Aos 92 anos, morre o ex-deputado Armando Monteiro Filho

Resultado de imagem para Armando Monteiro Filho

 

 

 

O político e engenheiro Armando Monteiro Filho morreu na manhã desta terça-feira (2), aos 92 anos, em sua residência, no Recife. Segundo o empresário Eduardo Monteiro que é um dos filhos de Armando Monteiro Filho, o pai morreu em casa, de forma tranquila, às 6h30 da manhã deste dia 2 de janeiro. O patriarca vinha há alguns anos com a saúde abalada, desde que fraturou o fêmur, o que o deixou numa cadeira de rodas.

Armando Monteiro Filho era casado com Do Carmo Monteiro e é pai de seis filhos: Maria Lectícia, Sérgio (falecido aos 15 anos), Horácio, Cláudio, além do senador Armando Monteiro Neto (PTB) e do empresário Eduardo de Queiroz Monteiro, que é presidente do Grupo EQM, proprietário do jornal Folha de Pernambuco.

O velório do político será realizado no Cemitério Morada da Paz, na tarde desta terça. O corpo será cremado nesta quarta-feira (3), em cerimônia marcada para às 11h. “Mas estava completamente lúcido. Acompanhava atentamente a política, o noticiário econômico, adorava falar de política e economia”, diz Eduardo Monteiro.

Filho de Armando de Queiroz Monteiro e de Maria José Dourado de Queiroz Monteiro, ele estudou engenharia na Universidade do Recife, ingressando em 1945. Participou ativamente da política estudantil, tendo sido eleito deputado estadual por Pernambuco, em 1950, pelo PSD. Não conseguiu assumir devido ao parentesco com o então governador do estado, Agamenon Magalhães, que era seu sogro.

Seu primeiro cargo exercido na vida pública foi como secretário estadual de ação e obras públicas. Também foi ministro da Agricultura no governo João Goulart. Durante a ditadura militar todos os seus amigos estavam na Arena, no entanto, ele preferiu permanecer na oposição.

 

Do Blog de Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *