Defesa Civil contabiliza cerca de 750 moradias em área de alto risco após enchentes em Pernambuco

Resultado de imagem para Defesa Civil contabiliza cerca de 750 moradias em área de alto risco após enchentes em PE

A Defesa Civil de Pernambuco contabilizou cerca de 750 moradias avaliadas como risco grau 4, ou seja, em área de alto risco, em nove dos municípios atingidos pelas chuvas no estado. O balanço foi divulgado nesse sábado (17), após a reunião do gabinete de crise implantando pelo governador Paulo Câmara para acompanhar a situação das cidades afetadas pelas enchentes.

Pernambuco conta ainda com 2.064 pessoas desabrigadas e outras 33.779 desalojadas – mais de 55 mil chegaram a ficar fora de casa devido às chuvas. Ao todo, 27 municípios estão em emergência devido às enchentes no estado.

Nos locais identificados como de alto risco, a Defesa Civil pretende utilizar a tecnologia de geomanta para impermeabilizar as barreiras e evitar deslizamentos. O governo espera conseguir R$ 30 milhões com a União para a utilização da tecnologia. Além disso, devem ser aplicados cerca de 170 mil metros de lonas.

A meta é beneficiar 3.750 pessoas dos municípios de Catende, Belém de Maria, Sirinhaém, Joaquim Nabuco, Cortês, Ribeirão, Jaqueira, Maraial e São Benedito Do Sul com a utilização da geomanta.

Chefe da Casa Militar, o coronel Eduardo Pereira ressalta que a tecnologia foi escolhida para evitar que as pessoas precisem sair das suas casas, uma vez que ela oferece a segurança necessária, além de ter um custo e tempo muito menor do que a construção de novas moradias.

Os locais escolhidos foram visitados por equipes com engenheiros e geólogos, que estudaram as características de cada encosta para saber em quais cabem a colocação e, também, escolheu-se as áreas que abrigam uma quantidade maior de pessoas.

Operação Prontidão

As equipes do governo pernambucano distribuíram 178,4 mil metros quadrados de lonas; 12.790 kits dormitórios; 12.318 colchões; 203,7 toneladas de alimentos; 250,6 mil litros de água; 10.159 kits de limpeza; 5 mil kits de higiene; e 112,4 toneladas de roupas.

Um mutirão também vem sendo realizado para emitir novamente os documentos perdidos pela população nas enchentes, que atingiram principalmente a Mata Sul e o Agreste do estado. No total, foram emitidos mais de 1.800 documentos, entre registros de nascimento (877), comprovantes de CPF (135), carteiras de identidade (800), registros de casamento (60) e certidões de óbito (5).

Medidas

Nessa semana, o governo anunciou que vai antecipar o pagamento de 50% do 13º salário para servidores estaduais que moram nas 23 cidades mais prejudicadas pelas chuvas ocorridas no fim de maio. O dinheiro será depositado na quinta-feira (29).

Na quinta-feira (15), foi anunciado que mais três prefeituras cancelaram os festejos juninos por causa dos danos provocados pelas chuvas e enchentes. São elas: São José da Coroa Grande, Sirinhaém e Tamandaré. Até a quinta-feira (8), já tinham anunciado a desistência dos festejos Barreiros, Ribeirão e Rio Formoso. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *