Em PE, sete mortes têm resultado positivo para dengue e chikungunya

Mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da zika, em laboratório de Campinas, em São Paulo (Foto: Paulo Whitaker/File Photo/Reuters)

 

 

Em uma semana, Pernambuco confirmou mais 13 mortes motivadas por arboviroses em todo o estado, chegando a 65 mortes. Desse total, sete casos tiveram diagnóstico positivo para dengue e chikungunya ao mesmo tempo. As informações foram divulgadas nesta terça (2) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Com os sete óbitos causados pelas duas enfermidades, o estado já soma 65 mortes provocadas pelas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, sendo 34 causadas exclusivamente pela chikungunya. Outras 24 mortes foram ocasionadas pela dengue. Os dados foram coletados desde o dia 3 de janeiro até o último sábado (30). Em 2015, foram 18 óbitos por dengue confirmados no estado.

De acordo com o boletim, Pernambuco ainda contabilizou, de 24 a 30 de julho, 1.302 confirmações de casos de dengue e outras 844 para casos de chikungunya. Houve, também, 1.962 e 1.446 novos casos suspeitos das duas doenças, respectivamente.

Somando os novos casos às estatísticas divulgadas em semanas anteriores, Pernambuco já registrou 24.064 confirmações para casos de dengue e 18.737 de chikungunya. Para os casos de zika, o estado emitiu 147 confirmações e registrou outros 10.735 casos suspeitos. Os números são referentes ao mesmo período de contagem dos óbitos.

Ainda de acordo com a SES, foram feitos 28.179 descartes para casos de dengue, 10.133 para casos de chikungunya e 433 para casos de zika, de janeiro até o último sábado. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *