MPF identifica 83 mil benefícios do Bolsa Família suspeitos em municípios de Pernambuco

Resultado de imagem para bolsa familia

 

 

 

Mais de 83 mil pessoas foram identificadas como suspeitas de receberem irregularmente o benefício do Bolsa Família no estado de Pernambuco. O levantamento, divulgado na manhã dessa sexta-feira (11), foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) entre o período de 2013 e maio de 2016. Pernambuco tem 1.635.391 beneficiários do programa.

Ainda de acordo com o projeto Raio-X do Bolsa Família, durante o período avaliado foram pagos pelo programa no Estado R$ 6.886.075 e, dentro desse valor, R$ 315.834.208 foram repassados a perfis de beneficiários suspeitos.

Os quinze municípios pernambucanos com os maiores percentuais de perfis suspeitos são: Palmeirina, Água Preta, Gameleira, Carnaubeira da Penha, Solidão, Fernando de Noronha, Ingazeira, Itacuruba, Orocó, Cabrobó, Ouricuri, Custódia, Ilha de Itamaracá, Mirandiba, Brejinho. Todas as prefeituras já foram notificadas, segundo o MPF.

O diagnóstico apontou grupos de beneficiários com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do programa. Os perfis suspeitos foram classificados em cinco grupos: falecidos, servidores públicos com clã familiar de até quatro pessoas, empresários, doadores de campanha e servidores doadores de campanha.

Na terça-feira (08), o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) já tinha divulgado o cancelamento e bloqueio de benefícios. Segundo o órgão, a decisão foi tomada depois de um ‘pente fino’ feito no programa desde junho e que identificou inconsistências nos pagamentos.

O MPF expediu recomendações a 4.703 prefeituras para que realizem visitas domiciliares a mais de 870 mil beneficiários do programa Bolsa Família suspeitos de não cumprir os requisitos econômicos estabelecidos pelo governo federal para recebimento do benefício.

Segundo o Raio-X Bolsa Família, projeto de iniciativa do MPF, de 2013 a maio de 2016, os pagamentos a perfis suspeitos de irregularidades totalizam mais de R$ 3,3 bilhões. O Raio-X Bolsa Família é uma ação nacional coordenada pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF.

O diagnóstico sobre o maior programa de transferência de renda do governo federal, assim como as ações propostas e os resultados alcançados estão disponíveis no site www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br, divulgado nesta sexta-feira, 11 de novembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>