Serra Talhada continua sendo o 2º maior colégio eleitoral do Sertão, mas teve redução e perdeu 6,46% do seu eleitorado

 

 

Um fato vem se registrando em quase todos os municípios brasileiros:  a redução do eleitorado. Depois de recadastrados os eleitores de alguns municípios, principalmente com o advento da biometria, o número de eleitores caiu em diversas localidades, por diversos motivos, e um deles, o não comparecimentos aos cartórios eleitorais para o recadastramento, outro, a falta de interesse e o ‘desencanto’, como  declaram alguns, com a política nacional.

Em  Serra Talhada, maior colégio eleitoral do Sertão do Pajeú, e o segundo maior de todo sertão pernambucano, perdendo apenas para Petrolina, a queda chegou a 6,46% em relação a quantidade de eleitores de 2012. Em números isso representa 3.740 votos.

Em 2012 a Capital da Beleza pernambucana registrava 57.856 eleitores e agora em 2016 esse número caiu para 54.116 eleitores.

Aplicando-se a este número os índices registrados na eleição de 2012, quando  compareceram as urnas apenas 80,02% dos eleitores, o quadro atual seria o seguinte:

  • Eleitores:  54.117
  • Abstenção:   10.812  – 19,98%
  • Votantes:  43.304  –  80,02%
  • Nulos:         2.464  –    5,69%
  • Brancos         753  –    1,74%
  • Votos Válidos:  40.087  –  92,57%

A redução do número de eleitores, deve ter influência direta, principalmente na eleição dos vereadores. Se mantendo tais números, um candidato a vereador teria que garantir pelo menos 2.500 votos para ser eleito.

Outra curiosidade em cima da redução dom eleitorado serra-talhadense, é que nas eleições de 1012, o atual prefeito elegeu-se com uma diferença de pouco mais de 3.300 votos, e este é praticamente o mesmo número da redução de eleitores do município.

As informações publicadas nesta matéria é uma colaboração do analista político, Eraldo Nogueira.

 

Do Caderno 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *