Mulher é presa com mais de 5 kg de maconha em Serra Talhada

 

 

 

 

Na manhã dessa sexta-feira (26), após levantamentos realizados por Agentes do Núcleo de Inteligência do Sertão-2 (14º BPM e 1ª CIPM), uma ação integrada com a equipe do GATI e o efetivo do Malhas da Lei, apreendeu no porta malas de uma Van de transporte intermunicipal, uma bolsa preta com 5,5 kg de maconha pronta para o consumo.

A droga pertencia à Rosileide Maria da Conceição, e saiu da cidade de Cabrobó-PE com destino ao  presídio de Arcoverde-PE.  Josileide já tem passagem pela polícia por tráfico e foi detida dento do veículo.

De acordo com os policiais, a droga será levada para a delegacia municipal de Serra Talhada para as providencias cabíveis.

Via Nayn Neto

Licenciatura em Física é o primeiro curso superior a ser ofertado pelo Campus Serra Talhada do IF Sertão-PE

 

 

 

 

Na última terça-feira (23), o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) divulgou o termo de adesão ao Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e o edital n° 54/2017, do Ministério da Educação, que torna público o processo seletivo do SiSU para o segundo semestre deste ano. Nele, o campus Serra Talhada está apto a ofertar 35 vagas para o curso de Licenciatura em Física, o primeiro de nível superior do campus, que atualmente dispõe de cursos Subsequentes e de Ensino Médio Integrado.

O curso é uma novidade no município, que oferta outras Licenciaturas, mas não em Física. Ele será realizado no período noturno e inscrições poderão ser efetuadas exclusivamente pela internet, por meio do endereço eletrônico http://sisu.mec.gov.br/ no período de 29 de maio a 1º de junho. De acordo com o edital, somente poderá se inscrever no Sisu 2017.2 o candidato que tenha participado da edição de 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que, cumulativamente, tenha obtido nota acima de zero na prova de redação.

Para essa mesma seleção, o campus Salgueiro do Instituto ofertará 13 vagas para o mesmo curso.

Confira o edital n° 54/2017 e o termo de adesão aqui.

 

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave aumentam em Pernambuco quase 10% em relação a 2016

Campanha de vacinação foi adiada para o dia 9 de junho.   (Foto: Divulgação/SES)

Os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) tiveram um aumento de quase 10% em relação ao ano passado, em Pernambuco. A análise corresponde ao período compreendido entre janeiro e o dia 13 deste mês. De acordo com o boletim epidemiológico, o estado registra 716 ocorrências da doença este ano. Em 2016, foram 652.

Na quinta-feira (25), o Ministério da Saúde decidiu pela prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe. Isso porque, dos 54,2 milhões de brasileiros incluídos no público-alvo, apenas 63,6% haviam recebido a dose. A meta era imunizar 90% desse total.

Ainda segundo os dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), dentre os casos de SRAG deste ano, 52 tiveram resultado laboratorial positivo para para influenza A(H3N2), sendo 17 em menores de 2 anos e 15 na população a partir dos 60 anos. Há, ainda, 12 confirmações para influenza B. Houve um óbito nesse período.

Ao todo, 1.717.708 pessoas foram vacinadas contra a influenza em Pernambuco até a manhã desta sexta-feira (26). Isso representa 73,7% dos 2.329.874 pernambucanos inseridos nos grupos prioritários. De acordo com a secretaria, as crianças e as gestantes pertencem aos grupos que menos se vacinaram durante a campanha, no estado. A campanha de vacinação foi prorrogada para o dia 9 de junho.

Imunização

A vacina garante proteção contra três tipos de vírus (H1N1, H3N2 e B). São grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram bebê recentemente), maiores de 60 anos, pessoas com doenças crônicas e professores das redes pública e privada fazem parte do grupo prioritário para receber a dose. Professores precisam apresentar documento de identificação profissional para serem imunizados. Pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica.

Influenza

Conhecida como gripe, é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais.

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-condicionadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto para boca, olhos e nariz. (G1)

Candidato que teve isenção de taxa negada no Enem tem 30 dias para recorrer, diz Inep

 (Foto: Arquivo/G1 )

Os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 que tiveram o pedido de isenção da taxa de inscrição negado terão 30 dias para comprovar que foram prejudicados e que se encaixam nas categorias com o benefício.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) comunicou, na ultima quinta-feira (25), que essas pessoas devem encaminhar os comprovantes de situação socioeconômica e de escolaridade para análise até o dia 25 de junho.

Perguntas e respostas

Quem deve enviar os documentos ao Inep?

Aqueles candidatos que, no ato da inscrição, tentaram pedir a isenção da taxa de R$ 82 e tiveram a solicitação negada pelo sistema, apesar de terem direito a ela.

Por que o Inep abriu esta possibilidade de envio de documentos?

O Inep afirma que recebeu queixas de pessoas que se encaixariam nas categorias com direito à isenção da taxa, mas que tiveram de gerar o boleto de pagamento mesmo assim.

Afinal, quem tem direito à isenção?

São três categorias:

  • Estudantes matriculados na rede pública de ensino e que atualmente estão cursando o terceiro ano do ensino médio;
  • Pessoas de famílias com renda per capita de até um e meio salário-mínimo, e que tenham cursado o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada;
  • Pessoas inscritas no CadÚnico, beneficiadas por programas sociais como o Bolsa Família, em famílias com renda per capita de até 1,5 salário mínimo ou com renda familiar mensal de até 3 salários-mínimos.

Como o sistema reconhece se o candidato tem direito à isenção?

No caso dos alunos matriculados no terceiro ano do ensino médio, em escolas públicas, o sistema de inscrição reconheceu automaticamente o direito à isenção, sem a necessidade de pedi-lo.

Para as pessoas de famílias de baixa renda, foram analisadas as informações dadas pelo candidato no formulário de dados socioeconômicos. E no caso dos cadastrados no CadÚnico, era necessário preencher qual o NIS (Número de Identificação Social) para saber se a pessoa, de fato, recebe benefício social do governo.

Como enviar os documentos para comprovar o direito à isenção?

Se a isenção foi negada de forma equivocada, o Inep pede para que o candidato entre em contato pelo número 0800 61 61 61.

Quantas pessoas podem ter sido afetadas?

O Inep não divulgou balanço dos afetados. Também não foi informado os totais de inscritos, de inscrições confirmadas e de isenções concedidas.

O que será feito nos casos em que ficar comprovado o direito à isenção da taxa?

O Inep ainda não detalhou como serão os trâmites.

 (Foto: Arquivo/G1)

Do G1

Polícia erradica cerca de 40 mil pés de maconha, no Sertão de Pernambuco

Plantação foi encontrada no Sítio Piranhas, em Santa Cruz (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil (PC) iniciou, na última quinta-feira (25), a erradicação de uma plantação de maconha com cerca de 40 mil pés da planta, em Santa Cruz, no Sertão de Pernambuco. Ninguém foi preso.

A droga foi encontrada no sítio Piranhas, Zona Rural do município. Além dos pés de maconha, a polícia encontrou 40 kg do entorpecente pronto para ser comercializado. Nenhum suspeito foi localizado no acampamento montado pelos cultivadores.

A Polícia Civil informou que vai instaurar inquérito para apurar a responsabilidade do crime. Na manhã dessa sexta-feira (26), equipes da PC continuavam no local para concluir a erradicação e incinerar a droga.

Polícia ainda encontrou 40 kg da droga pronta para comercialização (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Dia D da Campanha de Vacinação Antirrábica acontece neste sábado

Imagem relacionada

 

 

 

 

Os municípios pernambucanos, com exceção do Recife, realizam, neste sábado (27), o dia D da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica Canina e Felina. Mais de 7 mil postos de vacinação serão montados nas cidades do Estado, com funcionamento das 8h às 17h. No caso específico do Recife, a vacinação será realizada no dia 10 de junho.

A meta no Estado é imunizar cerca de 1,2 milhão de caninos e felinos, sendo 875 mil cães e 376 mil gatos. Com o mote “Quem cuida, vacina!”, a campanha tem o objetivo de controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, prevenindo a raiva humana. O último caso da doença em humanos, transmitido por cão, em Pernambuco, foi no ano de 2006.

A raiva é uma doença viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. Para isso, ao todo, serão disponibilizadas 1,5 milhão de doses, com o objetivo de imunizar, pelo menos, 80% da população canina e felina do Estado. A transmissão da raiva se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura, arranhadura e lambedura de mucosas.

O vírus penetra no organismo, multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico e, posteriormente, o sistema nervoso central. O coordenador estadual do Programa de Controle da Raiva, da SES, Francisco Duarte, ressalta que a melhor forma de prevenção é vacinação. Quem não conseguir vacinar seu animal no dia D da Campanha deve procurar a secretaria de saúde do seu município, no setor de zoonoses.

As recomendações indicam que ao ser agredida por um animal, a pessoa deve lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Posto de Saúde mais próximo. Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte.

O tratamento profilático anti-rábico também é recomendado para toda agressão por espécie silvestre (morcegos, raposa/cachorro do mato e sagüis). O soro e a vacina para esse tratamento estão disponibilizados na rede do SUS, gratuitamente. A vacina anti-rábica canina também é gratuita. O único meio de prevenir a ocorrência da doença em áreas urbanas é por meio da vacinação anual de cães e gatos.

Da Folha de Pernambuc0

Chuvas dos últimos dias elevam o nível de barragens em Pernambuco

As chuvas dos últimos dias colaboraram para melhorar o nível de algumas barragens em Pernambuco. Um dos mananciais que está em pré-colapso no estado, a Barragem do Prata, no município de Bonito, elevou de 9,83% para11,72%, entre a última quarta-feira (24) e hoje (26). Com o aumento, ainda tímido, o Prata registra agora 4.939.384 metros cúbicos de água acumulados, o que já garante prorrogar o uso da água da barragem até o mês de agosto deste ano. A Barragem do Prata é responsável pelo abastecimento de água de Caruaru e das cidades de Agrestina, Santa Cruz do Capibaribe, Ibirajuba, Altinho e Cachoeirinha.

 Em março deste ano, a Compesa precisou adotar a medida de redução da exploração do Prata para 200 litros de água por segundo. Desde então, o abastecimento das seis cidades do Agreste está recebendo o complemento pelo Sistema Adutor do Pirangi, que incrementa o Sistema Prata com mais 500 litros de água por segundo. “A melhoria do nível do Prata é uma boa notícia, pois ainda estamos no meio da quadra chuvosa, e a nossa expectativa que a barragem acumule mais água no período das chuvas, assim como outros mananciais do estado”, observa o diretor Regional do Interior da Compesa, Marconi de Azevedo.

 Em Garanhuns, as três barragens que fornecem água para a cidade elevaram o volume de reservação com as chuvas dos últimos dez dias. A Barragem do Cajueiro aumentou o nível de acumulação de 43% para 48% (6,9 milhões de m³ de água), Mundaú subiu de 23% para 35% (696 mil m³), enquanto Inhumas, que estava em colapso, com 5% da sua capacidade total, agora subiu para 27% (1,8 milhão m³). “Com essa melhora dos níveis das barragens, conseguimos garantir a continuidade do fornecimento de água para a cidade até fevereiro de 2018. E se as chuvas continuarem regulares e com esse volume até o final do mês de junho, a cidade poderá até sair do rodízio ainda em julho deste ano”, informa o diretor.

 

Ainda no Agreste, a Barragem do Rio Correntes, que fornece água para a cidade de Correntes, está vertendo. A Compesa inclusive, concluiu um serviço para limpeza dessa barragem, neste mês, o que contribuiu para melhorar a acumulação de água no manancial e retirar a cidade do rodízio. Lagoa do Ouro também teve o calendário reduzido pelas chuvas, passou para um dia com água e um dia sem, depois que regularizou a vazão do Riacho da Palha. A população de Bom Conselho já sente as melhorias no abastecimento, após as barragens de Bulandim, Mata Verde e Caboge voltarem a acumular água. A companhia retornou com a captação nos mananciais, e estabeleceu um novo calendário de três dias com água e seis dias sem para a cidade – antes era de cinco dias com água e dez dias sem.

Na região Metropolitana do Recife, o maior aumento de volume aconteceu na Barragem de Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, que subiu, de ontem para hoje, de 46,06% para 54,12%. As outras quatro principais barragens da RMR não sofreram alterações significativas dos níveis: a Barragem de Várzea do Una está 35,84% da sua capacidade total; Tapacurá com 32,07%; Duas Unas apresenta 27,82% do seu volume de reservação; e Botafogo registra 13,47%.

Zona da Mata

Na Zona da Mata Norte, as cidades de Ferreiros e Camutanga são atendidas pelo mesmo sistema de abastecimento e cujas fontes de água, duas barragens de nível, tiveram a vazão regularizada com as chuvas. A Compesa passou a fazer a captação 24 horas, por dia, na Barragem de Mucambo, e voltou a retirar água da Barragem Vundinha. A população de Ferreiros e Camutanga – juntas, somam 16,5 mil pessoas – que antes eram abastecidas com o rodízio de dois dias com água e vinte dias sem, agora são atendidas com um calendário de dois dias com água e oito dias sem.

Com as últimas chuvas que caíram em Chã Grande, na Mata Sul, a Compesa voltou a captar água na Barragem dos Macacos, que está vertendo. Com a retirada de 15 litros de água por segundo deste manancial, somados a mais 15 l/s que são captados na Barragem de Siriquita, em breve, será divulgado um novo calendário de abastecimento para cidade, que hoje é de dois dias com água para 12 dias sem. A Barragem de Banho da Negra que abastece Pombos, também está vertendo, o que possibilitou reduzir o rodízio da cidade de dois dias com água e 28 dias sem, para dois dias com água e cinco dias sem.

 

As barragens de Água Fria de Cima e Água Fria de Baixo, que atendem Sirinhaém, também atingiram a capacidade máxima de reservação e estão vertendo. Na cidade é realizado o rodízio de 24 horas com água e 48 horas sem. Em Escada, as chuvas regularizaram o nível do Rio Sapocagy, principal manancial que atende a cidade e que estava em pré-colapso. A Compesa voltou a captar água no manancial 24 horas por dia, o que permitiu adotar o novo calendário de abastecimento em Escada, que é de um dia com água e um dia sem.

Primeira morte por dengue confirmada este ano em Pernambuco

 Aedes Aegypti é vetor da dengue, chikungunya e zika (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde do Recife confirmou, nessa sexta-feira (26), a primeira morte por dengue ocorrida em 2017, em todo o estado. A vítima, que tinha 67 anos, morava no bairro de Afogados, na Zona Oeste da cidade, e faleceu no dia 21 de abril. Até sábado (20), tinham sido notificados 1.176 casos de arboviroses na capital, sendo 848 de Dengue, 271 de Chikungunya e 57 de Zika. Entre essas notificações, foram confirmados 484 casos, sendo 341 de Dengue, 140 de Chikungunya e três de Zika.

O caso do idoso que morreu foi considerado como febre hemorrágica, no tipo 2 da dengue. Segundo a secretaria, o homem, que sofria de esquizofrenia, faleceu no primeiro atendimento médico, num quadro que evoluiu com sinais de choque com hipotensão arterial, extremidades frias e cianose, além de dor abdominal.

Segundo o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, o número de óbitos é consideravelmente menor que no ano passado, quando foram notificadas 95 mortes por suspeita de arbovirose.

“Em 2016, 40 casos foram confirmados. O número diminuiu muito, mas, por causa das chuvas, pode haver novos acúmulos de água e proliferação das larvas do aedes aegypti. A casa do idoso era um ambiente propenso à proliferação do mosquito transmissor das arboviroses. É por isso que a mobilização da população é o mais importante”, disse Jailson. O Recife também descartou uma morte ocorrida na Várzea, em fevereiro, que também tinha as arboviroses como possível causa.

Na cidade, os bairros que apresentaram o maior número de casos prováveis de infestação por arboviroses foram Cohab (14), Campina do Barreto (12), Ibura (12), Santo Amaro (11), Campo Grande (11), Água Fria (8), Dois Unidos (7), Nova Descoberta (7), Fundão (6) e Boa Viagem (6).

Entre 1º de janeiro e 20 de maio deste ano, segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco, foram notificados 31 óbitos com suspeita de arboviroses, sendo que dois foram descartados, nos municípios de São Lourenço da Mata e Timbaúba, e outros 28 estão em investigação.

No mesmo período, Pernambuco notificou 5.459 casos de dengue (1.101 confirmados), uma redução de 94,8% em relação a 2017; 1.709 de chikungunya (412 confirmados), redução de 96,8%; e 259, redução de 97,5%.

De acordo com o 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), 87 cidades pernambucanas estão em situação de risco para as arboviroses. Isso significa que, nesses municípios, foi encontrada uma concentração alta de residências com a presença do mosquito. Outros 52 municípios estão em situação de alerta e 19 em situação favorável. Além disso, 26 ainda não informaram o levantamento. (G1)

Corpo de Bombeiros de Serra Talhada recebe novos veículos do Governo do Estado

O investimento total anual dos veículos adquiridos foi de R$ 1.425.998,40 / Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros de Pernambuco

 

 

 

 

Trinta e duas novas viaturas foram entregues ao Corpo de Bombeiros de Pernambuco em cerimônia realizada na manhã dessa quinta-feira (25), no Palácio do Campo das Princesas. Deste total, são 20 veículos de menor porte e 12 caminhonetes, que serão distribuídas pelas unidades do Interior e da Região Metropolitana do Recife. A ação faz parte do Plano de Segurança do Estado, lançado em abril deste ano, que prevê investimentos de cerca de R$ 300 milhões na área.

A nova frota irá atender as unidades da instituição localizadas nos municípios de Recife, Olinda, Vitória de Santo Antão, Carpina, Caruaru, Garanhuns, Surubim, Serra Talhada, Petrolina, Salgueiro, Arcoverde e Petrolândia. Os 20 modelos de menor porte vão ser utilizados em serviços administrativos, como no trabalho de vistoria e fiscalização de estabelecimentos comerciais, residenciais e industriais, Operação Bar Seguro e na prevenção de incêndios. Já as caminhonetes serão destinadas aos serviços operacionais, nas ações de salvamento, resgate e em ocorrências de incêndios.

Durante a solenidade, o governador Paulo Câmara entregou as 32 viaturas ao Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), coronel Manoel Cunha e prometeu uma nova remessa de viaturas para o início do segundo semestre. De acordo com o Governo do Estado, dez veículos do tipo auto resgate e sete Auto Bomba Tanques (ABT) estão em fabricação. Sobre os veículos adquiridos, o investimento total anual do Estado foi de R$ 1.425.998,40.

 

Do JC Online

Vídeo: homem é flagrado passeado com caixão na cabeça pelas ruas de Serra Talhada

 

 

Um fato inusitado chamou a atenção dos serra-talhadenses nessa quinta-feira (25), um homem não identificado foi flagrado passeando com um caixão na cabeça, pelas ruas de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. O vídeo foi enviado por internautas para o grupo do Jornal Desafio Online no whatsapp.

Confira abaixo no vídeo o homem passeando com o caixão na cabeça.