Operadoras serão flexíveis com inadimplentes além de liberarem Internet e canais de TV

Operadoras afirmam que interrupção de dados melhora velocidade ...

 

 

Através de um novo comunicado anunciado nesta sexta-feira, 27, as principais operadoras do país (Algar, Claro, Nextel, Sercomtel, Oi, TIM e Vivo) adotarão novas medidas durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entre elas, a promessa de adotar uma maior flexibilidade no processo de cobrança para clientes com dificuldades de se manterem adimplentes.

Segundo a nota emitida, a medida será válida para os clientes que enfrentam restrições de mobilidade ou situação financeira menos favorecida. “Neste sentido, as operadoras estão implementando algumas revisões em suas políticas de negociação de dívidas por inadimplência, buscando criar melhores condições de prazo e/ou isenção de juros neste momento”, afirmou o comunicado, assinado pelo SindiTelebrasil. O SindiTelebrasil ainda afirmou que também haverá flexibilidade para eventuais adequações de planos contratados.

Após a classificação das atividades de telecom e Internet como essenciais durante a crise, parlamentares e entidades como o Ministério Público Federal, a OAB-DF e o Idec solicitaram que não houvesse corte no serviço de clientes por motivos de inadimplência. Nesta última quinta-feira, 26, a proposta recebeu oposição dos provedores regionais e do próprio Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Além dessa medida, vale a pena relembrar outras que já foram tomadas:

  • Liberação de sinal de canais da TV a cabo
  • Bônus de Internet
  • Wi-fi em certos locais públicos
  • Uso do aplicativo do coronavírus do SUS sem descontar da franquia
  • Ampliação da velocidade da Internet Banda Larga e 4G
  • Envio de mensagens informativas com orientações sobre a doença

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.