Mortes violentas em Pernambuco continuaram em alta no mês de fevereiro

homicidios

 

 

 

O balanço oficial da Secretaria de Defesa Social (SDS) deve ser disponibilizado somente nesta quinta-feira, mas nos meios políticos informações extraoficiais dão conta que as mortes violentas em Pernambuco continuaram em alta no mês de fevereiro.

De acordo com esses relatos, em fevereiro, aconteceram 480 mortes violentas, duas a mais do que havia sido registrado em janeiro (478), o mês mais violento da história do Pacto pela Vida.

“Se o mês fosse de 30 dias, poderia ter passado de 500 mortes”, adianta uma fonte do Blog de Jamildo.

Os números finais, embora não sejam oficiais ainda, estão em linha com o que informou o blog Ronda JC, especializado em segurança pública.

Segundo informou, entre a noite da sexta-feira (24) e a madrugada de terça-feira (28), pelo menos 66 assassinatos foram registrados em Pernambuco. Deste total, 38 foram contabilizados no Interior do Estado e 28 na Região Metropolitana do Recife. As estatísticas, ainda não oficiais, foram somadas pelo núcleo de polícia da Rádio Jornal.

“No ano passado, entre a 0h do sábado de Carnaval e a noite da Quarta-feira de Cinzas foram registradas 57 mortes. Isso significa um aumento de mais de 15% no número de homicídios em relação a 2016. E o resultado deve ser ainda pior porque faltam ser somadas, caso aconteçam, as mortes registradas nesta terça e quarta-feira”.

A conferir, então.

Em todo caso, já se sabe que haverá novidades nesta área. Depois do balanço oficial da SDS, a bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) promete fazer seu próprio levantamento sobre o período da folia de Momo.

Os números já apontam, infelizmente, crescimento na criminalidade”, disse ao JC o líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRB). Ainda não está certo como será feito o modelo do balanço. Ele servirá, porém, para a oposição se contrapor à apresentação do governo.

Antes do recesso de Carnaval, governo e oposição bateram boca na Alepe algumas vezes por causa do tema. Eles também divergiram se ao final da festividade, o balanço seria ou não positivo.

A oposição indicou que este poderia ser um dos carnavais mais violentos da história de Pernambuco, enquanto o governo acusava os adversários de estimularem a criminalidade.

Paulo Câmara

Durante todos os dias de Carnaval, não se sabe se prevendo alta dos números, o governador Paulo Câmara fez várias reunião de monitoramento das ações do Governo durante o Carnaval. Participaram secretários de Estado e os comandos da Polícia Civil, da Polícia Militar, da Polícia Científica e do Corpo de Bombeiros Militar.

Desde o sábado, o governador realizou diariamente esses encontros para fazer balanços parciais do trabalho de Segurança Pública e Saúde, em especial. Até então, a segunda-feira foi o que teve menos ocorrências, tanto na área de Saúde, quanto na de Segurança.

Paulo Câmara pediu atenção da equipe, especialmente para o último dia e as festas finais da Quarta-feira de Cinzas. “Não vamos relaxar. Vamos continuar fazendo um Carnaval de paz e alegria, com o povo nas ruas”, destacou.

Do Blog do Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *