No Dia de Combate à Tuberculose, Pernambuco alerta para diagnóstico e tratamento precoces

Resultado de imagem para No Dia de Combate à Tuberculose, Pernambuco alerta para diagnóstico e tratamento precoces

Com 4.646 novos casos ao longo de 2016 em Pernambuco, a tuberculose é considerada a doença mais letal do mundo e a que mais mata pessoas vivendo com a Aids. No estado, a cidade com a maior incidência de mortes foi o Recife, com 103 dos 387 óbitos registrados em decorrência da enfermidade. Na capital, foram registrados quase 95 casos para cada 100 mil habitantes. Nesta sexta-feira (24) é celebrado o Dias Mundial de Combate à Tuberculose, para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce.

Também no Recife, em 2016, o índice de casos de tuberculose por 100 mil habitantes aumentou de 93 para 94,85, em relação a 2015. Habitiualmente, a doença se prolifera principalmente em ambientes insalubres e sem saneamento básico.

O diagnóstico precoce e o tratamento correto são importantes para evitar a tuberculose multirresistente. A enfermidade é curável, com tratamento gratuito, fornecido pelo SUS. Em todo o mundo, são mais de um milhão de mortes anuais por tuberculose.

Levantando o lema ‘Tuberculose existe e juntos podemos acabar com ela’, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) na Faculdade de Ciências Médicas Pernambuco (FCM-UPE), na Rua Arnóbio Marques, 310, Santo Amaro, Recife, e distribuição de panfletos na Praça do Derby, centro da cidade, e no Hospital Miguel Arraes, em Paulista, Grande Recife, às 10h. Em Jaboatão dos Guararapes, no Mercados das Mangueiras, em Prazeres, há panfletagem e orientação.

A doença afeta principalmente os pulmões, existindo também em outras formas, como ganglionar periférica, pleural, cutânea, oftálmica, renal, meníngea, entre outras, sendo transmitida pelo bacilo de Koch.

Em bairros da Zona Norte do Recife, das 9h às 16h, há ações de prevenção, com a coleta do escarro, para as pessoas que apresentam mais de duas semanas com tosse, febre ao final da tarde e perda de peso, e a prova tuberculina, exame feito em quem têm contato com os pacientes diagnosticados com a tuberculose. As ações serão realizadas na Policlínica Clementino Fraga, na Rua Japaratuba, 260, Vasco da Gama. Também haverá palestras e distribuição de material educativo sobre a doença.

Também no Recife, haverá palestras na sala de espera da Unidades de Saúde da Família Dancing Days (Imbiribeira); no Centro de Saúde Dom Miguel de Lima Valverde (Boa Viagem), haverá pela manhã e à tarde palestras e realização de exame de baciloscopia; na USF João Rodrigues (Pina), pela manhã, os profissionais farão busca de pacientes sintomáticos respiratórios e entrega de material educativo. Na comunidade do Pilar, no centro da cidade, o Hospital Português realiza ação de diagnóstico de tuberculose, com teste do escarro e encaminhamento para hospitais da cidade. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *