Pernambuco tem 231 novos infectados e 18 mortes pela Covid-19 em 24h; recuperados chegam a 100

 

 

Pernambuco confirmou, nessa segunda-feira (20), mais 231 casos da Covid-19, passando a totalizar 2.690 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Aumentou também o número de óbitos, com 18 novas mortes em decorrência da doença. Agora, são 234 vítimas fatais desde o início da epidemia, há pouco mais de um mês. Os registros da doença no Estado abrangem 86 municípios, 14 a mais do que o balanço da última sexta-feira (17). Estão inseridos ainda os moradores do arquipélago de Fernando de Noronha e pacientes de outros estados e países.

Os óbitos diagnosticados nas últimas 24 horas foram de 10 homens e oito mulheres, residentes no Recife (7), Olinda (3), Paudalho (1), Jaboatão dos Guararapes (2), Macaparana (1), Igarassu (1), Paulista (1), Camaragibe (1) e Caruaru (1). Os pacientes faleceram entre os dias 14 e 19 de abril e tinham idades entre 51 e 87 anos – 50 a 59 (3); 60 a 69 (5); 70 a 79 (5) e com 80 anos ou mais (5).

Dos 18 pacientes que foram a óbito, 12 apresentavam comorbidades: hipertensão (6), diabetes (7), obesidade (1), doença renal crônica (2), doença de parkison (2), Alzheimer (3), câncer (1), doença pulmonar obstrutiva crônica (1) e histórico de AVC (1). Os demais não tinham relatos de comorbidades associadas em suas fichas de notificação.

Entre os casos ativos, 1.924 estão em isolamento domiciliar e 432 internados, sendo 76 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 356 em leitos de enfermaria. Os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) apontam ainda 100 pessoas recuperadas da Covid-19.

Saúde
Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe em Pernambuco, 984 casos foram confirmados e 684 descartados até o final da manhã desta segunda-feira. Quase 500 notificações ainda aguardavam resultado laboratorial. Esses números englobam médicos, biomédicos, técnicos de enfermagem e de laboratório, enfermeiros e outros profissionais que atuam nas redes pública do Estado e dos municípios e também na rede hospitalar privada.

Da Folha de PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.