Capotamento de van na BR-110 deixa quatro mortos em Petrolândia

DSCN7956

 

 

Quatro pessoas morreram e seis ficaram feridas na noite de ontem (04) em um capotamento na BR-110, em Petrolândia, Sertão de Pernambuco. O acidente aconteceu no quilômetro 223. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as vítimas estavam em uma van e o condutor teria perdido o controle do veículo, que saiu da pista e capotou.

Ainda segundo a polícia, os que morreram eram passageiros da van e seguiam para Brejinho da Serra, comunidade rural de Petrolândia. Já os feridos foram encaminhados ao hospital do município. A PRF informou que o condutor do veículo – de 19 anos – não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Inicialmente, a Polícia Rodoviária Federal informou três mortes. O setor administrativo do hospital relatou que uma quarta vítima morreu quando era socorrida. A informação foi atualizada às 08h40. (G1)

 

DSCN7951

Imagens: Assis Ramalho

Em Serra Talhada, homem é detido após quebrar telhado do vizinho para olhar intimidade do casal

 

A central do 14º BPM acionou a guarnição por conta de um dano ao patrimônio. Chegando a Rua Santa Inês, bairro Ipsep, Serra Talhada-PE, a vítima W. A. Daniel de Moura, 28 anos e sua esposa disseram que o imputado J. Eduardo leite Lira, 38 anos quebrou algumas telhas da sua casa e que pelas brechas que ficou no teto estava olhando a privacidade e intimidade dele e da sua esposa.

A vítima disse que o acusado ainda o ameaçou. A guarnição conferiu o dano e conduziu as partes à a DPC local para que fossem tomadas as devidas providências.

Seis homens são detidos acusados de aliciamento de menores de idade em Serra Talhada

 

 

A denunciante Quitéria Maria da Silva informou a polícia que a sobrinha menor de idade na Rua Santa Clara, nº 180, Sem Teto, Serra Talhada-PE, estava bebendo com alguns homens maiores de idade, na última sexta-feira (02).

A Equipe de Policiais da Operação Polígono de Varzinha foi ao local, de onde a menor saiu da residência junto com o F. de A. Pereira Lima, 38 anos, ao ser indagada, a menor apontou mais cinco homens adultos que se encontravam em um bar em frente, que haviam passado toda a manhã bebendo na presença dela.

Na mesma ocasião informou que o seu namorado, S. Roberto da Silva Sobrinho, 18 anos, havia ligado para a mesma chamado para ir àquele local, além de mandar para ligar para uma prima, também menor, para esta faltar a escola e ir ao encontro dela no endereço em que estava.

Relatou ainda que havia perdido aula para se encontrar com os rapazes e que havia tido relações sexuais com o Sr. Sérgio Roberto.

Diante das informações e circunstâncias todos os envolvidos, os dois citados como namorado da menor e o proprietário da casa, além de J. E. Gonçalves da Silva, 29 anos, J. Lima Pereira, 30 anos,  amasiado, ambos do Sem Teto. Além de G. S. de Souza, 28 anos e D. S. Marinho, 22 anos, foram encaminhados a DP para que fossem tomadas as medidas legais cabíveis.

 

Via Luiz Carlos

Rei das Serpentes de Serra Talhada mostra coragem diante das cobras e quebra mitos na TV Jornal

 

 

As serpentes geralmente são associadas a morte e deixam um rastro de terror por onde passam, menos para Haroldo Bauer, sertanejo de Serra Talhada que ficou conhecido na internet como o rei das serpentes.

Para ele, as cobras são criaturas dóceis que só atacam quando se sentem ameaçadas. A curiosa habilidade de Haroldo começou quando ele foi picado por uma cascavel aos 12 anos. Confira o vídeo:

 

 

Via Luiz Carlos

MPPE recomenda fim de transferências compulsórias por indisciplina em Serra Talhada

 

 

Tendo em vista as denúncias feitas por pais de alunos da rede de ensino municipal de Serra Talhada quanto à adoção inadequada da transferência compulsória de estudantes por motivos de indisciplina, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Secretaria de Educação de Serra Talhada e à Gerência Regional de Educação do Alto Sertão do Pajeú que revejam as práticas referentes à aplicação da transferência.

Conforme explicou o promotor de Justiça Vandeci Sousa Leite, o objetivo do MPPE é evitar que as transferências sejam adotadas como prática de caráter punitivo, gerando prejuízos aos estudantes no processo de aprendizagem.

“Vários pais e responsáveis compareceram à Promotoria de Justiça de Serra Talhada informando que só haviam sido chamados à escola após a aplicação da transferência compulsória, sem ter a oportunidade de participar do processo. Isso viola o direito constitucionalmente garantido da ampla defesa, inclusive porque em muitos casos as situações de indisciplina cometidas pelos alunos não justificavam a aplicação da transferência”, ressaltou o promotor de Justiça.

Vandeci deixou claro que as transferências podem ser feitas em último caso, depois de terem se esgotado todos os meios pedagógicos para responder aos atos de indisciplina. A mudança de escola pode ser feita de forma voluntária, com a anuência dos pais, ou involuntária, na hipótese de conflito entre a família e a equipe escolar. Nesse caso, é necessário instaurar um processo administrativo, garantindo ao aluno o contraditório e o amplo direito à defesa.

No entanto, segundo apontou o promotor de Justiça, a transferência deve sempre observar o desenvolvimento educacional do estudante, não podendo acarretar prejuízos ao término do ano letivo. “Os alunos transferidos em Serra Talhada acabam abandonando os estudos ou enfrentando situação de autoestima baixa, o que comprova que a sanção da transferência não está cumprindo a sua premissa”, relatou o promotor de Justiça.

Dessa maneira, a primeira recomendação é para que os gestores escolares realizem, ao início de cada ano letivo, reuniões de pais e mestres para apresentar as normas dos Regimentos Escolares das unidades de ensino municipais. Também cabe aos educadores convocar, sempre que for necessário, reuniões para debater com os pais ou responsáveis sobre os desvios de comportamento dos estudantes. As advertências adotadas devem ser registradas e comunicadas à família.

Ainda segundo o texto da recomendação, a transferência deve ser empregada apenas nos casos em que o aluno cometa faltas graves, ou seja, atos infracionais nas dependências da unidade de ensino. Tais situações devem ser tratadas em reunião democrática do Conselho Escolar, permitindo a presença dos pais e de um representante dos alunos, bem como que sejam ouvidas testemunhas, até o limite de três pessoas.

 

Por fim, o MPPE recomenda que as transferências venham a ser realizadas durante os períodos de férias e recessos, de modo a reduzir os prejuízos à frequência escolar do aluno. A Secretaria de Educação e a Geres têm 15 dias para informar à Promotoria de Justiça de Serra Talhada se acatam ou não a recomendação.

 

Via Nill Júnior

Serra Talhada conhece os novos conselheiros tutelares

(Foto: Thiago Santos/Texto: Rochany Rocha)

 

Na noite de ontem (04), Serra Talhada conheceu os mais novos conselheiros tutelares que vão zelar por crianças e adolescentes que foram ameaçados ou que tiveram seus direitos violados de acordo com o que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA em seu artigo 136.

Com 670 votos, Edvan foi o primeiro candidato eleito, em seguida veio Cristina com 516 votos, Márcia com 503, Antônio com 334 e Sônia com 232. Ao todo, nove candidatos concorreram a 5 vagas.

“Todos os candidatos passaram por várias etapas para que pudessem chegar a eleição, como: processo seletivo e análise de documento, Com certeza, todos os 9 candidatos estavam aptos a assumirem o cargo, ficando nas mãos dos serra-talhadenses a escolha democrática através da eleição”, explica o Secretário de Desenvolvimento Social e Igualdade Racial.

Durante todo o dia, mais de 3 mil pessoas exerceram a cidadania e ajudaram a eleger os responsáveis pelos cuidados das crianças e adolescentes de Serra Talhada, como fez a doméstica, Francisca Lima, que chegou minutos antes do fechamento dos portões.

“Eu pedi para sair mais cedo do trabalho para votar. É importante escolhermos com seriedade as pessoas que vão defender as crianças. Tive um caso na família e sei o quanto é importante ter profissionais competentes e que, acima de tudo, pensam no melhor para as crianças”, justifica Francisca.

As eleições aconteceram na Aeset e todo o processo ocorreu de forma tranquila e organizada. “Não tivemos nenhum problema, e apesar da votação ser através da chapa, a contagem dos votos foi em tempo recorde”, afirma o secretário.

 

Agredida há 19 anos, mulher denuncia marido após surra de corrente em Petrolina

 

 

Uma mulher de 47 anos denunciou o marido após sofrer agressões neste sábado (03), no bairro Dom  Avelar, Zona Leste de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Segundo a vítima, ela apanhou com uma corrente, utilizada para prender objetos. O homem foi preso neste domingo (04), quando a polícia realizava rondas no bairro.

Segundo a dona de casa, a discussão começou quando ele jogou o celular dela no chão. No momento em que a mulher abaixou para pegar o telefone, o marido a agrediu com uma corrente, que atingiu o rosto da vítima. A pancada foi tão forte, que chegou a quebrar o nariz da dona de casa. O irmão da vítima disse que a agressão só não foi pior, porque os vizinhos impediram. Um dos filhos da dona de casa foi quem fez a denúncia a polícia.

A dona de casa disse que era casada há 20 anos  e sofria com agressões há 19 anos, quando estava grávida do primeiro filho do segudo casamento. Com o agressor, a vítima tem três filhos e outros dois de um relacionamento anterior. Ela disse que no início as brigas eram com empurrões, tapas e por ciúmes. A denúncia só não foi feita antes porque o homem fazia amaeças, afirmando que mataria ela e os filhos.

A dona de casa foi socorrida e encaminhada para o Hospital Universitário (HU). Já o suspeito foi preso e conduzido para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Ouro Preto, Zona Oeste da cidade e em seguida encaminhado para a Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes.  Segundo o delegado responsável pelo caso, José Renivaldo, ele será autuado em flagrante, por agressão e responderá pela Lei Maria da Penha. A pena pode chegar a três anos de detenção.

“É importante que as mulheres denunciem qualquer tipo de agressão, seja ela psicológica, física ou patrimonial, para que se evite o pior, que é o homicídio. Sempre começa com um xingamento, com algo pequeno, depois parte para a agressão e as vezes termina no crime de homicídio. É importante que as mulheres não fiquem inibidas e que denunciem, para que sejam adotadas as medidas legais cabíveis”, explicou o delegado, José Renivaldo. (G1)

Bancários de Pernambuco entram em greve nesta terça-feira (06)

 

 

Os bancários de Pernambuco vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (06). A decisão foi tomada por unanimidade em assembleia realizada na noite da última quinta-feira (01), após rejeitarem a proposta de acordo feita pelos bancos. O movimento é nacional.

Entre as reivindicações da categoria estão o reajuste salarial de 16%, valorização do piso salarial no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3299,66 em junho), PLR de três salários mais R$ 7.246,82, combate às metas abusivas e ao assédio moral, melhores condições de trabalho, fim da terceirização e proteção ao emprego, vales alimentação e refeição maiores.

Após dois meses de negociação, os bancos não atenderam a nenhuma reivindicação da Campanha Nacional dos Bancários. Entre outros pontos, os bancos oferecem reajuste de 5,5%, muito abaixo do valor da  inflação, de 9,88%. A proposta prevê, ainda, abono de R$ 2,5 mil (pago apenas uma vez e não incorporado ao salário).

Uma nova assembleia será realizada amanhã (05), às véspera da paralisação, para discutir os próximos passos do movimento. Em Pernambuco, o encontro será às 19h, na sede do Sindicato, na Boa Vista. (JC Online)

Náutico perde para Oeste e vê o G4 cada vez mais longe

 

 

Em um jogo com dois tempos distintos, o Náutico perdeu para o Oeste no Estádio Prefeito José Liberatti em Osasco-SP por 2 a 0 pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na primeira etapa, o time paulista foi superior ao Timbu, no segundo tempo os alvirrubros tiveram mais vontade, criaram algumas chances, mas não conseguiram passar pelo goleiro Leandro Santos. O Náutico está na 8ª colocação com 43 pontos a cinco do G-4. O próximo jogo do time alvirrubro é nesta terça-feira(6) contra o Mogi Mirim, às 20h30, na Arena Pernambuco.

O JOGO

O jogo começou com as duas equipes sem criar boas jogadas. Aos 8 minutos, o primeiro lance de perigo foi do time mandante. O volante Jackson Caucaia vacilou, Mazinho roubou a bola e arriscou de longe. Em seguida, o Oeste passou um bom tempo tentando criar jogadas de perigo, mas não conseguia finalizar os lances. A equipe paulista levava mais perigo nas bolas aéreas e o Náutico só assistia o duelo.

Aos 23, a bola sobrou novamente para Mazinho, que livre na grande área chutou fraco para a defesa tranquila do goleiro alvirrubro. A primeira finalização do Timbu na partida só veios aos 30. Daniel Morais tabelou com João Ananias e na cara do goleiro mandou para longe. O destaque no primeiro tempo foi o meia Mazinho. Todas as jogadas do Oeste passavam pelos pés do jogador. Na terceira chance do meia, ele não vacilou. O camisa dez recebeu o passe, livre, invadiu a grande área e só teve o trabalho de escolher o canto e abrir o placar para os paulistas. Depois o Oeste seguiu dominando a partida. O Náutico só conseguiu levar perigo ao gol adversário com Lucas Farias de falta no último lance da etapa inicial.

O segundo tempo começou parecido com o primeiro com as duas equipes sem conseguir realizar uma finalização. Só as 13 minutos veio o primeiro chute da etapa final com Fernandinho de falta para o Oeste. Cinco minutos depois o Náutico começou a pressionar o adversário. Gastón sozinho na pequena área cabeceou em cima do zagueiro e no rebote Hiltinho soltou o pé para uma bela defesa do goleiro Leandro Santos. Logo depois após a cobrança do escanteio, Ronaldo Alves cabeceou para mais uma brilhante defesa do camisa um rubro negro.

O Timbu explorava a bola área e de cabeça William Magrão subiu mais que todo mundo e perdeu outra chance para os alvirrubros. No primeiro lance de perigo do Oeste na etapa final, Patrick Silva, que havia acabado de entrar em campo, recebeu o cruzamento e de pé direito mandou para o fundo da rede. Sobrava vontade aos jogadores alvirrubros no final do jogo, mas faltava qualidade. Já o Oeste foi eficiente, ampliou o placar e administrou o resultado até o último apito do juiz.

FICHA DO JOGO

OESTE

Leandro Santos; Paulo Henrique, Júnior Lopes, Ligger, Fernandinho; Elivelton (Renato Xavier), Guilherme(Patrick Silva), Renan Mota, Mazinho (Daniel Gigante); Waguinho e Kahê. Técnico: Roberto Cavalo.

NÁUTICO

Júlio César, Lucas Farias, Rafael Pereira, Ronaldo Alves e Gastón Filgueira; Jackson Caucaia(William Magrão), João Ananias(Dakson), Fillipe Soutto e Bruno Alves (Hiltinho); Bergson e Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Estádio Municipal Prefeito José Liberatti – Osasco (SP). Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO). Assistentes: Francisco Casimiro de Sousa-TO e Natal da Silva Ramos Júnior-TO. Gols: Mazinho aos (34’do 1º) e Patrick Silva (34′ do 2º). Cartão Amarelo: Jackson Caucaia (Náutico).

 

Por Davi Saboya

Falcão retorna ao Beira-Rio com derrota para o Inter

 

Apostando mais na individualidade que no futebol coletivo, o Sport facilitou a vida do Internacional, que imprimiu bom volume de jogo e acabou vencendo a partida, por 2×1, neste sábado (3), no Beira-Rio, em Porto Alegre. O confronto foi marcado pelo duelo particular entre o atacante Lisandro Lopes e o goleiro Danilo Fernandes, destaque rubro-negro apesar da derrota, que poderia ter acontecido com um placar mais elástico.

A nota dissonante foi a expulsão infantil de Diego Souza, aos 45 do 2º tempo, num lance onde a bola já havia saído de campo e ele chutou o adversário por trás. O próximo jogo do Sport é na Ilha, no dia 14, após a parada para as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo.

O JOGO

A primeira boa chance do jogo foi rubro-negra, aos 5, numa arrancada à Maradona de Diego Souza, partindo do meio-campo e fazendo fila. O meia rubro-negro chegou a iniciar o drible no goleiro, mas Alisson se recuperou a tempo de evitar o gol.  O início de partida era esperançoso, mas o Inter tratou de mostrar o contrário: em dois lances seguidos, Danilo Fernandes salvou a meta leonina, defendendo chute de Valdívia e a cabeçada de Rodrigo Dourado.

Se a arrancada inicial do Sport não se traduziu em domínio, a investida dupla colorada foi o início de uma blitz sistemática na zaga leonina. Os rubro-negros até tentavam sair mais para o jogo, a fim de afastar o Inter de sua própria área, mas pecavam muito no passe.

Assim, o Inter foi criando suas chances. Aos 30, Lisandro Lopes, na pequena área, acertou o travessão de Danilo que, quatro minutos depois, espalmou um forte chute de Anderson. Outra boa oportunidade gaúcha foi criada com Nilton, que livre na área chutou por cima do travessão. Aos 40, Valdívia assustou numa cobrança de falta e, no minuto seguinte, através de um chute da intermediária que o goleiro encaixou.

O Sport só teve suspiro quando o árbitro deu por encerrado o primeiro tempo.

Após o intervalo todo recobrando o fôlego, o Sport voltou para o segundo tempo sob pressão. O atacante Lisandro Lopes seguiu o duelo particular com Danilo Fernandes, testando na área.  O jogo não só se repetiu em seu reinício pelo lado gaúcho. O Leão chegou a ter boa chance, novamente fruto de uma jogada individual, desta vez com Renê, que foi parado com falta. Na cobrança, Diego Souza não deu muito trabalho a Alisson.

Falcão tentou mudar o cenário e fez a troca-padrão, tirando o apagado Maikon Leite, depositando em Élber uma possibilidade de saída veloz para o ataque. Mas nem deu tempo de o time se adequar à mudança. Em mais uma jogada de bola cruzada na área, aos 19, Lisandro Lopes venceu o duelo com Danilo Fernandes. Mas não foi fácil. O atacante escorou com o peito e o goleiro pegou em puro reflexo. No rebote, a bola bateu na cabeça do argentino.

O gol gerou reclamações dos rubro-negros, alegando toque na mão, em lance rápido e polêmico.

Em desvantagem no placar, o Sport resolveu correr atrás e a partida ganhou velocidade. E foi justamente num lance veloz que a torcida rubro-negra pôde gritar gol. Numa jogada individual de Diego Souza, ele avançou até a entrada da área e tocou para Élber, que correspondeu às expectativas de Falcão e tocou na saída do goleiro, empatando o placar aos 32.

Quando se esperava que o gol fosse o início de uma reação, a defesa do Sport novamente sofreu um dos constantes apagões do Brasileiro. Valdívia correu pela esquerda, passando por três marcadores e cruzou para a área. Rodrigo Dourado, completamente livre, só teve o trabalho de escorar.

Apesar da vantagem no placar, o Inter cedia espaços para o Sport atacar e o jogo seguiu veloz. As chances do empate rubro-negro diminuíram sensivelmente quando Diego Souza, num lance onde a bola não estava mais em jogo, fora de campo, chutou o adversário e foi expulso.

FICHA DO JOGO

INTER

Alisson; William, Paulão, Réver (Vitinho) e Ernando; Rodrigo Dourado, Nilton, Anderson (Silva) e Alex; Valdívia e Lisandro Lopes. Técnico: Argel Fucks.

SPORT

Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Régis), Diego Souza e Marlone; Maikon Leite (Élber) e André (Hernane Brocador). Técnico: Falcão.

Local: Beira-Rio (Porto Alegre). Cartões amarelos: Samuel Xavier, Renê e William. Expulsão: Diego Souza (45 do 2º). Gols: Lisandro Lopes, Élber e Rodrigo Dourado (19, 34 e 36 do 2º). Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC). Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Farinha (RS).

 

Do Blog do Torcedor