Governo de Pernambuco garante 100% da frota de ônibus nas ruas e aulas nas escolas estaduais

Governador Paulo Câmara anunciou medidas do Comitê de Crise neste domingo (27), no Palácio do Campo das Princesas (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

 

 

 

Com a chegada, até a tarde deste domingo (27), de 43 caminhões-tanque com mais de 700 mil litros de combustíveis para manter os serviços essenciais do estado, o governador Paulo Câmara garantiu 100% da frota de ônibus circulando nas ruas na segunda (28). Nessa data, também está garantido o funcionamento de todas as escolas da rede estadual de ensino e dos hospitais públicos no estado, apesar dos efeitos causados pela greve dos caminhoneiros.

Além do sistema de transporte de passageiros, também foram beneficiados com a chegada de gasolina e diesel a Polícia Militar, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e as ambulâncias de hospitais estaduais. A Defesa Civil e a coleta de lixo do Recife também estão abastecidos, segundo a administração estadual.

O anúncio foi feito pelo governo do estado, neste domingo (27), depois de reuniões do Comitê de Monitoramento de Crise no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, foram debatidas medidas para garantir o abastecimento de combustível e o desbloqueio das estradas.

“Mostramos tudo o que nós estamos fazendo para evitar que haja paralisação dos serviços oferecidos à população nesse período da greve dos caminhoneiros. O transporte público vai funcionar em sua totalidade, as escolas vão estar abertas, os hospitais estão funcionando 100%”, afirmou o governador.

“Temos a certeza de que vamos ter condições de normalizar os serviços ao longo da semana”, complementou Paulo Câmara.

O governador afirmou, ainda, que as usinas estão autorizadas a atuarem como distribuidoras de álcool. Isso faz com que o etanol chegue aos postos de combustíveis sem ter de passar pelas transportadoras do Porto de Suape, no Grande Recife, contribuindo para regularizar parte do abastecimento na Região Metropolitana.

Além do governador e dos secretários estaduais, a reunião contou com a presença do prefeito do Recife, Geraldo Júlio; do presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Adalberto de Oliveira Melo; e de representantes do Ministério Público Federal e de Pernambuco.

Através de uma parceria com o governo estadual, estão mantidos na capital a coleta de lixo e o funcionamento do Samu, das escolas e das creches municipais, que receberam merenda e água mineral.

Desbloqueio das rodovias

Outro ponto discutido no Comitê de Monitoramento de Crise foi a liberação dos pontos de bloqueio parciais nas rodovias federais e estaduais em Pernambuco. O governo afirmou que começa a agir no desbloqueio na segunda (28) e que pode utilizar força na ação, caso seja necessário.

A operação deve contar também com o apoio do Exército Brasileiro, que participa das ações de escolta de caminhões-tanque em Suape, desde sábado (26). Segundo balanço da Polícia Rodoviária Federal, divulgado às 22h dessa data, há 22 pontos de bloqueio parcial nas BRs em Pernambuco, onde conseguem passar carros de passeio, veículos de emergência, ônibus e motocicletas.

“A partir do momento em que nós garantimos toda a questão de segurança pública, de saúde, de transporte coletivo funcionando, nós vamos trabalhar efetivamente agora para o desbloqueio de nossas rodovias”, afirmou Paulo Câmara.

Ainda neste domingo (27), o governo se reúne com o Comando Militar do Nordeste para discutir as ações de liberação das rodovias. “Nós já solicitamos ao Exército Brasileiro que nos informe como eles vão operar, que nós queremos participar também. Mas independente da ação do Exército, nós vamos ter que agir”, ressaltou o governador.

Questionado sobre o uso de força na liberação das rodovias, Paulo Câmara afirmou que pode ser empregado durante a operação. “Evidentemente que o diálogo está mantido, como sempre esteve. E vamos continuar abertos ao diálogo. Agora, caso seja necessário, todas as medidas vão ser tomadas para que haja o desbloqueio das estradas no nosso estado”, disse.

Na sexta (25), uma liminar da Justiça Federal de Pernambuco determinou a reintegração de posse das rodovias federais. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *