Polícia deflagra 03 operações contra organizações criminosas em PE

Ao todo, 180 policiais, entre delegados, agentes e escrivães, além de duas equipes de auditores da Sefaz-PE, foram empregados nas ações.

Do Jc Online

Na manhã desta quinta-feira (09), a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) deflagrou três operações simultâneas contra suspeitos de crimes contra a ordem tributária, lavagem de dinheiro, fraude em licitações, dispensa ilegal de licitações, improbidade administrativa e fraude a concurso e associação criminosa.

Ao todo, 180 policiais, entre delegados, agentes e escrivães, além de duas equipes de auditores da Secretaria da Fazenda, foram empregados nas ações.

Colcha de Retalhos

A 82ª Operação de Repressão Qualificada de 2021, nomeada de “Colcha de Retalhos”, teve suas investigações iniciadas em dezembro de 2020, com a finalidade de identificar e desarticular uma organização criminosa voltada à prática de crimes contra a ordem tributária e de lavagem de dinheiro.

Na ação, estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão domiciliar nas cidades de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, e de Altinho, no Agreste do Estado.

As ordens foram expedidas pela Primeira Vara Criminal da Comarca de Camaragibe, no Grande Recife.

Resíduo

Já a 83ª Operação de Repressão Qualificada do ano, ligada à Diretoria Integrada do Interior I (Dinter I), investiga um grupo criminoso que é alvo de investigação desde julho de 2021. Eles são suspeitos de fraude em licitações, dispensa ilegal de licitações e improbidade administrativa.

Nomeada de “Resíduo”, a operação cumpre sete mandados de prisão no Recife, Caruaru, Sanharó, Garanhuns e Brejão.

Além disso, os policiais também dão cumprimento a 13 mandados de busca e apreensão domiciliar, sequestro de bens e bloqueio de ativos financeiros, todos expedidos pela Vara Única da Comarca de Sanharó, no Agreste.

Ponto de Corte

Nomeada “Ponto de Corte”, a 84ª Operação de Repressão Qualificada de 2021 mira suspeitos de fraude a concurso e associação criminosa. As investigações que motivaram a operação se iniciaram em janeiro deste ano.

Nesta quinta (09), estão sendo cumpridos três mandados de prisão e 13 mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Gravatá, no Agreste de Pernambuco.

A polícia não revelou detalhes como nomes dos suspeitos. Em nota enviada à imprensa, a corporação se limitou a informar que os detalhes das referidas operações serão divulgados pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, em momento oportuno.

 

Do Nayn Neto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.