Compesa comunica novos problemas na Adutora do Pajeú e desabastecimento parcial de água em Serra Talhada

ilheus-embasa-nao-explica-rodizio-reclamacoes-podem-ser-registradas-na-ouvidoria-geral

 

 

 

A Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento), enviou uma  nota  informando problemas elétricos na captação da Adutora do Pajeú, no município de Floresta, o que acarretará no desabastecimento de água em alguns bairros de Serra talhada. Na nota a Companhia não especifica os bairros.

Leia abaixo na íntegra a nota da Compesa:

Serra Talhada, 23 de fevereiro de 2017.

Prezados

Comunicamos que desde as 13 horas de hoje, ocorreu problemas elétricos na captação da Adutora do Pajeú em Floresta, na qual acarretará no desabastecimento de água em alguns bairros da Cidade de Serra Talhada. Após solução do problema o abastecimento de água será normalizado gradativamente.

Antecipadamente agradecemos à atenção e nos colocamos a disposição para qualquer esclarecimento.

Atenciosamente,

 

Via Caderno 1

Sem a Transnordestina, polo gesseiro de Pernambuco enfrenta dificuldades com transporte

materia-3-2

Maior produtor de gesso do Brasil, responsável por mais de 90% da produção nacional, o polo gesseiro de Araripina, que fica no sertão de Pernambuco e abrange cinco municípios, vislumbrou na ferrovia Transnordestina uma chance de ouro. A ferrovia não veio, fábricas fecharam as portas e muitas sobrevivem sob o manto da ilegalidade.

A redução no frete, que hoje custa de duas a quatro vezes mais do que a matéria-prima, ampliaria a competitividade das empresas pernambucanas no mercado brasileiro e internacional. No pico da obra, em 2010, dezenas de novas empresas foram criadas. Muitas fecharam.

A região tem 39 minas de gipsita, minério do qual é feito o gesso. Em apenas uma dessas minas, há gipsita suficiente para pelo menos 200 anos de exploração. São mais de 700 indústrias de pré-moldados e 140 calcinadoras, fábricas que transformam a pedra em pó. Mais de 13 mil pessoas vivem diretamente do gesso.

Mas nem toda matemática favorece o polo gesseiro. Uma tonelada de gipsita custa em média R$ 22. A mesma medida do gesso em pó vale R$ 150. “O frete rodoviário chega a custar R$ 200 por tonelada”, salienta o empresário Josias Inojosa Filho, ex-presidente do Sindicato da Indústria do Gesso (Sindusgesso).

Os números também explicam os benefícios que a Transnordestina poderia trazer. Para se ter ideia, um vagão transporta em torno de 100 toneladas, em média cinco vezes mais que um caminhão. Cada locomotiva leva cerca de 20 vagões. Além de aumentar a capacidade de escoamento, o frete ferroviário custa um terço do rodoviário.

“O frete é um fator limitante, sobretudo quando se fala em mercado internacional e competitividade. As grandes empresas do Sudeste e Centro-oeste do Brasil preferem importar a gipsita da Espanha do que comprar da gente. Ou seja, um produto que vem de navio do outro lado do mundo sai mais barato que o vendido aqui. A Transnordestina ajudaria a mudar esse cenário”, avalia Inojosa.

O caminhoneiro Luciano Jesus da Silva é exemplo do quanto o frete rodoviário dificulta a economia. A bordo de um caminhão de 52 toneladas, esperava o veículo ser carregado com gesso para levar o produto até Canoas, no Rio Grande do Sul, uma viagem de mais de 3,5 mil quilômetros, que duraria cerca de uma semana.

“A viagem é longa e cansativa, as estradas são ruins e, se um pneu fura, complica tudo. A gente trabalha com uma margem mínima de lucro”, pondera. (G1)

galeria-14

Na frente de Temer, Duque elogia Dilma e Lula por IF e Transposição

Resultado de imagem para Michel Temer na inauguração do IF Sertão em Serra Talhada

 

 

 

Durante o ato de entrega do IF-Sertão, nesta segunda (30), o prefeito Luciano Duque do PT, na presença do Presidente da República, Michel Temer (PMDB), iniciou o discurso ressaltando que o equipamento foi erguido, em um terreno doado pelo o seu pai, o empresário João Duque.

 Após o registro, o prefeito anfitrião voltou a repetir que Serra Talhada, acaba se consolidando em um polo de educacional da região, lembrando que a cidade já oferta curso de odontologia pela FIS – Faculdade de Integração do Sertão, o pioneirismo na implantação do curso de magistério pela FAFOPST – Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada e a instalação do UFRPE – Universidade Federal de Pernambuco.

“Serra Talhada se reafirma como um polo regional por meio de empreendimento público ou privado. A Juventude vai encontrar em sua terra um futuro promissor”, destacou.

Duque ainda listou ações entregues na sua primeira gestão, ainda no governo Dilma, como a entrega de 15 Unidades de Saúde da Família, 4 creches, escola de 12 salas e calçamentos. O que ele classificou de “um arco divisor na história de nossa cidade”, e ainda lembrou-se de Eduardo Campos.

Luciano Duque teceu elogios a Mendonça Filho, Ministro da Educação afirmando tratar-se de alguém  “comprometido com a educação” e agradeceu a Dilma pela o início da obra do IF- Sertão, momento em que foi bastante aplaudido. Também creditou à ex-presidente a Transposição e Adutora do Pajeú. “Graças a presidente Dilma e ao presidente Lula , a adutora trouxe  água para sertão, que vai melhorar sobre maneira a vida do nosso povo”.

Duque também agradeceu a Paulo Câmara  e ao Secretário de Transportes, Sebastião Oliveira (PR) pelos recursos liberados e pelo esforço para garantir o aeroporto de Serra Talhada. Duque aproveitou para convidar o presidente Temer para inauguração do equipamento.

Ao reforçar a parceria com o Governo Federal, o prefeito seguiu destacando a conquista da  TV Cidadania, “com a marca do governo Michel Temer”. Luciano finalizou o discurso solicitando ao presidente recursos para construção Hospital Regional e pedindo a liberação de milho junto a Conab – Companhia Nacional da Abastecimento, para socorrer os animais.

Com reprodução de Júnior Campos

Mulher de 29 anos é espancada em Serra Talhada, no Sertão de PE

agressao-mulher

 

 

 

Uma mulher de 29 anos foi agredida com socos e chutes por um homem de identidade não revelada pela PM na noite dessa sexta-feira (27), na Avenida Triunfo em Serra Talhada-PE.

Policiais Militares do Trânsito foram acionados para atender uma ocorrência de violência doméstica. Chegando ao local, a vítima já havia sido socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Que informou que o imputado a agrediu com socos e chutes.

A vítima foi encaminhada à DPC local e o imputado não foi localizado.

Sindicato aponta que 30% das cidades de Pernambuco foram alvo de crimes em bancos

whatsapp_image_2016-12-14_at_10.47.58_1 (1)

 

 

 

 

O Sindicato dos Bancários de Pernambuco divulgou, nessa sexta-feira (20), um balanço das ações criminosas praticadas contra instituições financeiras em 2016. O documento revela que ocorreram, entre janeiro e dezembro, 346 casos de violência em 56 dos 184 municípios pernambucanos. Isso equivale a 30,43% do total de cidades.

O levantamento aponta para 250 arrombamentos e explosões, sendo 176 em locais como mercados e postos de gasolina. O documento revela, ainda, que o Agreste foi a área mais atingida pelas ações. Ao todo, 29 cidades que registraram ações violentas ficam na região. Isso significa 51% do universo afetado.

Em seguida, aparecem a Região Metropolitana do Recife e o Sertão, com nove cidades relacionadas a crimes em 2016, ou 9% do universo atingido. Na Zona da Mata, também foram nove municípios prejudicados.

Por causa do medo das investidas, a entidade notificou 51 casos de doenças psíquicas e oito trabalhadores acabaram sendo afastados por problemas relacionados a essa onda de criminalidade no estado.

O levantamento foi apresentado nesta sexta-feira (20). O sindicato detalhou os dados e mostrou que ocorreram em Pernambuco 46 explosões em agências bancárias. Contra os Correios, foram 28 arrombamentos. Houve 16 sequestros, sendo cinco de funcionários de bancos e 11 de servidores dos Correios. O sindicato também notificou 10 assaltos e explosões a carros-fortes.

Nas ações, de acordo com a entidade, os bandidos levaram 404 equipamentos. Ao todo, eram 174 armas, 204 projéteis e cartuchos, além de 26 coletes balísticos.

Medidas sugeridas

Durante a coletiva, os bancários pernambucanos também apresentaram algumas considerações sobre o que deve ser feito pelas autoridades para combater a onda de crimes e evitar novas ocorrências. Para a entidade, uma série de medidas deveria ser adotada pelas instituições e pelos governos.

Entre as ações, o sindicato defende o aumento do efetivo de policiais nas cidades do interior, compartilhamento de dados entre as polícias, secretarias da área de segurança e justiça, além do poder Judiciário. Também pede uniformiformização de levantamento de dados e informações, que ficariam à disposição das polícias federal e estaduais.

Resposta da Polícia Civil

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que tem adotado uma série de medidas para combater roubos e furtos a bancos, como a ampliação do número de profissionais para cobrir todo o estado. Em novembro de 2016, as três equipes responsáveis por essas investigações subiram para sete. A entidade também alegou ter mantido reuniões com os bancos para que as instituições possam adotar estruturas de segurança adequadas para inibir a ação das quadrilhas.

No período entre janeiro e dezembro de 2016, a Polícia contabilizou 101 ações com o uso de explosivos, referentes a arrombamentos a caixas, cobres e baterias. Desse total, 68 foram consumadas e outras 33 foram tentativas de assalto.

A Polícia também afirmou ter desarticulado, no mesmo período, 15 quadrilhas e prendido 110 criminosos envolvidos em ações com maçaricos, explosivos e assaltos a carro forte. Ainda em 2016, 322 suspeitos foram indiciados e 102 inquéritos foram encaminhados à Justiça. (G1)

Segundo Climatempo, Nordeste terá mais chuvas

SERRA TALHADA NUBLADA

 

 

 

A umidade mais elevada e o forte calor têm favorecido as pancadas de chuva sobre o interior do Maranhão e do Piauí desde o início da semana. As áreas de instabilidade também voltaram a crescer sobre o interior do Ceará e até da Paraíba possibilitando a ocorrência de chuva. Os volumes de chuva foram elevados em alguns municípios.

As pancadas de chuva vão continuar no decorrer da semana sobre o interior dos quatro estados, Maranhão, Piauí, Ceará e Paraíba. A boa notícia é que a chuva também vai aumentar em áreas da costa norte do Nordeste. A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) fica novamente mais próxima da faixa litorânea e a chuva passa a ser mais frequente entre o litoral do Ceará e da Paraíba já a partir desta quinta-feira (18). A previsão é de chuva mais vezes no decorrer do dia e que pode cair com moderada a forte intensidade.

“Essa será uma tendência da semana e até áreas do sertão do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco e da Bahia voltam a ter algumas pancadas de chuva”, avisa a meteorologista Fabiana Weykamp. “Porém, os estados de Alagoas e Sergipe, além da parte leste da Bahia vão continuar quase sem chuva”, acrescenta a meteorologista.

Em termos de volume, os maiores acumulados da semana serão observados sobre o interior do Maranhão e do Piauí, com previsão de fortes pancadas de chuva como já estão ocorrendo nos últimos dias. Os acumulados poderão passaram de 100 mm em diversas localidades dos dois estados até o próximo domingo (22).

Polícia anuncia resultado de inquérito da morte da serra-talhadense Anne Mourato, após quase um ano

AsXDiDuggQbcKomkb229R1RFlmrmuMRlj3RR-Hj27ydE

 

 

 

A polícia indiciou na tarde desta quinta-feira (12) o diretor presidente da rede de hotelaria e o gerente do Recife Monte Hotel, em Boa Viagem, por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Apesar de explicarem que foram imprudentes não só Anne, como outro jovem que se afogou na mesma piscina dias antes, os peritos disseram que uma série de normas técnicas foram descumpridas pelo hotel na construção e sinalização da piscina.

De acordo com as investigações, os administradores foram negligentes com relação a normas de segurança do equipamento de lazer e responderão em liberdade. Segundo o inquérito, um declive brusco na piscina, de 1,5 metro para 2,6 metros, foi a principal causa para os dois óbitos.

Pela norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o desnível máximo permitido em piscinas com profundidade de até 1,8 metro não pode passar de 33%. No local das mortes, o declive é de 81%.

O hotel, conforme a Polícia Civil de Pernambuco, também não cumpria as normas de segurança exigidas. Não havia, por exemplo, placas indicando a mudança de profundidade, guarda-vidas e materiais de primeiros socorros, além de medicamentos para reanimação, como adrenalina.

Ao todo, segundo o perito Sérgio Almeida, o hotel descumpriu duas leis estaduais, seis normas técnicas, três leis municipais e um decreto. Desobedecendo mais uma norma, o hotel teria que colocar uma rede de proteção ao desativar a área da piscina.

“Ele [hotel] deveria ter posto rede ou gradil de proteção para que ninguém pudesse adentrar na piscina. Todas as falhas tiveram sua parcela de culpa nas mortes”, explicou o perito, ao pedir uma fiscalização mais severa em ambientes com piscina coletiva.

“Toda a empresa tem seu dever de diligência e de observar a sua função social. Nesse caso, houve omissão e negligência. Houve problema de gestão e de investimento financeiro, já que uma efetiva reforma da piscina dependia da deliberação de recursos pela diretoria. Havia a previsibilidade de que poderia ocorrer um acidente ou morte, vez que não houve cumprimento das normas”, pontuou o delegado Carlos Couto.

 Casos

No dia 6 de março de 2016, o turista paulista Bruno Guilherme Ribeiro, de 22 anos, morreu afogado na piscina do hotel. A polícia acredita que o óbito tenha ocorrido entre às 17h40 e 18h40, quando o corpo foi encontrado.

Durante as investigações, foi constatado que ele não sabia nadar. Uma prima teria conversado com a vítima horas antes da morte e pedido cuidado por estar sozinho no local.

Pouco tempo depois, no dia 23, a funcionária da prefeitura do Recife Anne Trindade Brasil, 31 anos, foi achada quase sem vida, por hóspedes, às 18h30. Um médico, que estava no local, tentou reanimá-la, mas a vítima não resistiu e morreu na área da piscina. Ambas as mortes ocorreram em um horário que a piscina já deveria estar desativada. A polícia realizou, ao todo, cinco perícias no lugar.

“A piscina hoje deveria estar interditada. Órgãos fiscalizadores como prefeitura, o Crea, a Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros deveriam ter determinado esse procedimento. Ao enviar esse inquérito para a Justiça, a polícia civil instruirá esse processo é, com certeza, haverá a interdição”, completou o diretor de Polícias Metropolitanas, Joselito Kehler. (G1)

Em Serra Talhada, comando do 14º BPM pede ajuda da população, defende o Pacto Pela Vila e admite deficiência de PM’S

Tenente Coronel Figueiredo

 

 

 

O novo comandante do 14º BPM em Serra Talhada, Tenente Coronel Figueiredo, ciente da árdua missão que terá pela frente, espera contar com o forte apoio da população no combate ao crime.

Em entrevista ao comunicador Anderson Tennens nessa sexta-feira (06), Figueiredo ao tranquilizar a população que vai reforçar o número de militares nas ruas, por entender que a cidade “merece uma atenção especial”, o comandante fez um apelou:

“Diante das estatísticas, Serra Talhada merece uma atenção especial. É necessário que a população colabore e denuncie. Não deixem de denunciar. É importante a sociedade abrir a boca”, conclamou e acrescentou: “Vamos massificar e intensificar nosso trabalho no Bairro Vila Bela”.

O Tenente Coronel, ainda disse qual será sua estratégia de enfrentamento aos criminosos. “É importante trabalhar com pontos de bloqueio para que a sociedade veja que o estado está presente através da PM. Vamos aumentar o número de blitz e de ROCAM nas ruas”, disse e defendeu.

“A sociedade não pode ser vítima. Vamos trabalhar com a conscientização da sociedade. Não trabalhamos sozinhos. Colocaremos o centro de assistência social dentro do Batalhão. Tentaremos sanar a insatisfação da sociedade”, disse.

Figueiredo ao mesmo tempo em que defendeu o Pacto Pela Vida, admitiu que não tem o número de policiais ainda deficiente.

“O Pacto pela vida é muito bem montado, muito bem feito, mas precisamos da colaboração de todos. O número de homens ainda é insuficiente. Nossa preocupação e objetivo é de trabalhar preventivamente”, disse.

 

Via Júnior Campos

Secretaria de Saúde de Serra Talhada apresenta plano de trabalho contra o Aedes Aegypti

?????????????

 

 

 

No sentido de reforçar as ações contra o mosquito Aedes Aegypti,  vetor dos vírus da Dengue, Zika Virus e Chikunya, e diminuir os casos notificados no município, por doenças decorrentes da picada do mosquito. A Secretaria Municipal de Saúde, através do secretário adjunto de saúde, Aron Lourenço promoveu nessa terça-feira (22), uma reunião, onde foi apresentado o plano de enfrentamento contra o mosquito.

Dentre as ações acordadas para fortalecer as estruturas de limpeza urbana e pontos estratégicos estão à mobilização de limpeza urbana no recolhimento resíduo doméstico e principalmente no recolhimento dos resíduos dos terrenos baldios; blitz urbana (intervenção no cumprimento da lei de muros e calçadas no que se refere aos terrenos baldios); ação de fiscalização sobre os pontos estratégicos (borracharia, ferro velho), casas fechadas e recolhimento de pneus.

Ao reforçar a importância dos cuidados contra o mosquito, Aron alertou: “A gente não tem ainda, a dimensão da capacidade de transmissão desse mosquito, que é muito grande. Então, quanto mais unidos estivermos, mais positivos serão os resultados”.

Já o Secretário Executivo de Educação, Cícero Lopes, frisou que, “desenvolvemos um trabalho didático na escola ao longo do segundo semestre e continuamos engajados”.

Divonaldo Barbosa, gerente de comunicação social da prefeitura de Serra Talhada chamou à atenção para uso do aplicativo desenvolvido pelo NTI – Núcleo de Tecnologia da Informação.

“O aplicativo é uma fermenta, com uma plataforma muito completa, interligado com o mapa da cidade. Quando você acessa, é possível ter uma demissão muito ampla do foco. Uma ferramenta que podemos usar em conjunto. Fizemos também imagens aéreas, onde foi possível cobrir todos os Bairros da cidade”, destacou.