Pernambuco tem segunda morte de paciente com vírus da gripe H1N1 em 2018

Related image

 

 

 

 

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nessa quarta (2), a segunda morte de um paciente com o vírus da gripe H1N1 em Pernambuco em 2018. Um exame constatou a presença da influenza em uma idosa de 74 anos, que morreu em 17 de abril, mesmo dia em que ela teve notificada a síndrome respiratória aguda grave (Srag). Na quinta (26), foi confirmada a morte de um homem de 45 anos que também tinha o vírus H1N1.

A mulher morava em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e faleceu no Hospital Jaboatão Prazeres. Segundo a SES, ela tinha comorbidade, que é a existência conjunta da doença com um quadro clínico que pode agravá-la. No caso da paciente, ela também tinha diabetes. Por isso, continua a investigação sobre se foi o vírus da gripe H1N1 que provocou a morte da idosa.

No período entre janeiro de 2018 e o dia 21 de abril deste ano, a SES contabilizou, além das duas mortes, 372 casos de síndrome respiratória aguda grave, com sete resultados positivos para influenza A (H1N1) e oito para influenza A (H3N2).

O número representa uma diminuição de 36,5% em comparação com o mesmo período de 2017, quando foram registrados 586 adoecimentos, sendo 59 para influenza A (H3N2), oito de influenza B, dois de vírus sincicial respiratório (VSR) e um da parainfluenza 1. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *