Petrobras afirma que ‘não há nenhuma decisão’ sobre reajustes

A estatal também afirmou que não antecipa decisões sobre sua política de preços.

Após o presidente Jair Bolsonaro (PL) realizar anúncio afirmando que o preço dos combustíveis deveria cair nos próximos dias, a Petrobras informou nesta segunda-feira (06) que “não há nenhuma decisão tomada” sobre novos reajustes nos valores praticados.

A estatal também afirmou que não antecipa decisões sobre sua política de preços. “A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”, informou a estatal, em comunicado“, afirmou a estatal, em nota.

A Petrobras, em relação às notícias veiculadas na mídia a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, esclarece que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes“, completou.

Em outro trecho do comunicado, a empresa afirma que “reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais.

Política de preços

A Petrobras esclareceu ainda que “ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes“.

Desde 2016, a Petrobras passou a adotar para suas refinarias uma política de preços que é orientada pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio.

No comunicado divulgado nesta segunda, a petroleira reitera um “compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais“. Informações do JC Online

 

Do Nayn Neto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.