Com 5 milhões, Enem tem o menor número de inscritos confirmados desde 2010

Provas do Enem 2019 acontecem nos dias 3 e 10 de novembro. — Foto: Ares Soares/Unifor

 

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 teve o menor número de inscritos confirmados desde 2010. Foram exatamente 5.095.308 de confirmações. O número representa 79,8% dos 6.384.957 de inscritos totais. A maioria, quase 3 milhões (58,5%), ainda é de participantes beneficiados pela isenção da taxa de inscrição.

As provas do Enem serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em dois domingos, nos dias 3 e 10 de novembro.

— O Enem é um exame grandioso e complexo. O MEC está, ao lado do Inep, atento a todos os processos para que a edição de 2019 seja um sucesso — afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre o balanço das inscrições.

Mesmo em meio à longa crise em que está mergulhado o Ministério da Educação, Weintraub disse que o cronograma do Enem está sendo cumprido. O presidente do Inep, Alexandre Lopes, por sua vez, reforçou a segurança do exame.

— Mais uma vez, o Enem amplia seus procedimentos de segurança para garantir que todos os participantes tenham as mesmas condições de acessar a educação superior.

O número de inscritos confirmados está mais próximo ao de participantes que efetivamente comparecem às provas: 4,2 milhões em 2018. O Enem daquele ano teve a menor taxa de ausência desde que o exame adotou o formato atual, em 2009. Mesmo assim, ainda é um número alto. No ano passado, 26% dos inscritos confirmados faltaram às provas, provocando um prejuízo de R$ 121 milhões com ausências.

Os pagantes da taxa de inscrição representam 41,5% dos participantes de 2019. A taxa de inscrição custou R$ 85 neste ano. O percentual de pagantes foi de 36,1% em 2018.

Do O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.