Lula veta definição de vice da chapa do PT à presidência

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)

 

 

 

 

Mais cedo, informações apontavam que a deputada estadual Manuela D’Avila seria a candidata a vice-presidente na chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em caso de impugnação da candidatura de Lula, entraria em campo o plano B do Partido dos Trabalhadores, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que assumiria o posto de candidato.

No entanto, após encaminhamento do acordo, Gleisi Hoffmann, presidente do PT, e Haddad foram chamados à Curitiba para reunião com Lula. O ex-presidente defende que nenhuma decisão seja tomada neste sábado (4), na convenção do partido. Essa estratégia retoma os planos iniciais de Lula e do PT, de oficializar os nomes apenas no registro das candidaturas, em 15 de agosto.

Em entrevista ao jornal O Globo, Gleisi afirmou que a estratégia será mantida e a confirmação de vice e das coligações ocorrerá no dia 14. “Não tem nada fechado. Não temos essa definição. Nem o Lula tem. O presidente está aberto a todas as discussões de composição de chapa”, conta.

Contudo, de acordo com a lei eleitoral, a confirmação da chapa tem que ser feita até 24h após o fim do prazo das convenções partidárias, no dia 5 de agosto.

**Com informações da Reuters e do Portal UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *