Estudantes de Serra Talhada se formam no Lei Seca Mirim

 

 

 

Nessa quinta-feira (08) foi realizada a segunda formatura do projeto Lei Seca Mirim no Ginásio Poliesportivo Hilário Albuquerque de Carvalho no bairro da COHAB em Serra Talhada beneficiando 242 alunos da Escola Municipal Nossa Senhora da Penha e da Escola Nova Geração.

Várias autoridades prestigiaram o evento, entre elas: a Gerente da XI Geres – Karla Millene, o Juiz de Direito – Drº Marcus Gadelha, o Coordenador Executivo da Operação Lei Seca – Ten Cel Bagetti, o Coordenador da Lei Seca no Sertão – Capitão Cristóvão, o Cmt do 14º BPM – Ten Cel Figueiredo, representando a Secretaria de Educação Municipal – Jaccilene, os vereadores Rosimério de Cuca e Vera Gama, o Pastor da Igreja Verbo da Vida – Carlos Alberto, Faeca Melo representando o Prefeito de Serra Talhada, a Diretora Adjunta da Escola Nossa Senhora da Penha – Meca e sua coordenadora – Lucicleide, bem como o corpo docente da Instituição supracitada: Nilva, Manoel Vicente e Valdirene, a coordenadora da Escola Nova Geração – Renata Machado, a Secretaria de Educação de São José do Belmonte – Eliane, a vice-diretora da UAST – Cinthia, o Empresário – Everaldo de Melo, a coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde – Daniela Diniz, a Coordenadora de Educação da Lei Seca – Flávia e o Cabo PM Carvalho – Componente da Operação Lei Seca.

A festa foi marcada por muita emoção desde o canto do Hino Nacional, entrega de medalhas para os alunos destaques, prêmios para as melhores redações e diversas atividades lúdicas para promover a socialização no transcorrer da solenidade. A Cerimônia foi conduzida pelo o Sargento PM J. Coelho representando o 14º BPM e o Cabo PM Danilo, Educador da Operação Lei Seca e idealizador do Projeto.

Segundo o Cabo PM Danilo – Educador da OlS Sertão: “O Projeto Lei Seca Mirim visa estimular nos alunos hábitos e comportamentos seguros, transformando o conhecimento em ação, conscientizando a criança em relação ao trânsito, criando nela valores como companheirismo, cooperação, tolerância, comprometimento, solidariedade, vivências e situações encontradas no cotidiano, bem como a interpretação crítica do mundo onde vive, colocando em prática os conhecimentos adquiridos iremos contribuir com a construção de conceitos e valores, para o exercício da cidadania”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *