Lisca volta a disparar contra a arbitragem após perda de título no América-MG: “Vergonha”

Gol de pênalti marcado pela Chapecoense nos acréscimos tirou o título do Coelho

Lisca, técnico do América-MG — Foto: Mourão Panda

A perda do título nos minutos finais da última rodada não será fácil de digerir pelo elenco, comissão técnica, dirigentes e torcedores do América-MG. A tarefa pode ser ainda mais complicada por conta das polêmicas envolvendo a arbitragem durante todo o campeonato, inclusive nos jogos derradeiros. Em pronunciamento após a partida contra o Avaí, Lisca deixou claro sua indignação em relação ao assunto.

– Não vou gritar hoje, não vou fazer escândalo, porque depois falam do Lisca. Mas o gol do Getúlio estava impedido. Acabei de ver ali. Seu Anderson Daranco, meu amigo, meu conterrâneo, eu vi o pênalti que o senhor apitou aos 51 minutos para a Chapecoense. Que vergonha. O senhor tem que ter vergonha do que está fazendo da sua carreira, que pena que você fez isso.

O gol do Avaí citado pelo treinador, marcado em posição duvidosa, e o pênalti convertido pelo atacante Anselmo Ramon, da Chapecoense, quando o jogo no Independência já tinha se encerrado fizeram com que o clube catarinense ficasse à frente do Coelho no saldo de gols.

Lisca ainda lembrou da partida entre América e Chape no segundo turno, quando a arbitragem anulou de maneira equivocada o gol de Ademir, que daria a vitória e os três pontos para sua equipe

– Vou cumprimentar também a dona Edna e seu Anderson José, que foram a árbitra e bandeirinha do nosso jogo contra a Chapecoense. Gostaria que todos os sites e canais de comunicação colocassem o gol que foi anulado aos 49 do segundo tempo e não nos deu a vitória. O Ademir estava atrás da linha da bola e atrás de um jogador. Foram mais de oito erros. Hoje (sexta), erro aqui, erro lá.

As reclamações do treinador foram recorrentes durante a campanha do América na Série B. O presidente Marcos Salum, que também demonstrou sua revolta com atuação dos juízes, chegou a fazer reclamações formais na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em 2020.

Confira a íntegra do pronunciamento de Lisca após a partida:

– Realmente fizemos um bom jogo, bem diferente das últimas partidas. Acesos, entregues, buscando o gol o tempo inteiro. Mais uma vez fomos prejudicados pela arbitragem do seu Flávio Rodrigues. Parabéns ao seu Flávio Rodrigues e ao seu Evandro de Melo Lima, que era o bandeira. Com toda calma. Não vou gritar hoje, não vou fazer escândalo, porque depois falam do Lisca. Mas o gol do Getúlio estava impedido. Acabei de ver ali. Seu Anderson Daranco, meu amigo, meu conterrâneo, eu vi o pênalti que o senhor apitou aos 51 minutos para a Chapecoense. Que vergonha. O senhor tem que ter vergonha do que está fazendo da sua carreira, que pena que você fez isso. Vou cumprimentar também a dona Edna e seu Anderson José, que foram a árbitra e bandeirinha do nosso jogo contra a Chapecoense. Gostaria que todos os sites e canais de comunicação colocassem o gol que foi anulado aos 49 do segundo tempo e não nos deu a vitória. O Ademir estava atrás da linha da bola e atrás de um jogador. Foram mais de oito erros. Hoje, erro aqui, erro lá. Parabenizar a Chapecoense, o título tinha que ser seus, vocês merecem, não têm nada a ver com isso, mas o América foi… Não vou usar a palavra mais forte porque meu depoimento não vale, o que vale é a súmula, não respeitam o que o treinador fala. Mas é lamentável, lamentável o que a gente viu nesse campeonato de pontos corridos, com 38 rodadas, ser decidido pela arbitragem. O tempo todo foi assim, contra o América, e hoje foi mais uma vergonha.

– Seu Gaciba, abandona. Tu não tem condição nenhuma de dirigir nada. Seu quadro de árbitros foi uma vergonha. Vocês decidiram o campeonato para um time com erros em cima de erros. Botaram nota na Conaf (Comissão Nacional de Árbitros de Futebol). E agora, meus amigos? E agora seu Dewson, que fez aquela palhaçada aqui contra o Cruzeiro? E agora, gente? Quem vai pagar essa conta? Eu brigo pelos árbitros, pela profissionalização, pela melhoria de condições, mas não dá mais, condição nenhuma. Decidiram um campeonato de 38 rodadas. Vocês deram um título para uma equipe que trabalhou bem, que merece, mas é uma pena. O Salum tem razão. Dá vontade de largar o futebol. Valeu, Daronco, mais uma vez, velho. Valeu, arbitragem gaúcha. Vocês me perseguem há anos, tive que ir embora do futebol no Rio Grande do Sul. Obrigado a todo público, mas não vou responder mais nenhuma pergunta. Dá nojo, eu estou com nojo. Botem os lances, por favor. Os pênaltis que não deram para a Ponte contra a Chape, esse último pênalti, nosso jogo contra o Paraná, contra o Juventude, contra o Cuiabá, contra o Cruzeiro… Vocês são uma vergonha! Vergonha! Gaciba, vai para casa.

globoesporte.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *