Greve dos bancários chega à quarta semana sem acordo em Pernambuco

Bancários decretaram greve por tempo indeterminado a partir desta terça (6)  (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

 

 

 

A greve dos bancários entrou na quarta-semana nesta terça-feira (04), ainda sem previsão de acordo no estado. Em Pernambuco, uma nova assembleia foi realizada na noite da última segunda-feira (03) e a categoria decidiu manter o movimento até que uma nova proposta da Fenaban seja apresentada para discussão. Para a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues, não há explicação para a negativa dos banqueiros.

“Infelizmente não há retorno da Fenaban. Os banqueiros continuam intransigentes. Não vemos uma explicação econômica, se os lucros são tão exorbitantes. Se fosse uma questão financeira, tinha justificativa, mas todos os balanços mostram lucros. Nós estamos batendo as metas. Então, acreditamos que exista alguma motivação política por trás dessa negativa, por que não há explicação econômica para isso”, argumentou Suzineide.

Nas últimas rodadas de negociação, realizadas esta semana, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu um reajuste salarial de 7%. Os bancários, no entanto, reivindicam um aumento de 14,78%.

De acordo com o sindicato em Pernambuco, das cerca de 625 agências existentes no estado, pelo menos 562, ou seja, 90% estão fechadas por causa da paralisação. No dia 16 de setembro, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco conseguiu na Justiça uma liminar determinando que 30% das agências voltem a funcionar, no mínimo, duas horas por dia. Em resposta, o sindicato informou que caberia aos bancos cumprir a liminar, mobilizando os funcionários que não aderiram à greve.

Na última quinta-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE) entrou com uma ação judicial para solicitar a prisão da presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues. Na última segunda-feira, a Justiça negou o pedido. A juíza propôs uma reunião de conciliação entre os bancários e os banqueiros.

Bancários em quase todo o país entraram em greve no dia 6 de setembro por tempo indeterminado. A paralisação foi aprovada em assembleia no dia 1º deste mês, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf). Ainda de acordo com o órgão, nesta segunda-feira (3) 13.245 agências e 29 centros administrativos estavam com atividades paralisadas no país, o que corresponde 56% de adesão da categoria.

Atendimento

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lembra que os clientes podem usar os caixas eletrônicos para agendamento e pagamento de contas (desde que não vencidas), saques, depósitos, emissão de folhas de cheques, transferências e saques de benefícios sociais.

Nos correspondentes bancários (postos dos Correios, casas lotéricas e supermercados), é possível também pagar contas e faturas de concessionárias de serviços públicos, sacar dinheiro e benefícios e fazer depósitos, entre outros serviços. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>