo (2).

No segundo turno, a campanha foi marcada por troca de farpas entre os candidatos. As polêmicas foram sobre o histórico político da família de Raquel Lyra, cujo pai, João Lyra Neto, já foi governador de Pernambuco e prefeito de Caruaru. Sobre Tony Gel, as polêmicas foram sobre as gestões anteriores do candidato, que já foi prefeito e vereador de Caruaru.

‘Desafio é maior’
Após o resultado, Raquel Lyra agradeceu os votos. “Minhas palavras são de gratidão ao povo de Caruaru que acreditou que a gente, pode sim, representar um projeto de renovação política. Uma gestão democrática e participativa de verdade”. Ela também disse que quer ser prefeita de “todos os caruaruenses e não vamos distinguir cores partidárias”

A prefeita eleita afirmou que a gestão será um “desafio maior”. “Vamos melhorar a vida das pessoas onde elas vivem e para isso nós iremos contar com todos vocês. O desafio é muito maior, eu termino a campanha com a oportunidade de ser a primeira mulher prefeita de Caruaru. O meu compromisso, o meu trabalho vai ser muito mais pesado durante o nosso mandato, do que foi durante a campanha”.

Tony Gel se diz surpreso
O candidato do PMDB que foi derrotado neste domingo, disse que reconhece o resultado das urnas. “Estou muito surpreso, porque todas as pesquisas falharam. Isso é uma coisa que a gente tem que lamentar, todas erraram. Surpreso estou com a minha pesquisa interna, que dizia que eu seria vitorioso. [Foi] uma campanha limpa, bonita e, de repente, o povo não entendeu a minha mensagem. Eu tenho que descobrir o que houve, não tenho nada a contestar sobre o resultado, apenas estou surpreso, a cidade está surpresa”, disse.

Ele também falou que vai cobrar da nova prefeita as promessas feitas durante a campanha. “Declaro que todos nós estaremos vigilantes. Que ela possa cumprir todas as promessas, inclusive das oito mil vagas de creche, que foi uma proposta muito forte. A gente vai cobrar. Quero o melhor para Caruaru e para o nosso povo”.

Tony Gel disse em entrevista à Globo FM que tentou ligar para Raquel Lyra após o resultado. “Liguei duas vezes, mas só chamou. Liguei pra parabenizar e desejar muito sucesso na gestão dela. Estou pronto para outras batalhas, agradeço ao povo de Caruaru.Agora é descansar. Que a minha colega comemore, ela tem todo o direito de comemorar”.

Perfil
Raquel Lyra nasceu no Recife em 2 de dezembro de 1978. A tucana é casada e tem dois filhos. Ela é formada em direito, atuou como delegada da Polícia Federal até 2005. Já foi eleita deputada estadual por duas vezes e foi também secretária da Criança e da Juventude (SCJ).

Veja abaixo as propostas de Raquel para 10 assuntos selecionados pelo G1:

Educação
Vamos investir na escola de tempo integral, reconhecendo sua importância para o desenvolvimento dos alunos, com um modelo pedagógico de qualidade. Nosso compromisso é implantar quatro novas escolas em tempo integral no primeiro ano de governo.

Lazer
Caruaru necessita de uma política pública que promova a realização de atividades de esporte e lazer nas escolas, nos equipamentos de esporte, nas praças e ruas, tanto da zona urbana quanto da rural, visando à melhoria da qualidade de vida da população.

Saúde
Atendimento de 100% da população usuária do SUS através do programa Saúde da Família, vamos implantar 8 novas unidades de saúde – AME Caruaru. A população da zona rural terá o transporte e oftalmologia e odontologia estará presente nas escolas da rede municipal e nas comunidades.

Meio ambiente
Elaboração do plano diretor de saneamento básico, intervenções nos canais e cursos d’água, otimizar a implantação do Programa de Saneamento Ambiental – PSA Ipojuca por meio de convênio, implantação de estações de tratamento de esgoto, de pequeno porte, na zona rural.

Turismo
Instituir um calendário de eventos culturais e de negócios, projetos que permitam fortalecer ecoturismo e o turismo rural, fortalecimento da a identidade cultural e desenvolver o potencial turístico de Caruaru e seus valores, gerando trabalho e renda através da economia criativa.

Mobilidade urbana
Elaboração do Plano de Mobilidade Urbana, com transparência e participação. Conectar a cidade através de obras viárias e transporte público de qualidade. Construção da Via Parque, na linha férrea. Remodelar os terminais e mais obras de pavimentação e drenagem, com manutenção.

Iluminação
Implantar o programa Ilumina Caruaru com cobertura de 100% da iluminação pública urbana e rural melhorando a infraestrutura e a segurança de todos os cidadãos, inclusive com substituição por lâmpadas LED, dependendo da viabilidade técnica.

Abastecimento
Parcerias com a concessionária, expandindo o serviço para as localidades que não possuem rede de distribuição. Ampliação da capacidade de armazenamento de água de barragens e pequenas redes de abastecimento de água interligando as barragens locais aos reservatórios elevados.

Infraestrutura
Articular ações com entes públicos e privados para reforma do Aeroporto Oscar Laranjeira, na cidade de Caruaru, favorecendo a conexão da capital do Agreste com o contexto regional e nacional.

Economia
Fortalecer o Polo de Confecção e transferência da Feira da Sulanca de forma gratuita para o sulanqueiro que não pode pagar. Diversificar a economia por meio de estímulo a novas atividades econômicas. Fomentar as feiras livres da cidade e investir na economia criativa.

Veja o resultado das eleições:
– Raquel Lyra (PSDB): 53,15% (93.803 votos)
Tony Gel (PMDB): 46,85% (82.679 votos)
– Votos brancos: 1,55% (2.891)
– Votos nulos: 3,99% (7.491)
– Abstenções: 23.073 (10,99%)

 

Do G1

Lula lidera em todos os cenários de 1º turno para 2018, diz pesquisa

Resultado de imagem para Lula lidera todos os cenários de 1º turno para 2018, diz pesquisa

 

 

 

 

A 132ª Pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta quarta-feira, 19, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a liderança do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na intenção de voto para eleição presidencial de 2018, tanto na intenção espontânea quanto na intenção de voto estimulada nos cenários para o primeiro turno.

Na intenção de voto espontânea, Lula é favorito para 11,4% dos entrevistados, seguido por Jair Bolsonaro (PSC), com 3,3%, e Aécio Neves, com 3,1%.

O presidente da República, Michel Temer, aparece em quarto lugar, com 3% das intenções espontâneas de voto; e Marina Silva (Rede), em quinto, com 2,4%.

No cenário 1, em que a pesquisa apresentou aos entrevistados como candidatos Lula, Aécio, Marina Silva, Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro, Temer, Lula aparece em primeiro, com 24,8% das intenções de voto, seguido por Aécio Neves, com 15,7% e Marina Silva, com 13,3%.

Em um cenário 2, com Lula, Marina, Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Temer, novamente Lula aparece em primeiro, com 25,3% das intenções de voto, seguido por Marina, com 14% e Alckmin, com 13,4%.

No terceiro cenário, que teria como candidatos Lula, Aécio, Marina, Bolsonaro, o petista, mais uma vez, ficou na liderança. O ex-presidente da República teria 27,6%, seguido por Aécio, com 18,9%, Marina com 16,5% e Bolsonaro com 7,9%.

2º turno

O levantamento aponta, porém, desvantagem para Lula nas disputas de segundo turno com Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (Rede).

A pesquisa trabalhou com vários cenários. Num primeiro que teria Aécio e Lula na disputa, a eleição seria vencida por Aécio, com 37,1% dos votos, contra 33,8% de Lula. Outros 23,7% seriam votos brancos e nulos e a pesquisa ainda aponta 5,4% de indecisos.

Numa disputa entre Aécio e Temer, o tucano venceria o segundo turno, com 38,2% dos votos contra 16,4%.

Se o segundo turno tivesse como candidatos Aécio e Marina Silva, o senador do PSDB também seria vitorioso, com 35,4%, e Marina ficaria com 29,5% dos votos.

Numa disputa entre Lula e Temer, o petista ganharia o segundo turno, com 37,3%, ante 28,5% de Temer.

O levantamento ainda ouviu os entrevistados sobre a possibilidade de um segundo turno disputado entre Marina e Temer, onde Marina seria vitoriosa com 38,1% dos votos, ante 23,7% de Temer.

No cenário disputado entre Marina e Lula, Marina teria 35,8% dos votos e Lula ficaria com 33,2%.

Para 80,3% dos entrevistados, não faz diferença se o presidente da República é homem ou mulher. Já 13% preferem um presidente homem e 5,7%, uma mulher.

A pesquisa CNT/MDA foi realizada de 13 a 16 de outubro. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Fonte: Estadão

Nome de Irlando Parabólicas é fato novo na corrida para Assembleia Legislativa de Pernambuco

Irlando Parabólicas

 

 

 

 

Por Anchieta Santos

Com Ângelo Ferreira eleito prefeito de Sertânia, o PSB da região dos sertões do Pajeú e Moxotó ficará sem representante na Assembleia Legislativa a partir de janeiro de 2017.

Ângelo votado em cidades como Tuparetama, Brejinho, Itapetim e Ingazeira, já tentou preparar o terreno para o estadual Diogo Moraes.

O geólogo Gilberto Rodrigues, histórico socialista, mandou um recado dizendo que pela força que tem, o Pajeú não vai precisar importar nomes de fora.

Pelo destaque como gestor de Afogados e a visibilidade dada a Amupe o Prefeito Jose Patriota tem o nome lembrado com uma dúvida, Estadual ou federal? – ele chama de precipitação quem aborda o assunto.

O fato novo sobre o tema vem de Santa Cruz da Baixa Verde, onde o Presidente do PSB Irlando Parabólicas anuncia que será candidato a deputado em 2018.

No pleito municipal Irlando e o PSB apoiaram a candidata Dra. Ildete (PR) que perdeu a eleição para o prefeito Tássio Bezerra (PTB), reeleito.