Em Sertânia, homens são contratados para perseguir o prefeito

Guga Lins

 

 

 

Em Sertânia, no Sertão de Pernambuco, o Ministério Público (MPPE) investiga um caso de perseguição ao atual prefeito e candidato à reeleição no município, Guga Lins (PSDB).

Nos últimos dias, Guga notou que ele, seus familiares e assessores mais próximos estavam sendo seguidos por homens em carros e motos. O prefeito prestou queixa ao MPPE, que identificou Cláudio Rogério Bezerra e Antônio Lopes da Silva, como dois dos perseguidores. Eles foram foram convidados a depor pela Promotoria de Justiça de Sertânia.

Diante do promotor Júlio César Cavalcanti, Cláudio Rogério Bezerra, que se autodeclarou iluminador, disse que foi contratado por Antônio Lopes da Silva, conhecido como “Jagunço”, para acompanhar os passos de Guga Lins até o final de setembro. Ele receberia R$ 700 pelo trabalho.

Em nota, a frente ‘Sertânia no Rumo Certo’ repudiou a prática. “Não iremos nos intimidar e queremos que a vontade do povo seja respeitada, porque a política é feita para melhorar a vidas das pessoas. A única força que deve valer numa eleição é a do voto popular”.

“Lutamos muito por eleições diretas, livres de pressões e da força bruta. Pedimos à nossa militância que continue nas ruas, fazendo uma campanha bonita, pacífica e mostrando o muito que fizemos e o que ainda queremos fazer. Confiamos plenamente na Justiça, no Ministério Público e na Polícia Civil de Pernambuco, para que o caso seja plenamente esclarecido e os responsáveis sejam punidos dentro da lei”, diz a nota.

doc1_sertania

Do NE10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>