Número de mortes ‘a esclarecer’ em Pernambuco cresce 22,7% em 2019, aponta Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Em Pernambuco, número de mortes a esclarecer passou de 183 para 226, entre 2018 e 2019 — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

 

 

O número de mortes “a esclarecer” cresceu 22,7% em Pernambuco, entre 2018 e 2019, passando de 183 para 226 casos. O dado foi divulgado no domingo (18), no 14º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No Brasil, o aumento foi de 9% da estatística, se comparados os dois anos.

As mortes sem causa conhecida aparecem quando não há o correto preenchimento das informações das vítimas e dos fatos e, sobretudo, quando não se consegue estabelecer o que provocou óbitos violentos: homicídios, acidentes de trânsito ou suicídios.

Mortes a esclarecer — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

 

Dos sete estados do Nordeste com dados divulgados, em 2018 e 2019, Pernambuco é o que teve a maior alta em pontos percentuais, ficando à frente da Bahia, com 7,2% de aumento nos números, e do Maranhão, com 3,5% de alta. Nacionalmente, o estado é o 6º a ter o índice mais alto de crescimento.

Em números absolutos, Pernambuco é o terceiro do Nordeste com o número mais alto de mortes “a esclarecer”, ficando atrás do Ceará, com 685 casos, e da Bahia, com 282 registros. Nacionalmente, o estado é o 10º com mais casos de óbitos desse tipo, no país. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *