Serra Talhada leva experiência com atendimento noturno para encontro estadual de saúde do homem

 

 

Fortalecendo a estratégia municipal de prevenção e promoção do acesso da população às políticas públicas de saúde na Atenção Primária, a Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada implantou em 2016 o atendimento noturno itinerante nas unidades de saúde do Alto da Conceição, Vila Bela, Bom Jesus, IPSEP, Cohab e Mutirão. O atendimento ampliado acontece das 18h às 22h e conta com profissionais especializados nas áreas de clínica geral, odontologia, farmácia e enfermagem, proporcionando um aumento da cobertura de assistência, diminuição de internamentos, melhoria no quadro epidemiológico e aumento de indicadores.

A experiência exitosa implantada pela Prefeitura Municipal de Serra Talhada foi apresentada nesta terça-feira (19.11) durante o IV Encontro Estadual de Saúde do Homem, promovido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), no Hotel Barramares, em Jaboatão dos Guararapes. O evento, que teve como tema “Saúde do Homem no enfrentamento da Sífilis”, discutiu os avanços nos 10 anos da publicação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), instituída em 2009. Participaram profissionais da Atenção Primária e coordenadores de Vigilância em Saúde das 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres).

Com o tema “Atendimento Noturno Itinerante: oportunizando a aproximação dos homens com o cuidado na Atenção Básica”, a experiência de Serra Talhada foi apresentada pela secretária Márcia Conrado e pela coordenadora da Atenção Primária à Saúde, Clarissa Novaes. “Com a implantação do atendimento noturno tivemos uma cobertura maior de atendimento à população, alcançando inclusive os homens, que embora trabalhem durante o dia, passaram a frequentar mais as unidades de saúde em virtude do atendimento estendido para o horário da noite, uma experiência que vem dando certo e que pretendemos ampliar o mais breve possível para outros bairros”, comentou Márcia Conrado.

São oferecidos nas unidades os seguintes serviços: atendimento médico, odontológico e de enfermagem; consulta de pré-natal e pré-natal do parceiro; testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites Virais; realização de citopatologias cervicais e solicitação de mamografias; realização de curativos, retirada de pontos e aferição de pressão arterial; triagem para tuberculose e hanseníase; atendimento de urgência com observação; vacinação; e palestras educativas. Contabilizando o quantitativo de atendimento médico, odontológico, de enfermagem e procedimentos, entre 2017 e 2018 foram mais 80 mil procedimentos nas unidades participantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *