Ação apreende 23 animais silvestres em cativeiro ilegal no Sertão de PE

Animais silvestres apreendidos em São José do Egito, no Sertão

 

 

 

Foram apreendidos pela Equipe Flora do programa Fiscalização Preventiva Integrada (FPI-PE), nessa quinta-feira (9), 23 animais silvestresno município de São José do Egito, no Sertão de Pernambuco. Entre eles, um tucano-de-papo-branco e um jacu, considerados vulneráveis pela lista vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

Tucano-de-papo-branco foi apreendido em cativeiro ilegal em São José do Egito

 

A apreensão aconteceu após ação que constatou desmatamento de 113 hectares em uma fazenda de Tuparetama, também no Sertão. A equipe do FPI foi até São José do Egito para entregar o auto de infração ao responsável pelo desmatamento e, ao chegar na sua outra propriedade, encontraram os animais silvestres. Além do tucano e do jacu, foram apreendidos seis arribaçãs, dois galos de campina, dois jabutis, duas araras macao, duas siriemas, dois tatus pebas, um carcará, um macaco prego, uma asa branca, um juriti e uma arara-canindé.

O proprietário das fazendas foi multado em R$ 114 mil pelo desmatamento, em autuação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e em R$ 25 mil por cativeiro ilegal de animais silvestres, em autuação da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

O FPI já registra mais de mil animais silvestres apreendidos em ações entre os resgatados de cativeiro ilegal e os de entrega voluntária. Do total, 86% são aves, 10% são répteis e 4% são mamíferos. Aproximadamente 40% já foram devolvidos à natureza, em áreas de seus habitats naturais.

Animais silvestres apreendidos em São José do Egito, no Sertão

O programa de Fiscalização Preventiva Integrada está sob a coordenação do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público de Pernambuco, Ministério Público Federal e Ibama, com apoio da Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). O objetivo do FPI é adotar medidas preventivas para melhorias da gestão ambiental e qualidade de vida na região da Bacia Hidrográfica do São Francisco.

 

Da Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *