Em sete dias, Pernambuco recolhe 958 toneladas de óleo de praias no Litoral Sul e no Grande Recife

Voluntários recolheram óleo no mar, na praia do Janga, em Paulista, no Grande Recife, nesta quarta-feira (23) — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

 

 

Em sete dias, 958 toneladas de óleo foram recolhidas das praias do Litoral Sul de Pernambuco e do Grande Recife. As informações foram repassadas, por meio de nota, pelo governo do estado, na noite dessa quarta-feira (23).

O estado está contabilizando o óleo removido das praias desde quinta-feira (17), quando as manchas atingiram São José da Coroa Grande. Ao longo desta quarta (23), houve registro de óleo em praias em Jaboatão dos Guararapes e Paulista, na região Metropolitana.

O governo informou, ainda, que “todo o óleo recolhido foi transportado ao Centro de Tratamento de Resíduos Pernambuco, localizado em Igarassu, no Grande Recife”. Lá, o material é transformado em combustível para ser usado em indústrias de cimento.

Ainda de acordo com a nota, o governo mobilizou 400 pessoas, de diversos órgãos estaduais, e mais 50 detentos para realizar os trabalhos de contenção, limpeza e prevenção das cidades litorâneas.

Esse efetivo, segundo o estado, realizou o monitoramento dos Rios Persinunga (São José da Coroa Grande); Una (Barreiros); Formoso (Tamandaré); Massangana (Cabo de Santo Agostinho); Maracaípe (Ipojuca); Sirinhaém (Sirinhaém); e Jaboatão (Jaboatão dos Guararapes).

Nesta quarta, o estado disse que implantou 2.145 metros de barreiras de contenção nos estuários, além dos 200 metros colocados pela Petrobras/Transpetro.

Material

Até esta quarta, foram distribuídos pelo governo 3.032 pares de botas; 11.845 pares de luvas; 17.001 máscaras; 4.891 sacos plásticos resistentes; 6.043 sacos de Ráfia; 7.565 bags; mil rolos de mantas absorventes; 1.352 tambores e bambonas; 4 quilos de protetor solar; 5.944 unidades de água mineral em copo.

Também foram utilizados, segundo o estado, dois helicópteros (sendo um da Secretaria de Defesa Social e outro da Marinha); 51 viaturas do governo e das Forças Armadas, 10 embarcações e cinco barcos da Marinha.

A operação contou também com dez caminhões, 14 caixas estacionárias distribuídas nos municípios litorâneos para acondicionamento temporário do óleo; e cinco tratores de prefeituras. (G1)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *