Polícia Civil de Pernambuco combate fraude em licitação e lavagem de dinheiro

Foto: Imagem Ilustrativa

Operação LUX acontece na manhã desta quarta-feira (15), no Recife

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que desencadeou na manhã desta quarta-feira (15), a 31ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada “LUX”, vinculada à Diretoria Integrada Especializada – DIRESP, sob a presidência do Delegado Diego Pinheiro, Titular da 2ª Delegacia de Combate à Corrupção – 2ª DECCOR, unidade integrante do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado – DRACCO.

Segundo a nota, a investigação foi iniciada em maio de 2021, com o objetivo de identificar e desarticular organização criminosa voltada à prática dos crimes de Fraude em Licitação e Lavagem de Dinheiro.

Ainda segundo a nota, nesta quarta-feira, estão sendo cumpridos vinte e quatro Mandados de Busca e Apreensão Domiciliar, todos expedidos pelo Juízo da Vara dos Crimes Contra a Administração Pública e Ordem Tributária da Comarca de Recife.

“Na execução, estão sendo empregados 150 (cento e cinquenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães”, informa a nota.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL e pelo Laboratório de Lavagem de Dinheiro – LAB/PCPE.

A nota também informa que os detalhes da referida operação serão divulgados pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, em momento oportuno.

A nota não informa se há políticos envolvidos, nem contra quem foram expedidos os Mandados de Busca e Apreensão Domiciliar.  Do Nill Júnior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.