Vitória do povo: em Serra Talhada por 10 a 4 Câmara mantém o veto do prefeito ao reajuste do legislativo

acorda-serra

 

 

 

Em uma noite histórica na Câmara dos Vereadores de Serra Talhada, nessa segunda-feira (17), quando foi votado o veto do prefeito ao  projeto de aumento ao legislativo, onde elevavam o salário dos vereadores de R$ 8 para R$ 10 mil, por 10 votos contra 4, foi mantido o veto, que congela nos valores atuais até 2020.

Toda celeuma teve início no final de agosto e culminou com o surgimento do movimento ‘Acorda Serra Talhada’ que pressionou os parlamentares que acabaram solicitando, eles mesmos os parlamentares o veto do projeto, isso no dia 19 de setembro.

Após passada as eleições, boatos começaram a circular de que o veto, que tramitava ainda na Casa Legislativa pudesse vir a ser derrubado pelos vereadores. Diante do que chamaram de ‘golpe’, o movimento voltou a se mobilizar para pressionarem os parlamentares a manterem o compromisso pelo qual solicitaram o veto do executivo.

Com o plenário praticamente lotado, a sessão deste segunda, marcada para votação, de forma secreta do veto do prefeito teve momentos tensos, onde até mesmo um breve ‘bate-boca’ entre o presidente da Casa e um cidadão no plenário foi registrado, mas o resultado final, que foi documentado por toda imprensa local, acabou coroando a movimentação dos cidadãos serra-talhadenses.

Do Caderno 1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>