Polícia deflagra ação para combater furtos e cumpre nove mandados em Pernambuco

Operação 'Falcão' da Polícia Civil de Pernambuco cumpriu 14 mandados de prisão (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

 

 

 

A Polícia Civil de Pernambuco realiza, nesta sexta-feira (19), uma ação para desarticular uma organização criminosa e combater furtos qualificados no Recife, Região Metropolitana e interior. Os agentes envolvidos na ‘Operação Celular’ estão cumprindo seis mandados de prisão preventiva, sendo cinco contra pessoas já recolhidas no sistema penitenciário, além de três mandados de busca e apreensão domiciliar.

Essa é a 23ª operação de repressão qualificada realizada pela Polícia Civil em 2016. A ação é resultado de uma investigação feita pela Delegacia de Polícia do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Foram mobilizados 36 policiais civis, entre delegados, comissários, agentes e escrivães.

Os presos e os materiais apreendidos estão sendo encaminhados para a Delegacia do Cordeiro. Os detalhes da investigação que culminaram na ‘Operação Celular’ serão divulgados na segunda-feira (22).

Repressão

A ‘Operação Celular” foi deflagrada um dia depois de outra ação da Polícia Civil.  Na quinta-feira (18), um policial militar do 6º Batalhão e outras 11 pessoas foram presas durante a Operação ‘Falcão’. De acordo com o delegado Salustiano Albuquerque, da Diretoria Integrada Especializada da Polícia Civil de Pernambuco, a ação desarticulou uma organização criminosa acusada de tráfico de drogas, homicídios, roubos e extorsão em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

A Polícia Civil de Pernambuco também cumpriu mais dois mandados de prisão contra alvos que já estão no sistema penitenciário. Um suspeito ainda está foragido. Além dos 15 mandados de prisão previstos, os agentes cumpriram 13 mandados de busca e apreensão domiciliar em Jaboatão, e Camaragibe, no Grande Recife, além de Ribeirão, na Zona da Mata Sul, e Caruaru, no Agreste. (G1)

Operação Celular, da Polícia Civil de Pernambuco, no Recife (Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *