Nenhum caso de sarampo é confirmado em Pernambuco desde 2014, diz SES

O esquema vacinal vigente para o sarampo é uma dose da vacina tríplice viral aos 12 meses e a segunda dose da vacina tetra viral aos 15 meses

 

 

 

 

Após a confirmação de casos de sarampo em Rondônia e Amazonas, na Região Norte do Brasil, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES) emitiu, nessa segunda-feira (9), comunicado informando que, no Estado, não há confirmações de casos da doença desde 2014. Apenas este ano, foram notificados 39 casos suspeitos de sarampo, entretanto todos foram descartados por critério laboratorial.

Apesar de não existir nenhuma confirmação, a SES informou ainda todo caso é analisado laboratorialmente e, independente do resultado, as “ações de prevenção são realizadas pelos municípios”. A secretaria reforçou que, para evitar o sarampo, é indicado tomar a vacina tríplice viral, que imuniza também o organismo contra a rubéola e a caxumba.

Indicação 
A vacina deve ser aplicada em crianças com 12 meses, com um reforço aos 15 meses com a tetra viral – sarampo, caxumba, rubéola e varicela. As crianças acima de 2 anos e jovens e adultos até os 29 anos não vacinados anteriormente devem tomar duas doses da tríplice viral, com intervalo de 30 dias entre elas.

Os adultos entre 30 e 49 anos não imunizados ou que não se lembram devem tomar dose única. Já os profissionais de saúde não vacinados devem tomar duas doses com a vacina tríplice viral, independente da idade.

 

Da Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *