Estudantes da UFRPE ocupam Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Estudantes da UFRPE ocuparam a Unidade Acadêmica de Serra Talhada. Foto: Reprodução/ Facebook

 

 

 

Estudantes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) ocuparam nesta terça-feira a Unidade Acadêmica de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. O ato é contra contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que congela investimentos por 20 anos independente da arrecadação da União. Para os universitários, as medidas representam um atraso nas conquistas populares como a ampliação das universidades, diante dos cortes nos orçamentos da educação e da saúde, concessão de benefícios como o Bolsa Família, aumento de impostos e da idade mínima para contribuição da aposentadoria, privatizações e marco central congelar todos os investimentos públicos durante os próximos 20 anos.

Ontem, os universitários decretaram greve por tempo indeterminado na UFRPE durante assembleia realizada no campus do Recife. Foto: Reprodução/ Facebook

 

Ontem, os universitários decretaram greve na UFRPE durante assembleia realizada no campus do Recife. A paralisação, por tempo indeterminado, abrange todos os cursos da instituição. Com a greve, os prédios do Ceagri 1 e Ceagri 2 foram fechados pelos alunos, para que não haja aulas. Os centros, no entanto, não foram ocupados. Dois outros prédios foram ocupados nesta segunda-feira, onde funcionam os cursos de Educação Física e Biologia. Além deles, o Cegoe já estava ocupado desde o dia 24 de outubro.

Na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), sete prédios foram ocupados por alunos. A última ocupação foi realizada nesta segunda-feira no Centro de Ciências Biológicas, do campus Recife. Antes já haviam sido ocupados os centros de Artes e Comunicação (CAC), de Educação (CE), de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) e o Núcleo Integrado de Atividades de Ensino (Niate) do CFCH, no campus Recife; além dos Centros Acadêmicos do Agreste (CAA), em Caruaru, e de Vitória, em Vitória de Santo Antão.

Os locais estão oferecendo debate sobre as PECs, sobre a legitimidade das ocupações, desmonte em torno da educação e da saúde acontecendo agora no Centro de Artes e Comunicação da UFPE mobilizando alunos, professores e servidores. A mesa da manhã está sendo uma articulação entre os estudantes e professores do Departamento de Arquitetura.

Do Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>